Tipos e usos de ferramentas de apoio a gestão do conhecimento em uma empresa de tecnologia da informação

Autores

  • Fabio Correa Universidade Federal de São João del-Rey.
  • Fabricio Ziviani Universidade FUMEC.
  • Flávia Braga Chinelato Universidade FUMEC.

DOI:

https://doi.org/10.5007/1518-2924.2017v22n48p27

Palavras-chave:

Gestão da Informação e Conhecimento, Ferramentas de Gestão do Conhecimento, Tecnologia da Informação

Resumo

http://dx.doi.org/10.5007/1518-2924.2017v22n48p27

Diante da relevância da gestão do conhecimento no cenário organizacional, diversas ferramentas e metodologias para a promoção da gestão do conhecimento nas organizações são identificadas no mercado e na literatura, respectivamente. Esta pesquisa buscou identificar quais tipologias de ferramentas de apoio a gestão do conhecimento são utilizadas por uma empresa de tecnologia da informação, e como esta organização mensura o resultado obtido por esta utilização. Trata-se de uma pesquisa descritiva, com abordagem qualitativa, de estudo de caso com entrevista aberta. Concluiu-se que a empresa utiliza o 50% das tipologias analisadas sem um plano de gestão do conhecimento formalizado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabio Correa, Universidade Federal de São João del-Rey.

Mestre em Sistemas de Informação e Gestão do Conhecimento.

Fabricio Ziviani, Universidade FUMEC.

Doutor em Ciência da Informação pela Escola de Ciência da Informação da Universidade Federal de Minas Gerais (2012). Mestre em Administração Pública pela Escola de Governo da Fundação  João  Pinheiro  (2005) e graduado em Administração.

 

Flávia Braga Chinelato, Universidade FUMEC.

Mestre em Administração.

Referências

BARNEY, J. B.; HESTERLY, W. S. Administração estratégica e vantagem competitiva. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007.

BASTOS, Carlos Alberto Malcher; BRUNO, Ana Cristina Martins; REZENDE, Luiziana Silveira de. Gestão da informação e do conhecimento: proposição de um modelo integrador a partir da identificação e gestão dos bens de informação. In: CIANCONI, Regina de Barros; CORDEIRO, Rosa Inês Novais; ALMEIDA, Carlos Henrique Marcondes de (org.). Gestão do conhecimento, da informação e de documentos em contextos informacionais. Niterói: PPGCI/UFF, 2013. p. 27-46.

BATISTA, Fábio Ferreira. Modelo de gestão do conhecimento para a administração pública brasileira: como implementar a gestão do conhecimento para produzir resultados em benefício do cidadão. Brasília, DF: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), 2012. Disponível em: <http://repositorio.ipea.gov.br/handle/11058/754>. Acesso em 15 jan. 2015.

BENETT, Gordon. Intranets: como implantar com sucesso na sua empresa. Rio de Janeiro: Campus, 1997.

BOCK, Geoffrey; MARCA, David. Designing Groupware. Nova Iorque: McGraw-Hill, 1995.

BONI, Valdete; QUARESMA, Sílvia Jurema. Aprendendo a entrevistar: como fazer entrevistas em Ciências Sociais. Em Tese, v. 2, n. 1, p. 68-80, 2005.

CANDOTTI, Clarissa Tarragô; HOPPEN, Norberto. Reunião virtual e o uso de groupware - uma nova possibilidade de realizar trabalho em grupo. In: ENCONTRO ANPAD, 23., Foz do Iguaçu/RS, 1999. Anais... Foz do Iguaçu: ANAPAD, 19 a 22 de setembro de 1999.

CARVALHO, Rodrigo Baroni de. Aplicações de Softwares de Gestão do Conhecimento: Tipologia e Usos. 2000. 144 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação). Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação, UFMG, Belo Horizonte; Disponível em: <http://www.bibliotecadigital.ufmg.br/dspace/bitstream/handle/1843/LHLS69XQRP/mestrado___rodrigo_baroni_de_carvalho.pdf?sequenc=1>. Acesso em: 1 jan 2014.

CAVALCANTI, Marcos do Couto Bezerra; BALCEIRO, Raquel Borba; GOMES, Elisabeth Braz Pereira. A Prática da Gestão de Conhecimento nas Empresas Públicas. Rio de Janeiro: E-papers. 2002.

CERVO, Amado Luiz; BERVIAN, Pedro Alcino; DA SILVA, Roberto. Metodologia Científica. 6. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007.

CHOO, C. W. A organização do conhecimento: como as organizações usam a informação para criar significado, construir conhecimento e tomar decisões. São Paulo: Senac, 2003.

CORRÊA, Fábio. A gestão do conhecimento aplicada ao setor de tecnologia da informação. 2014. 175 f. Dissertação (Mestrado em Gestão de Sistemas de Informação e do Conhecimento) – Faculdade de Ciências Empresariais, Universidade FUMEC, Belo Horizonte, 2014. Disponível em: <http://www.fumec.br/revistas/sigc/article/download/2553/1624>. Acesso em: 13 maio 2015.

CRUZ, Tadeu. Workflow: A tecnologia que vai revolucionar processos. São Paulo: Atlas, 1998.

DAVENPORT, Thomas H; PRUSAK, Laurence. Conhecimento empresarial: como as organizações gerenciam o seu capital intelectual. 11. ed. Rio de Janeiro: Campus, 1998.

DENZIN, Norman K.; LINCOLN, Yvonna S. The SAGE handbook of qualitative research. Sage, 2011.

DRUCKER, Peter. O melhor de Peter Drucker: homem, sociedade, administração. São Paulo: Nobel, 1998.

FERES, Glória Georges. Competência em informação: interface entre as redes de conhecimento, criatividade e inovação. In: BELLUZO, Regina Célia Baptista; FERES, Glória Geroges; VALENTIM, Marta Lígia Pomim (org.). Redes de conhecimento e competência em informação: interfaces da gestão, mediação e uso da informação. Rio de Janeiro: Interciência, 2015. p. 215-245.

FONTANILLAS, Carlos Navarro; CRUZ, Eduardo Picanço; GONÇALVES, Jaqueline Pimentel de Souza. A gestão do conhecimento e os processos de informações nas organizações: estudo de caso em uma empresa off shore. Sustainable Business International Journal, n. 18, p. 1-28, 2012. Disponível em: <http://www.sbijournal.uff.br/index.php/sbijournal/article/view/26>. Acesso em: 07 jan. 2016.

KATZENBACH, J.R. e SMITH, D. K. Equipes de alta performance: conceitos, princípios e técnicas para potencializar o desempenho das equipes. Rio de Janeiro: Campus, 2001.

MACHADO, Rogério Brasiliense. Gerenciamento eletrônico de documentos e sua inter-relação com a gestão o conhecimento. In: ANGELONI, Maria Terezinha (org.). Organizações do conhecimento: infra-estrutura, pessoas e tecnologia. São Paulo: Saraiva, 2002. p. 196-210.

MARTINS, G. A.; THEÓPHILO, C. R. Metodologia da investigação científica para ciências sociais aplicadas. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2009.

MASCARENHAS, Sidnei Augusto. Metodologia científica. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2012.

MINAYO, Maria Cecília de Souza. O desafio do conhecimento científico: pesquisa qualitativa em saúde. 2. ed. São Paulo/Rio de Janeiro: Hucitec-Abrasco, 1993.

NEWSTROM, John W.; PIERCE, John L. A Estante do administrador: uma coletânea de leituras obrigatórias. São Paulo: Bookman, 2002.

NEWELL, Sue; SCARBROUGH, Harry; SWAN, Jacky. From global knowledge management to internal electronic fences: contradictory outcomes from intranet development. British Journal of Management, v. 12, n. 2, p. 97-111, 2001. Disponível em: <http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/1467-8551.00188/abstract>. Acesso em: 29 set. 2014.

NONAKA, Ikujiro; TAKEUCHI, Hirotaka. Criação do conhecimento na empresa: como as empresas japonesas geram a dinâmica da inovação. São Paulo: ELSEVIER, 1997

ORLOWSKA, Maria E.; SADIQ, Wasim. Applying a Generic Conceptual Workflow Modeling Technique to Document Workflow. In: PROC. AUSTRALIAN DOCUMENT COMPUTING SYMPOSIUM, 2., Melbourne, 1997. Proceedings... Melbourne: [s.n.], April 1997.

PEREIRA, Rita de Cássia Faria. As redes como tecnologia de apoio a gestão do conhecimento. In: ANGELONI, Maria Terezinha (org.). Organizações do conhecimento: infra-estrutura, pessoas e tecnologia. São Paulo: Saraiva, 2002. p. 156-171.

PETERAF, M. A.; BARNEY, J. B. Unraveling the resource-based tangle. Managerial and

Decision Economics, 24(4), 309-323, 2003.

PORTER, M. Vantagem competitiva: criando e sustentando um desempenho superior. Rio de Janeiro: Campus, 1990.

PROBST, Gilbert; RAUB, Steffen, ROMHARDT, Kai. Gestão do conhecimento: os elementos construtivos do sucesso. Porto Alegre, Editora Bookman, 2002.

SEBRAE - Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresa. Critérios de Classificação de Empresas: EI - ME – EPP, 2014. Disponível em: <http://www.sebrae-sc.com.br/leis/default.asp?vcdtexto=4154>. Acesso em: 9 dez. 2015.

SETZER, Valdemar W. Dado, Informação, Conhecimento e Competência. DataGramaZero - Revista de Ciência da Informação - n. zero dez/99

SPENDER, J. C. Gerenciando sistemas de conhecimento. In: FLEURY, Maria Tereza Leme; OLIVEIRA JR, Moacir de Miranda. Gestão estratégica do conhecimento: integrando aprendizagem, conhecimento e competências. São Paulo: Atlas, 2001.

STENMARK, Dick. Information vs. knowledge: The role of intranets in knowledge management. In: ANNUAL HAWAII INTERNATIONAL CONFERENCE ON SYSTEM SCIENCES – HICSS, 35., Hilton Waikoloa Village/HW, 2002.. Proceedings... Hilton Waikoloa Village/HW: IEEE, p. 928-937, January 7-10 2002.

SVEIBY, Karl-Erik. A nova riqueza das organizações: Gerenciando e avaliando patrimônios do conhecimento. 5. ed. Rio de Janeiro: Campus, 1998.

TEIXEIRA FILHO, Jayme. Gerenciando conhecimento. 2. ed. Rio de Janeiro: SENAC, 2001.

TERRA, José C. C. Gestão do conhecimento: o grande desafio empresarial. 2. ed. São Paulo: Negócio, 2001.

TERRA, José C. C.; GORDON, Cindy. Portais corporativos. São Paulo: Negócio, 2002.

TOFFLER, Alvin. A terceira onda. São Paulo: Record, 1987.

VALENTIM, Marta Lígia Pomim et al. O processo de inteligência competitiva em organizações. DataGramaZero, Rio de Janeiro, v. 4, n. 3, p. 1-23, 2003.

VALENTIM, Marta Lígia Pomim. A importância do compartilhamento de conhecimento em ambientes empresariais. In: CIANCONI, Regina de Barros; CORDEIRO, Rosa Inês Novais; ALMEIDA, Carlos Henrique Marcondes de (org.). Gestão do conhecimento, da informação e de documentos em contextos informacionais. Niterói: PPGCI/UFF, 2013. p. 59-80.

YOUNG, Ronald. Knowledge Management: tools and techniques manual. Tokyo: Asian Productivity Organization, 2010. Disponível em: <http://www.apo-tokyo.org/00e-books/IS-43_KM-Tools_and_Techniques_2010/IS-43_KM-Tools_and_Techniques_2010.pdf>. Acesso em: 23 jan. 2014.

Publicado

2017-01-01

Como Citar

CORREA, Fabio; ZIVIANI, Fabricio; CHINELATO, Flávia Braga. Tipos e usos de ferramentas de apoio a gestão do conhecimento em uma empresa de tecnologia da informação. Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, [S. l.], v. 22, n. 48, p. 27–40, 2017. DOI: 10.5007/1518-2924.2017v22n48p27. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/1518-2924.2017v22n48p27. Acesso em: 17 abr. 2024.

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.