Transparência e acesso à informação: uma análise da demanda por informações fiscais na Receita Federal do Brasil

Autores

  • Maira Cristina Grigoleto Professora Adjunta do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação e do curso de Graduação em Arquivologia, Universidade Federal do Espírito Santo https://orcid.org/0000-0002-0301-0090
  • Janyluce Rezende Gama Doutora em Ciência da Informação - UNB Professora Adjunta do Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis e do curso de Graduação em Ciências Contábeis, Universidade Federal do Espírito Santo, https://orcid.org/0000-0002-6680-0428
  • Juliano Rezende Gama Universidade Federal do Espírito Santo https://orcid.org/0000-0002-1344-6998

DOI:

https://doi.org/10.5007/1518-2924.2021.e78697

Palavras-chave:

Lei de Acesso à Informação, Transparência da Informação, Gestão da Informação, Secretaria da Receita Federal do Brasil.

Resumo

Objetivo: Os dispositivos legais que versam sobre o acesso à informação no Brasil materializam as obrigações dos órgãos da administração pública de fornecerem informações de interesse dos cidadãos, devendo dispor de mecanismos eficazes e eficientes de transparência. Em consideração a essas premissas, o presente artigo visa a analisar, por meio das demandas de acesso à informação direcionadas à Secretaria da Receita Federal do Brasil, entre 2014 e 2019, como os instrumentos de transparência ativa, disponíveis no site do órgão, podem estar ligados ao quantitativo de pedidos de informação.

Método: Trata-se de uma pesquisa com abordagem qualitativa, caracterizada quanto aos objetivos como exploratória e, em relação aos procedimentos, como bibliográfica e documental.

Resultado: Os resultados demonstram uma queda na quantidade de solicitações de informações à Secretaria da Receita Federal do Brasil por parte dos cidadãos e das empresas nos últimos dois anos, que podem estar relacionadas com as alterações nos instrumentos de transparência ativa. 

Conclusões: Conclui-se que as melhorias nos ambientes de informação, que propiciaram 95% dos atendimentos de forma virtual no ano de 2019, e a ampliação dos mecanismos de gestão da informação e transparência ativa, como a utilização de pesquisa de satisfação, a publicação do inteiro teor das soluções de consulta, do quadro societário e de administradores no cadastro das pessoas jurídicas e dos dados do cadastro de imóveis rurais, podem ter contribuído para a redução na demanda por pedidos de informação na Receita Federal do Brasil.

Referências

BRASIL. Acesso à Informação Pública: Uma introdução à Lei nº 12.527, de 18 de novembro de 2011. Brasília, DF: Controladoria-Geral da União, 2011b. Disponível em: https://portal.ifrn.edu.br/acessoainformacao/arquivos-importantes/cartilha-da-cgu-sobre-a-lei-de-acesso-a-informacao/view. Acesso em: 28 jul. 2020.

BRASIL. Controladoria-Geral da União. e-SIC: Manual do SIC. [Brasília, DF]: CGU, 2016a. Disponível em: https://esic.cgu.gov.br/sistema/site/MANUAL%20e-SIC%20-%20GUIA%20DO%20SIC.pdf. Acesso em: 12 jul. 2020.

BRASIL. Controladoria-Geral da União. Guia de Transparência Ativa (GTA) para os órgãos e entidades do Poder Executivo Federal. Brasília, DF: CGU, 2019b. Disponível em: https://www.gov.br/acessoainformacao/pt-br/lai-para-sic/guias-e-orientacoes/gta-6a-versao-2019.pdf. Acesso em: 12 jul. 2020.

BRASIL. Decreto nº 7.724, de 16 de maio de 2012. Regulamenta a Lei nº 12.527, de 18 de novembro de 2011, que dispõe sobre o acesso a informações [...]. Brasília, DF: Presidência da República, 2012a. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2012/decreto/d7724.htm. Acesso em: 5 jan. 2019.

BRASIL. e-SIC: Sistema Eletrônico do Serviço de Informação ao Cidadão. Relatórios Estatísticos. [Brasília, DF: Controladoria-Geral da União, 20--?a]. Disponível em: https://esic.cgu.gov.br/sistema/site/relatorios_estatisticos.aspx. Acesso em: 15 jul. 2020.

BRASIL. Lei Complementar nº 101, de 4 de maio de 2000. Estabelece normas de finanças públicas voltadas para a responsabilidade na gestão fiscal e dá outras providências. Brasília, DF: Presidência da República, 2000. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/lcp/lcp101.htm. Acesso em: 15 jul. 2020.

BRASIL. Lei nº 12.527, de 18 de novembro de 2011. Regula o acesso a informações [...]; altera a Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990; revoga a Lei nº 11.111, de 5 de maio de 2005, e dispositivos da Lei nº 8.159, de 8 de janeiro de 1991; e dá outras providências. Brasília, DF: Presidência da República, 2011a. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2011/lei/l12527.htm. Acesso em: 5 jan. 2019.

BRASIL. Lei nº 8.159, de 8 de janeiro de 1991. Dispõe sobre a política nacional de arquivos públicos e privados e dá outras providências. Brasília, DF: Presidência da República, 1991. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8159.htm. Acesso em: 15 jan. 2020.

BRASIL. Ministério da Economia. Receita Federal. Consultar Quadro de Sócios e Administradores no CNPJ. [Brasília, DF]: Subsecretaria de Arrecadação, 2016b. Disponível em: http://receita.economia.gov.br/interface/lista-de-servicos/cadastros/cnpj/quadro-de-socios-e-administradores-no-cnpj. Acesso em: 10 jul. 2020.

BRASIL. Ministério da Economia. Receita Federal. Pesquisa de Satisfação. [Brasília, DF]: Coordenadoria-Geral de Atendimento, 2018. Disponível em: https://receita.economia.gov.br/interface/pesquisa-de-satisfacao. Acesso em: 18 maio 2020.

BRASIL. Ministério da Economia. Receita Federal. Revista Fato Gerador, Brasília, n. 8, resultados do 2º semestre, 2014. Disponível em: https://receita.economia.gov.br/publicacoes/revista-fato-gerador/revista-fg-8edicao.pdf/view. Acesso em: 30 dez. 2018.

BRASIL. Ministério da Economia. Receita Federal. Revista Fato Gerador, Brasília, n. 17, resultados do 1º semestre, dez. 2019e. Disponível em: https://receita.economia.gov.br/publicacoes/revista-fato-gerador/fg_17ed_web.pdf. Acesso em: 30 jul. 2020.

BRASIL. Receita Federal. Análise do resultado da arrecadação. Brasília, DF: Ministério da Economia, 2019a. Disponível em: https://www.gov.br/receitafederal/pt-br/acesso-a-informacao/dados-abertos/receitadata/arrecadacao/copy4_of_analise-teste. Acesso em: 4 nov. 2020.

BRASIL. Receita Federal. Como fazer suas pesquisas no sistema Normas. [Brasília, DF]: Ministério da Economia, 2015. Disponível em: https://www.gov.br/receitafederal/pt-br/acesso-a-informacao/legislacao/como-fazer-suas-pesquisas-no-sistema-normas. Acesso em: 10 jul. 2020.

BRASIL. Receita Federal. Dados Públicos CAFIR. [Brasília, DF]: Ministério da Economia, 2019f. Disponível em: https://receita.economia.gov.br/orientacao/tributaria/cadastros/cadastro-de-imoveis-rurais-cafir/dados-publicos-cafir. Acesso em: 18 set. 2020.

BRASIL. Receita Federal. Institucional. Brasília, DF: Ministério da Economia, 2020a. Disponível em: https://receita.economia.gov.br/sobre/institucional. Acesso em: 12 jul. 2020.

BRASIL. Receita Federal. Instrução Normativa RFB nº 1.396, de 16 de setembro de 2013. Diário Oficial da União: seção 1, [Brasília, DF], p. 32, 17 set. 2013. Disponível em: http://normas.receita.fazenda.gov.br/sijut2consulta/link.action?visao=anotado&idAto=46030. Acesso em: 14 mai. 2019.

BRASIL. Receita Federal. Pesquisa de Satisfação. Brasília, DF: Ministério da Economia, 2019g. Disponível em: http://receita.economia.gov.br/dados/resultados/atendimento/pesquisa-de-satisfacao/2019. Acesso em: 30 jul. 2020.

BRASIL. Receita Federal. Portaria ME nº 424, de 21 de agosto de 2019. Diário Oficial da União: seção 1, [Brasília, DF], p. 6, 22 ago. 2019d. Disponível em: http://normas.receita.fazenda.gov.br/sijut2consulta/link.action?visao=anotado&idAto=103088. Acesso em: 10 maio 2020.

BRASIL. Receita Federal. Relatórios do atendimento: Ano 2012. [Brasília, DF: Ministério da Economia], 2012b. Disponível em: http://www.receita.economia.gov.br/dados/resultados/atendimento/2012. Acesso em: 30 jul. 2020.

BRASIL. Receita Federal. Relatórios do atendimento: Ano 2019. [Brasília, DF: Ministério da Economia], 2019c. Disponível em: http://www.receita.economia.gov.br/dados/resultados/atendimento/2019. Acesso em: 30 jul. 2020.

BRASIL. Receita Federal. Relatórios SIC: 2014 a 2019. [Brasília, DF: Ministério da Economia, 20--?b].

BRASIL. Secretaria da Receita Federal do Brasil. Portaria RFB nº 2.543, de 25 de abril de 2011. Diário Oficial da União: seção 1, [Brasília, DF], p. 33, 28 mar. 2011c. Disponível em: http://normas.receita.fazenda.gov.br/sijut2consulta/link.action?visao=anotado&idAto=30552. Acesso em: 10 ago. 2020.

BRASIL. Sistema Normas Gestão da Informação. [Brasília, DF: Receita Federal, 20--?g]. Disponível em: http://normas.receita.fazenda.gov.br/sijut2consulta/consulta.action. Acesso em: 3 maio 2020.

CAVALCANTE, D. L; CAMURÇA, E. Cidadania fiscal: o direito à informação da carga tributária no Brasil. Revista Tributária e de Finanças Públicas, [s. l.], v. 20, n. 104, maio/jun. 2012. Disponível em: https://core.ac.uk/download/pdf/79123478.pdf. Acesso em: 1 set. 2020.

COUTINHO, H. C. P.; ALVES, J. L. Lei de acesso à informação como ferramenta de controle social de ações governamentais. Comunicação & Informação, Goiânia, v. 18, n. 1, p. 124-139, jan./jun. 2015. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/ci/article/view/33985/18652. Acesso em: 16 set. 2020.

GAMA, J. R. Instrumentos de transparência e acesso às informações públicas: um estudo das demandas por informações contábeis nas universidades federais. 2015. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) – Faculdade de Ciência da Informação, Universidade de Brasília, Brasília, 2015. Disponível em: https://repositorio.unb.br/handle/ 10482/ 19201. Acesso em: 20 out. 2018.

GAMA, J. R. Transparência pública e governo eletrônico: análise dos portais dos municípios do Pará. Belém, PA: NAEA, 2017. Disponível em: https://livroaberto.ufpa.br/jspui/bitstream/prefix/573/1/Livro_TranparenciaPublicaGovernoEletronico.pdf. Acesso em: 30 jul. 2020.

GAMA, J. R.; RODRIGUES, G. M. Transparência e acesso à informação: um estudo da demanda por informações contábeis nas universidades federais brasileiras. Transinformação, Campinas, v. 28, n. 1, p. 47-58, jan./abr. 2016. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/tinf/v28n1/0103-3786-tinf-28-01-00047.pdf. Acesso em: 15 set. 2020.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

GONÇALVES, M. A cobrança como atuação essencial e relevante da administração tributária. Tributação em Revista, Brasília, n. 67, p. 76-89, jul./ago. 2020. Disponível em: https://www.sindifisconacional.org.br/index.php?option=com_content&view=category&layout=blog&id=81&Itemid=94. Acesso em: 5 set. 2020.

JARDIM, J. M. A face oculta do Leviatã: gestão da informação e transparência administrativa. Revista Do Serviço Público, Brasília, v. 59, n. 1, p. 81-92, jan./mar. 2008. Disponível em: https://revista.enap.gov.br/index.php/RSP/issue/view/26/37. Acesso em: 1 ago. 2020.

JARDIM, J. M. A implantação da lei de acesso à informação pública e a gestão da informação arquivística governamental. Liinc em Revista, Rio de Janeiro, v. 9, n. 2, p. 383-405, nov. 2013, Disponível em: http://revista.ibict.br/liinc/article/view/3495. Acesso em: 1 ago. 2020.

JARDIM, J. M. Capacidade governativa, informação e governo eletrônico. DataGramaZero, [s. l.], v. 1, n. 5, out. 2000. Disponível em: http://hdl.handle.net/20.500.11959/brapci/4476. Acesso em: 16 set. 2020.

JARDIM, J. M. Governo eletrônico no brasil: o portal rede governo. Arquivística.net, Rio de Janeiro, v. 3, n. 1, jan./jun. 2007. Disponível em: http://hdl.handle.net/20.500.11959/brapci/50277. Acesso em: 17 set. 2020.

MACHADO, H. de B. Consulta Fiscal. São Paulo: Malheiros, 2018.

MARCHIORI, P. Z. Gestão da informação: fundamentos, componentes e desafios contemporâneos. In: SOUTO, L. F. Gestão da informação e do conhecimento: práticas e reflexões. Rio de Janeiro: Interciência, 2014.

MENDEL, T. Liberdade de informação: um estudo de direito comparado. 2. ed. Brasília: Unesco, 2009. Disponível em: http://pfdc.pgr.mpf.mp.br/atuacao-e-conteudos-de-apoio/publicacoes/acesso-a-informacao/liberdade-de-informacao-um-estudo-de-direito-comparado-toby-mendel. Acesso em: 10 mar. 2020.

MIRANDA, S. V. A gestão da informação e a modelagem de processos. Revista do Serviço Público, Brasília, v. 61, n. 1, p. 97-112, jan./mar. 2010. Disponível em: https://repositorio.enap.gov.br/handle/1/1589. Acesso em: 15 ago. 2020.

PACHECO; C. G.; VALENTIM, M. L. P. Informação e conhecimento como alicerces para a gestão empresarial: um enfoque nos fluxos e fontes de informação. In: VALENTIM, M. L. P. (org.). Gestão, mediação e uso da informação. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2010. Disponível em: http://books.scielo.org/id/j4gkh. Acesso em: 7 dez. 2019.

PRODANOV, C. C.; FREITAS, E. C. Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. 2. ed. Novo Hamburgo: Feevale, 2013. Disponível em: http://www.feevale.br/Comum/midias/8807f05a-14d0-4d5b-b1ad-1538f3aef538/E-book%20Metodologia%20do%20Trabalho%20Cientifico.pdf. Acesso em: 6 nov. 2019.

RIECKEN, R. Governo eletrônico em administrações locais brasileiras: avaliação de progresso, fatores intervenientes e critérios de priorização de iniciativas. 2008. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) – Faculdade de Ciência da Informação, Universidade de Brasília, 2008. Disponível em: https://repositorio.unb.br/bitstream/10482/1558/1/2008_RinaldaFrancescaRiecken%20%282%29.pdf. Acesso em: 13 abr. 2019.

SANTELLO, F. L. P. Direito tributário digital: informatização fiscal – o uso da tecnologia no sistema tributário nacional. São Paulo: Quartier Latin, 2014.

SANTOS, B. de S. Um discurso sobre as ciências. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2008.

SARACEVIC, T. Ciência da informação: origem, evolução e relações. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 1, n. 1, p. 41-62, jan./jun. 1996. Disponível em: http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/pci/article/view/235/22. Acesso em: 28 dez. 2018.

SCHOLZ, R. T. O princípio da informação no Direito Tributário. 2005. Dissertação (Mestrado em Direito Econômico e Social) – Programa de Pós-graduação em Direito Econômico e Social, Pontifícia Universidade Católica do Paraná, 2005. Disponível em: http://www.biblioteca.pucpr.br/tede/tde_arquivos/1/TDE-2005-11-09T075302Z-231/Publico/RejaneScholzDto.pdf. Acesso em: 20 ago. 2020.

SPECK, B. W. (org.). Caminhos da transparência. Campinas: Unicamp, 2002.

TADAT. Visão geral. [S. l.]: Tadat, c2020. Disponível em: https://www.tadat.org/overview#overview. Acesso em: 20 ago. 2020.

VAZ, J. C.; RIBEIRO, M. M.; MATHEUS, R. Dados governamentais abertos e seus impactos sobre os conceitos e práticas de transparência no Brasil. Cadernos PPG-AU/UFBA, [s. l.], v. 9, n. especial, p. 45-62, 2010. Disponível em: https://portalseer.ufba.br/index.php/ppgau/article/view/5111/3700. Acesso em: 25 jul. 2020.

WORLD BANK GROUP. Doing Business 2020: comparing business regulation in 190 Economies. 2020. Disponível em: https://portugues.doingbusiness.org/content/dam/doing Business/country/b/brazil/BRA.pdf. Acesso em: 10 nov. 2019.

ZORZAL, L. Transparência das informações das universidades federais: estudo dos relatórios de gestão à luz dos princípios de boa governança na Administração Pública Federal. 2015. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) – Faculdade de Ciência da Informação, Universidade de Brasília, 2015. Disponível em: https://repositorio.unb.br/bitstream/10482/19202/1/2015_LuziaZorzal.pdf. Acesso em: 20 out. 2018.

ZORZAL, L.; RODRIGUES, G. M. Disclosure e transparência no setor público: uma análise da convergência dos princípios de governança. Informação & Informação, Londrina, v. 20, n. 3, p. 113-146, set./dez. 2015. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/19470/17642. Acesso em: 16 set. 2020.

Downloads

Publicado

2021-08-06

Como Citar

Grigoleto, M. C. ., Gama, J. R. ., & Gama, J. R. . (2021). Transparência e acesso à informação: uma análise da demanda por informações fiscais na Receita Federal do Brasil. Encontros Bibli: Revista eletrônica De Biblioteconomia E Ciência Da informação, 26. https://doi.org/10.5007/1518-2924.2021.e78697