Podcast, acessibilidade afetiva e inclusão:

introvertendo movimentos sonoros e de afetação

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-6924.2020v17n2p66

Palavras-chave:

Podcast, Inclusão, Autismo

Resumo

Refletir sobre a produção de podcast por pessoas em situação de deficiência, em especial do espectro autista, é um dos objetivos deste artigo. Incursionamos no universo do podcast ancorados na Teoria dos Afetos para discutir como os circuitos de afecção dos modos de existência de pessoas com Síndrome de Asperger impulsionam o debate sobre os desafios cotidianos de grupos considerados “diferentes” se tomados a partir de modelos normativos de ser e estar no mundo. Se, nas produções radiofônicas de emissoras comerciais ainda é reduzido o espaço para a representatividade de autistas, o podcast seria um lócus importante para eles, que reivindicam falar por si e sobre si, sem a mediação de outros produtores. Estabelecemos um diálogo com Introvertendo, um podcast de pessoas com Síndrome de Asperger, ou seja, dentro do espectro autista, que debate sobre suas vidas e temas diversos, e estabelece relações com uma acessibilidade afetiva.

Biografia do Autor

Sônia Caldas Pessoa, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Professora do Departamento de Comunicação e do PPGCOM/UFMG. Doutora em Estudos Linguísticos (Poslin/UFMG).

Matheus Henrique da Silva Salvino, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Graduado em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social (PPGCOM) da mesma universidade, bolsista do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Referências

AMOSSY, R. (org). Imagens de si no discurso: a construção do ethos. São Paulo: Contexto, 2011.

AUTISMO, asperger, solitários e personalidade esquizóide (o que não é introversão II). Introvertendo, [S. l.], [2019?]. Disponível em: https://www.introvertidamente.com/autismo-reclusos-e-personalidade-esquizoide/. Acesso em: 28 out. 2019.

BARTHES, R. O óbvio e o abuso: Ensaios críticos III. Tradução de Lea Novaes. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1990.

BRASIL. Lei nº 12.764, de 27 de dezembro de 2012. Institui a Política Nacional de Proteção dos Direitos da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista; e altera o § 3º do art. 98 da Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990. Diário Oficial da União. Brasília, DF: Presidência da república. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2012/Lei/L12764.htm. Acesso em: 28 out. 2019.

CZECH, H. Hans Asperger, National Socialism, and “race hygiene” in Nazi-era. Molecular Autism, [S. l.], v. 9, 2018. Disponível em: https://molecularautism.biomedcentral.com/articles/10.1186/s13229-018-0208-6. Acesso em: 28 out. 2019.

HOUAISS, A; VILLAR, M. S. Dicionário Houaiss de língua portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva, 2009.

INTROVERTENDO. Introvertendo: um podcast onde autistas conversam. Página inicial. Disponível em: https://www.Introvertendo.com.br/. Acesso em: 28 out. 2019.

KISCHINHEVSKY, M. Rádio e mídias sociais: mediações e interações radiofônicas em plataformas digitais de comunicação. 1. ed. Rio de Janeiro: Mauad X, 2016. v. 1. 152p.

KLIN, A; BUXBAUM, J. D.; BARON-COHEN, S. Did Hans Asperger actively assist the Nazi euthanasia program?. Molecular Autism, [S. l.], v. 9, 2018. Disponível em: https://molecularautism.biomedcentral.com/articles/10.1186/s13229-018-0209-5. Acesso em: 28 out. 2019.

LAKOFF, G; JOHNSON, M. Metáforas da vida cotidiana. São Paulo: Educ, 2002.

MAINGUENEAU, D. Les termes clés de l’analyse du discours. Paris: Éditions du Seuil, 2009.

MCLUHAN, M. Os meios de comunicação como extensões do homem. São Paulo: Cultrix, 1969.

MÉDICO austríaco que batizou Asperger "cooperou ativamente" com nazistas, aponta estudo. Reuters, Viena, 19 abr. 2018. Disponível em: https://br.reuters.com/article/topNews/idBRKBN1HQ1SU-OBRTP. Acesso em: 28 out. 2019.

MENDONÇA, Carlos Magno Camargos; MORICEAU, Jean-Luc. Afetos e experiência estética: uma abordagem possível. In: CARDOSO FILHO; DUARTE; MENDONÇA. Comunicação e sensibilidade: pistas metodológicas. Belo Horizonte: Selo PPGCOM, 2018. p. 78-98.

MOBILON NETWORKS. Tecnoblog: tecnologia que interessa, c2018. Página inicial. Disponível em: <https://tecnoblog.net/>. Acesso em: 20 de jun. de 2018.

PÉREZ, María Pilar Martínez-Costa Pérez; GÁRATE Eva Lus. El éxito de los podcasts de noticias y su impacto en los medios de comunicación digital. Miguel Hernández Communication Journal, Universidad Miguel Hernández, UMH (Elche-Alicante), nº10 (2), p. 323 a 340, 2019. Disponível em: http://dx.doi.org/10.21134/mhcj.v10i0.314. Acesso em: 28 out. 2019.

PESSOA, S. C. Corpos com deficiência: movimentos de experiências e afetações por uma acessibilidade afetiva. In: PRATA, Nair; PESSOA, Sônia Caldas (Org.). Desigualdades, gêneros e comunicaçã o. São Paulo: Intercom, 2019.

PESSOA, S. C. Imaginários sociodiscursivos sobre a deficiência: experiências e partilhas. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2018.

PESSOA, S. C. Metáforas em ondas sonoras. In: VIII COLÓQUIO INTERNACIONAL SOBRE A ESCOLA LATINO-AMERICANA DE COMUNICAÇÃO, 2004, São Bernardo do Campo. Anais. São Bernardo do Campo: Universidade Metodista de São Paulo, 2004. Disponível em: http://www.bocc.ubi.pt/pag/pessoa-sonia-metaforas-ondas-sonoras.pdf. Acesso em: 28 out. 2019.

PODCAST. In: OXFORD Reference. Oxônia: Oxford University Press, 2019. Disponível em: https://www.oxfordreference.com/view/10.1093/oi/authority.20110803100332964. Acesso em: 28 out. 2019.

QUATRO em cada dez internautas já ouviram podcast no Brasil. Pesquisa inédita do Ibope foi divulgada neste sábado na Maratona Piauí CBN de Podcast. Piauí, São Paulo, 11 mai. 2019. Disponível em: https://piaui.folha.uol.com.br/quatro-em-cada--dez-internautas-ja-ouviram-podcast-no-brasil/. Acesso em: 28 out. 2019.

SAFATLE, V. O circuito dos afetos: corpos políticos, desamparo e o fim do indivíduo. São Paulo: Cosac Naify, 2015.

SASSAKI, Romeu K. Vida independente: história, movimento, liderança, conceito, filosofia e fundamentos; reabilitação, emprego e terminologia. São Paulo: RNR, 2003.

SOLOMON, A. Longe da árvore: pais, filhos e a busca de identidade. São Paulo: Companhia das Letras, 2013.

SPINOZA, B. Ética. Tradução de Tomaz Tadeu. São Paulo: Autêntica, 2009.

STEWART, K. Ordinary Affects. Durham, NC: Duke University Press, 2007.

VOLT DATA LAB. Estatísticas e dados do segmento de podcasts no Brasil em 2019. [S. l.], 2019. Disponível em: https://www.voltdata.info/conteudo/2019/estatsticas-de-podcasts. Acesso em: 28 out. 2019.

Downloads

Publicado

2020-12-18