Mega-Periódicos e altmetria: aproximações entre novas formas de publicação e de avaliação de impacto de resultados de pesquisa

Milton Shintaku, Janinne Barcelos, Ronaldo Araújo, Ronnie Fagundes de Brito

Resumo


A Internet e os recursos da web têm se constituído ferramentas essenciais para comunicação e disseminação de informações científicas e feito surgir novas formas de publicação e de avaliação do impacto de resultados de pesquisa. Os mega-periódicos (mega-journals) e as métricas alternativas são exemplos dessas novas formas de publicar pesquisas e medir seus impactos. O artigo tem por objetivo analisar a convergência entre os mega-periódicos e a altmetria, de forma a estabelecer as relações entre um canal de disseminação e um conjunto de métricas, ambos surgidos no cenário digital da internet. Trata-se de uma reflexão teórica desenvolvida por meio de uma pesquisa bibliográfica que sistematiza a correlação quanto às características que a envolvem os mega-periódicos (volume de publicação, amplitude temática, revisão por pares flexível, taxa de processamento e limitações dos periódicos tradicionais) e a Altmetria (apoio na seleção dos artigos, revisão pós publicação, medida de impacto , tipos de ferramentas e limitações das métricas tradicionais). A altmetria pode ser a métrica mais adequada para verificar a efetividade dos mega-periódicos, por alinhar-se às principais características desse canal de disseminação.


Palavras-chave


Comunicação Científica; Comunicação Científica e Internet; Mega-Periódicos; Altmetria

Texto completo:

PDF/A

Referências


ARAÚJO, Ronaldo. F. de. Mídias sociais e comunicação científica: análise altmétrica em artigos de periódicos da ciência da informação. Em Questão, v. 21, p. 96-109, 2015.

BARJAK, Franz. The role of the Internet in informal scholarly communication. Journal of the American Society for Information Science and Technology, v. 57, n. 10, p. 1350-1367, 2006.

BARROS, Moreno. Altmetrics: métricas alternativas de impacto científico com base em redes sociais. Perspectivas em Ciência da Informação, v.20, n.2, p .19-37, abr./jun. 2015. http://dx.doi.org/10.1590/1981-5344/1782

CÔRTES, Pedro Luiz. Considerações sobre a evolução da ciência e da comunicação científica. In: POBLACION, Dinah Aguiar; WITTER, Geraldina Porto; SILVA, José Fernando Modesto da. In: XVIII ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO. Anais… ENANCIB 2017 23 a 27 de outubro de 2017 – Marília – SP (Org.). Comunicação e produção científica: contexto, indicadores, avaliação. São Paulo: Angellara, 2006.

BINFIELD, Peter. PLoS ONE and the rise of the Open Access MegaJournal. PLoS Biology, 2011.

BINFIELD, Peter. Novel scholarly journal concepts. In: Opening science. Springer, Cham, 2014. p. 155-163.

BJÖRK, Bo-Christer. Have the “mega-journals” reached the limits to growth?. PeerJ, v. 3, p. e981, 2015.

DOMNINA, T. N. A megajournal as a new type of scientific publication. Scientific and Technical Information Processing, v. 43, n. 4, p. 241-250, 2016.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

HOWARD, Jennifer. Rise of ‘altmetrics’ revives questions about how to measure impact of research. The Chronicle of Higher Education, v. 59, n. 38, p. A6-A7, 2013.

HOYT, Jason; BINFIELD, Peter. Everything Evolves, Even Publishing. Against the Grain, v. 28, n. 1, p. 12, 2016.

HURD, Julie M. The transformation of scientific communication: A model for 2020. Journal of the Association for Information Science and Technology, v. 51, n. 14, p. 1279-1283, 2000.

JONES, Phill. Publishers: applying altmetrics. 2015. Disponível em: Acesso em: 03 ago. 2018.

MACGREGOR, James; STRANACK, Kevin; WILLINSKY, John. The Public Knowledge Project: Open source tools for open access to scholarly communication. In: Opening science. Springer, Cham, 2014. p. 165-175.

MUELLER, Suzana. A ciência, o sistema de comunicação científica e a literatura científica. In: CAMPELLO, B. S.; CENDON, B. V.; KREMER, J. M. (Orgs). Fontes de informação para pesquisadores e profissionais. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2000, p. 21-34.

OLLÉ CASTELLÀ, Candela; LÓPEZ‐BORRULL, Alexandre; ABADAL, Ernest. The challenges facing library and information science journals: editors' opinions. Learned Publishing, v. 29, n. 2, p. 89-94, 2016.

ORLANDI, Ludovico Bullini et al. Scholarly work in the Internet age: Co-evolving technologies, institutions and workflows. Journal of Innovation & Knowledge, 2018.

PRIEM, J.; TARABORELLI, D.; GROTH, P.; NEYLON, C. Altmetrics: a manifesto. London: Altmetric.org, 2010. Disponível em: . Acesso em: 2 mar. 2017.

SILVA, Edna Lucia; LOPES DE LACERDA TAVARES, Aureliana; SPECK PEREIRA, José Paulo. O estado da arte da pesquisa sobre comunicação científica (1996-2006) realizada no Brasil no âmbito da ciência da informação. Transinformação, v. 22, n. 3, 2010.

SPEZI, Valerie et al. “Let the community decide”? The vision and reality of soundness-only peer review in open-access mega-journals. Journal of Documentation, v. 74, n. 1, p. 137-161, 2018.

SUD, Pardeep; THELWALL, Mike. Evaluating altmetrics. Scientometrics, v. 98, n. 2, p. 1131-1143, 2014.

WAKELING, Simon et al. Open access megajournals: The publisher perspective (Part 2: Operational realities). Learned Publishing, v. 30, n. 4, p. 313-322, 2017.

WANG, Xianwen et al. The open access advantage considering citation, article usage and social media attention. Scientometrics, v.103, n.2, p.555–564, 2015

WARE, Mark; MABE, Michael. The stm report. An overview of scientific and scholarly journal publishing, 2012.

VANTI, Nadia; SANZ-CASADO, Elías. Altmetria: a métrica social a serviço de uma ciência mais democrática. Transinformação, v. 28, n. 3, 2017.




DOI: https://doi.org/10.5007/1518-2924.2019v24n54p52



Direitos autorais 2018 Milton Shintaku, Janinne Barcelos, Ronaldo Araújo, Ronnie Fagundes de Brito

Enc. Bibli: R. Eletr. Bibliotecon. Ci. Inf., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 1518-2924.

Conteúdos do periódico licenciados sob uma Licença Creative Commons 4.0 By  (mais informação)