A representação e os espaços de releitura das diferenças

Autores

  • Liane Schneider Universidade Federal da Paraíba - UFPB

DOI:

https://doi.org/10.5007/%25x

Palavras-chave:

pós-colonialismo, diferenças, identidade

Resumo

Nesse artigo são discutidas as relações entre os discursos pós-coloniais desenvolvidos no exterior, principalmente nos países de língua inglesa, e o formato, a utilização e aplicação que tais discussões vêm assumindo dentro da academia brasileira. Percebe-se que há uma clara resistência ou dificuldade em aproximar aspectos teóricos da área de estudos póscoloniais, principalmente aqueles que se debruçam sobre as antigas colônias inglesas e portuguesas na África, à produção cultural e literária brasileira. Nosso objetivo é investigar quais as possibilidades de diálogo entre tais discursos, a partir dos pontos comuns e das diferenças intrínsecas a cada contexto específico.

Biografia do Autor

Liane Schneider, Universidade Federal da Paraíba - UFPB

possui graduação (Bacharelado) em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1985), Mestrado em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1995). O doutorado em Letras (Inglês e Literaturas Correspondentes) a professora obteve pela Universidade Federal de Santa Catarina em 2000

Mais informações: Currículo Lattes - CNPq.

Downloads

Publicado

2005-01-01

Edição

Seção

Artigos