Respostas de licenciandos em Física sobre aspectos relacionados aos exames de diagnóstico médico por imagem

André Coelho Silva, Maria José P. M. Almeida

Resumo


Assumindo que uma das possíveis maneiras de trabalhar tópicos de Física Moderna e Contemporânea é abordando aspectos do funcionamento de artefatos tecnológicos contemporâneos, estruturamos este trabalho a partir de duas questões: como licenciandos em física produzem sentidos a partir de uma unidade de ensino sobre aparelhos e exames de diagnóstico médico por imagem? E como o desenvolvimento de uma unidade de ensino sobre aparelhos e exames de diagnóstico médico por imagem pode contribuir para as representações de licenciandos em física sobre alguns conceitos e noções associados à Física Moderna e Contemporânea? Para respondê-las, embasamo-nos em noções da Análise de Discurso divulgadas e/ou produzidas por Eni Orlandi e analisamos respostas dadas por dois licenciandos em física ao longo do desenvolvimento da referida unidade de ensino em sala de aula. As análises evidenciaram que a abordagem do tema aparelhos e exames de diagnóstico médico por imagem pode funcionar como condição de produção de sentidos sobre noções relacionadas à Física Moderna e Contemporânea, como as de radiação, radioatividade e spin, proporcionando aos licenciandos a produção de sentidos coerentes com as interpretações científicas atualmente aceitas.


Palavras-chave


Exames de Imagem; Formação Inicial de Professores; Radiação; Radioatividade; Spin

Texto completo:

PDF/A

Referências


BILANIUK, L. T.; BILANIUK, O. M. NMR imaging in medicine. Physics Education, v. 19, n. 5, p. 247-252, 1984.

BONAGAMBA, T. J.; CAPELLE, K. W.; AZEVEDO, E. R. A RMN e suas aplicações atu-ais. Ciência Hoje, v. 37, n. 221, p. 40-48, 2005.

CHAZAN, L. K. O Corpo Transparente e o Panóptico Expandido: Considerações sobre as Tecnologias de Imagem nas Reconfigurações da Pessoa Contemporânea. PHYSIS: Revista de Saúde Coletiva, v. 13, n. 1, p. 193-214, 2003.

CNEN - COMISSÃO NACIONAL DE ENERGIA NUCLEAR. Diretrizes Básicas de Proteção Radiológica, março 2014. Disponível em: http://appasp.cnen.gov.br/seguranca/ nor-mas/pdf/Nrm301.pdf. Acesso em: 21 nov. 2014.

CORNELIUSSEN, S. T. Are we “silently irradiating ourselves to death” in medical imaging? Physics Today, fevereiro 2014.

CUPANI, A. La peculiaridade del conocimiento tecnológico. Scientiae Studia, v. 4, n. 3, p. 353-371, 2006.

CUPPARI A. et al. Gradual introduction of some aspects of quantum mechanics in a high school curriculum. Physics Education, v. 32, n. 5, p. 302-308, 1997.

DATASUS, Ministério da Saúde. Informações de Saúde (TABNET) – Rede Assistencial, Cadastro Nacional dos Estabelecimentos de Saúde do Brasil, Recursos Físicos, Equipamentos. 2018. Disponível em: http://www2.datasus.gov.br/DATASUS/index.php?area= 0204&id=11671&VObj=http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/deftohtm.exe?cnes/cnv/equipo. Acesso em: 26 dez. 2018.

FERREIRA, M. O efeito das radiações ionizantes em doses baixas – cinco décadas de disputa. Com Ciência: revista eletrônica de jornalismo científico, outubro 2013.

GARDNER, P. L. The representation of science-technology relationships in Canadian physics textbooks. International Journal of Science Education, v. 21, n. 3, p. 329-347, 1999.

GUERRA, A.; BRAGA, M.; REIS, J. C. Teoria da relatividade restrita e geral no programa de mecânica do ensino médio: uma possível abordagem. Revista Brasileira de Ensino de Física, v. 29, n. 4, p. 575-583, 2007.

JOHANSSON, K. E.; NILSSON, C.; TEGNER, P. E. An educational PET camera model. Physics Education, v. 41, n. 5, p. 437-439, 2006.

KEEVIL, Stephen F. Magnetic resonance imaging in medicine. Physics Education, v. 36, n. 6, p. 476-485, 2001.

LIMA, R. S.; AFONSO, J. C.; PIMENTEL, L. C. F. Raios-X: fascinação, medo e ciência. Química Nova, v. 32, n. 1, 2009.

MACHADO, D. I.; NARDI, R. Construção e validação de um sistema hipermídia para o ensino de física moderna. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias, v. 6, n. 1, p. 90-116, 2007.

MARTINS, R. A. Como Becquerel não descobriu a radioatividade. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 7, n. especial, p. 27-45, 1990.

MARTINS, R. A. Investigando o invisível: as pesquisas sobre raios X logo após a sua descoberta por Röntgen. Revista da Sociedade Brasileira de História da Ciência, v. 17, p. 81-102, 1997.

MARTINS, R. A. A descoberta dos raios X: o primeiro comunicado de Röntgen. Revista Brasileira de Ensino de Física, v. 20, n. 4, p. 373-391, 1998.

MARTINS, R. A. As primeiras investigações de Marie Curie sobre elementos radioativos. Revista da Sociedade Brasileira de História da Ciência, v. 1, n. 1, p. 29-41, 2003.

MARTINS, R. A. Hipóteses e interpretação experimental: a conjetura de Poincaré e a descoberta da hiperfosforescência por Becquerel e Thompson. Ciência & Educação, v. 10, n. 3, p. 501-516, 2004.

MICHAEL, G. X-ray computed tomography. Physics Education, v. 36, n. 6, p. 442-451, 2001.

NAVARRO, M. V. T.; LEITE, H. J. D.; ALEXANDRINO, J. C.; COSTA, E. A. Controle de riscos à saúde em radiodiagnóstico: uma perspectiva histórica. História, Ciências, Saúde –Manguinhos, v. 15, n. 4, p.1039-1047, 2008.

OKUNO, E. Radiação: efeitos, riscos e benefícios. São Paulo: Harbra, 1988.

OKUNO, E. Efeitos biológicos das radiações ionizantes. Acidente radiológico de Goiânia. Estudos Avançados, v. 27, n. 77, p. 185-199, 2013.

OKUNO, E.; YOSHIMURA, E. M. Física das radiações. São Paulo: Oficina de Textos, 2010.

ORLANDI, E. P. A linguagem e seu funcionamento: as formas do discurso. São Paulo: Pontes, 1987.

ORLANDI, E. P. Análise de discurso: princípios & procedimentos. 6ª ed. Campinas: Pontes, 2005.

ORLANDI, E. P. Interpretação: autoria, leitura e efeitos do trabalho simbólico. 5. ed. Campinas: Pontes, 2007.

ORLANDI, E. P. Leitura e discurso científico. Cadernos Cedes, n. 41, 1997.

ORTEGA, F. O corpo transparente: visualização médica e cultura popular no século XX. História, Ciências, Saúde – Manguinhos, v. 13 (suplemento), p. 89-107, 2006.

OSEI, E. K; DARKO, J. A Survey of Organ Equivalent and Effective Doses from Diagnostic Radiology Procedures. ISRN Radiology, v. 2013, 2013. Disponível em: http://www.hindawi.com/journals/isrn/2013/204346/abs/. Acesso em: 21 nov. 2014.

OSTERMANN, F.; CAVALCANTI, C. J. H. Física moderna e contemporânea no ensino médio: elaboração de material didático, em forma de pôster, sobre partículas elementares e interações fundamentais. Caderno Catarinense de Ensino de Física, v. 16, n. 3, p. 267-286, 1999.

PENA, F. L. A. Por que, nós professores de Física do Ensino Médio, devemos inserir tópicos e ideias de física moderna e contemporânea na sala de aula? Revista Brasileira de Ensino de Física, v. 28, n. 1, p. 1-2, 2006.

PINTO, A. C.; ZANETIC, J. É possível levar a Física Quântica para o ensino médio? Caderno Catarinense de Ensino de Física, v. 16, n. 1, p. 7-34, 1999.

REDBERG, R. F.; SMITH-BINDMAN, R. We are giving ourselves cancer. The New York Times, Opinion Pages, 30 de janeiro de 2014.

ROBILOTTA, C. C. A tomografia por emissão de pósitrons: uma nova modalidade na medicina nuclear brasileira. Revista Panamericana de Salud Pública, v. 20, n. 2/3, p. 134-142, 2006.

SCHMIDT, R. H. X-ray physics for radiologic technologists. St. Louis: W. H. Green, 1973.

SIENKIEWICZ, Z. International Workshop on Non-Ionizing Radiation Protection in Medi-cine. Medical Physics, v. 40, n. 11, p. 1-7, 2013.

SILVA, A. C.; ALMEIDA, M. J. P. M. Física Quântica no Ensino Médio: o que dizem as pesquisas. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 28, n. 3, p. 624-652, 2011.

TERRAZAN, E. A. A inserção da física moderna e contemporânea no ensino de Física na escola de 2º grau. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 9, n. 3, 1992.

VALADARES, E. C.; MOREIRA, A. M. Ensinando Física moderna no segundo grau: Efeito fotoelétrico, laser e emissão de corpo negro. Caderno Catarinense de Ensino de Física, v. 15, n. 2, p. 121-135, 1998.

VAN GELDEREN, F. Understanding X-rays: a synopsis of radiology. Berlin: Springer, 2004.




DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7941.2019v36n3p769

 


Cad. Bras. Ens. Fís. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil - - - eISSN 2175-7941 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons
> > > > >