A filosofia da natureza dos Pré-Socráticos

Autores

  • Antony Marco Mota Polito Instituto de Física - Universidade de Brasília
  • Olavo Leopoldino da Silva Filho Instituto de Física - Universidade de Brasília

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7941.2013v30n2p323

Palavras-chave:

Filósofos Pré-Socráticos, Filosofia da Física, História da Física

Resumo

Este artigo faz uma revisão conceitual dos principais elementos relacionados com as filosofias naturais dos chamados filósofos Pré-Socráticos, as quais prosperaram no período compreendido entre os séculos VII a.C. e V a.C. Esse período corresponde ao do surgimento das primeiras investigações do que serão posteriormente as “ciências físicas”, tendo igualmente lançado as sementes, na filosofia, para as grandes construções realizadas no período seguinte por Platão e Aristóteles. O primeiro foco dessa revisão consiste em salientar a íntima conexão existente entre concepções propriamente científicas e concepções filosóficas de caráter mais geral, vigentes durante esse período, quando os campos da filosofia e da ciência eram, de fato, indiscerníveis. O segundo foco consiste em tornar evidente que, do ponto de vista da evolução conceitual da física na Idade Moderna, as elaborações e aquisições dos filósofos Pré-Socráticos não figuraram como meras relíquias, relegáveis a um papel de dispensável curiosidade histórica.


Biografia do Autor

Antony Marco Mota Polito, Instituto de Física - Universidade de Brasília

Professor adjunto do Instituto de Física da Universidade de Brasília, atualmente ensinando e pesquisando em Física Matemática e Filosofia da Física.

 

 

Olavo Leopoldino da Silva Filho, Instituto de Física - Universidade de Brasília

Professor adjunto do Instituto de Física da Universidade de Brasília, atualmente ensinando e pesquisando em Física Matemática e Filosofia da Física.

 

Downloads

Publicado

2013-04-17

Edição

Seção

História e Filosofia da Ciência