Profissional de educação física no segmento fitness: reflexões a partir da categoria trabalho

Alvaro Azeredo Quelhas

Resumo


Neste texto, tomamos a categoria trabalho e seus desdobramentos teóricos na teoria marxista para refletir sobre o trabalho do profissional de educação física no segmento fitness. Partirmos da categoria trabalho em sua dimensão ontológica, como categoria fundante do ser social, apontando em seguida, sua dimensão histórica centrada no conceito de trabalho produtivo. Com base neste referencial teórico, analisamos em seguida, alguns dados da realidade destes trabalhadores onde o seu trabalho se configura e é explorado como trabalho produtivo pelo capital que controla o segmento fitness, além de apresentar limitações para o desenvolvimento do ser social.

 

 

 


Palavras-chave


Educação Física; Esporte; Lazer

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8042.2011v23n36p75



R. Motriviv., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, ISSNe: 2175-8042.

Os textos publicados na Revista Motrivivência estão licenciados com uma Licença Creative Commons de atribuição não comercial compartilhar igual: CC BY-NC-SA