Juvenilização da EJA: repercussões na Educação Física

Silvester Franchi, Maria Cecília Camargo Günther

Resumo


O presente estudo tem como objetivo problematizar o aumento do público adolescente na Educação de Jovens e Adultos (EJA), relacionando esse fato a aspectos legais e sociopedagógicos. Partimos da reflexão em torno da definição do termo jovem para avançarmos na discussão sobre o fenômeno de juvenilização do público da EJA.  O aumento de adolescentes na referida modalidade de ensino vem exigindo novas formas de pensar o currículo e o ensino para esse público e, até mesmo, o papel da EJA na estrutura educacional. Tal discussão exige um olhar atento para todo o processo de escolarização e suas implicações na juvenilização da EJA. Diante desse cenário, encaminhamos algumas considerações sobre as novas demandas no ensino da Educação Física na EJA frente às mudanças discutidas ao longo do texto.


Palavras-chave


Adolescente; Educação Física; Educação de jovens e adultos

Texto completo:

PDF/A

Referências


ALMEIDA, M. C. C.; AQUINO, E. M. L.; BARROS, P. School trajectory and teenage pregnancy in three Brazilian state capitals. Cadernos de Saúde Pública, 22, 1397-1409, 2006.

ARROIO, M. G. Imagens quebradas: trajetórias e tempos de alunos e mestres. Petrópolis: Vozes, 2004.

ASBAHR, F. S. F.; LOPES, J. S. “A culpa é sua”. Psicologia USP, 17(1), 53-73, 2006

BOURDIEU, P. Questões de Sociologia. Lisboa: Fim de Século, 2003.

BRACHT, V. Educação física no 1o. Grau: conhecimento e especificidade. Revista paulista de Educação Física, São Paulo, supl.2, p.23-28, 1996.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil 1988. Brasília, 1988.

BRASIL. Lei nº 8069 de 13 de Julho de 1990. Estatuto da criança e do adolescente. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8069.htm. Acesso em: 12/08/2013.

BRASIL. Lei nº 9.394 de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9394.htm. Acesso em: 27/07/2013.

BRASIL. Lei n° 10.793 de 1º de dezembro de 2003. Altera a redação do art. 26, § 3o, e do art. 92 da Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que "estabelece as diretrizes e bases da educação nacional", e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2003/L10.793.htm#art26§3. Acesso em: 18/06/2015.

BRASIL. Resolução nº 1 Conselho Nacional de Educação, de 05 de Julho de 2000. Estabelece as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação e Jovens e Adultos. Diário Oficial da União, Brasília, 19 de julho de 2000. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CEB012000.pdf.

BRASIL. Atlas do desenvolvimento humano no Brasil 2013. Disponível em: http://www.atlasbrasil.org.br/2013. Acesso em: 10 de agosto de 2013.

BRASIL, Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental. Proposta Nacional de Educação Física para a Educação de Jovens e Adultos. Segundo segmento do ensino fundamental: 5ª a 8ª série: Introdução, v. 1. Brasília: 2002.

CARVALHO, R. V. A juventude na educação de jovens e adultos: uma categoria provisória ou permanente? IX Congresso Nacional de Educação e III Encontro Sul-Brasileiro de Psicopedagogia. Paraná: PUCPR, 2009.

CARVALHO R. M. A experiência do projeto piloto de Educação Física no PEJA: Sinalizando pistas para a formação de professores na modalidade (EJA) e no elemento curricular (EF). In: CARAVALHO, R. M. (Org.) Educação Física escolar na educação de jovens e adultos. Curitiba: CRV, 2011

CASTELLANI FILHO, L. Educação física no Brasil: a história que não se conta. Campinas, SP: Papirus, 2007.

DI PIERRO, M. C. Educação de jovens e adultos no plano Nacional de educação: avaliação, desafios e Perspectivas. Educação e Sociedade, Campinas, v.31, n. 112, jul. – set. 2010.

DI PIERO, M. C.; JOIA, O.; RIBEIRO, V. M. Visões da Educação de Jovens e Adultos no Brasil. Cadernos CEDES, v. 21, n. 55, Campinas, nov. 2001. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ccedes/v21n55/5541.pdf.

ENGUITA, M.F. Educar em tempos incertos. Porto Alegre: Artmed, 2004.

FERREIRA, L.O.F.; PAULA, J.A. No corpo as experiências e memórias dos educandos da EJA: as possibilidades de diálogo da Educação Física com a Educação de Jovens e Adultos. XVII Congresso Nacional de Ciências do Esporte e IV Congresso Internacional de Ciências do Esporte. Porto Alegre: UFRGS, 2011. Disponível em: http://congressos.cbce.org.br/index.php/conbrace2011/2011/paper/viewFile/3075/1408.

FORGIARINI, S. A. B.; SILVA, J. C. Escola pública: fracasso escolar numa perspectiva histórica. In. Simpósio de Educação – XIX Semana de Educação – A formação de Professores no Contexto da Pedagogia Histórico-Crítica: 35 anos do Curso de Pedagogia, 2007, Curitiba. Anais... Curitiba, Universidade Estadual do Oeste do Paraná, 2007.

FRANCO, L. A. C. A escola do trabalho e o trabalho da escola. São Paulo: Cortez/Autores Associados, 1987.

FREITAS, L. C. de. Neotecnicismo e formação do educador. In: ALVES, N. Formação de Professores: pensar e fazer. São Paulo: Cortez, 2011.

GÜNTHER, M.C.C. et al. T. R. A educação física na educação de jovens e adultos. In: NEUENFELD, D.J; ISSE, S.F. (Orgs.). Congresso estadual de educação física na escola: “Educação Física Escolar: desafios à prática pedagógica”, 2, 2013, Lajeado. Anais. Lajeado: Ed. UNIVATES, 2013.

HADDAD, S.; DI PIERO, M. C. Escolarização de Jovens e Adultos. Revista Brasileira de Educação: n.º 14, 2000.

HADDAD, S. (Org.) Novos Caminhos em Educação de Jovens e Adultos – EJA. São Paulo: Global, 2007.

INEP – INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA. Censo escolar da educação básica 2013: resumo técnico. Brasília: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, 2014.

KNÜPPE, L. Motivação e desmotivação: desafio para as professoras do Ensino Fundamental. Educar, Curitiba, n. 27, p. 277-290, 2006.

MARIN, E. C.; SAUER, D. L.; GÜNTHER, M.C.C. O conteúdo da educação física escolar como sinônimo de atividade: reducionismos, implicações e possibilidades. In. KUNZ, E. Didática da educação física 4. Ijuí: Unijuí, 2016.

MELLO, M. Culturas e identidades juvenis: na EJA, de quem é mesmo o bagulho. Revista de Educação. Porto Alegre: PMPA/SMED, Escola Municipal de Ensino Médio Emílio Meyer, 2009.

OJEDA, T. Relações entre corpo, trabalho e educação física na Educação de Jovens e Adultos. Trabalho de Conclusão de Curso (graduação) Curso de Educação Física. UFSM, Santa Maria, 2011

PAULA, J. A.; LINHARES, M. A. A educação física na educação e jovens e adultos: práticas pedagógicas de professores de Belo Horizonte. In. XVII Conbrace e IV Conice, 2011, Porto Alegre. Anais... Porto Alegre: UFRGS, 2011.

PEREIRA, G.M.S.; MAZOTTI, T.S. Representações sociais de Educação Física por alunos trabalhadores do ensino noturno. Motriz, Rio Claro, v.14 n.1 p.53-62, jan./mar. 2008.

PEREIRA, L. S. et al. Educação física na educação de jovens e adultos (EJA): a experiência do PIBID/UNEB/CAMPUS XII. In. XVIII Conbrace e V Conice, 2013, Brasília. Anais... Brasília: UFG, 2013.

PERNAMBUCO. Parâmetros para a Educação Básica do Estado de Pernambuco. Secretária de Educação, Pernambuco, 2013.

REIS, J. A. P.; MOLINA NETO, V. 'Pensei que tava na aula de ciências' ou os significados da Educação Física na Educação de Jovens e Adultos. Pensar a Prática, Goiânia, v. 17, n. 3, p. 636-650, jul./set. 2014.

RUMMERT, S. A educação de jovens e adultos trabalhadores brasileiros no século XXI. O novo que reitera a antiga destituição de direitos. Sísifo – Revista de Ciências da Educação, n. 2, jan./abr. 2007. Disponível em: http://sisifo.fpce.ul.pt.

SAMPAIO, M. N. Educação de jovens e adultos: uma história de complexidade e tensões. Práxis Educacional, Vitória da Conquista, v.5, n.7, p.13-27, 2009.

SANTOS, A. A. et al. Trabalhando gênero e sexualidade com alunos do ensino médio e EJA noturno: um relato de intervenção. In. XIX Conbrace e VI Conice, 2015, Vitória. Anais... Vitória: UFES, 2015.

SILVA, L. S. G. Juvenilização da EJA: Experiências e desafios. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia). Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2010.

SOUZA C. R. S.; AZAMBUJA G.; PAVÃO S. M. O. Rejuvenescimento da educação de jovens e adultos- EJA: práticas de inclusão ou exclusão? Revista Ibero-americana de Educação: n.º 59/2, 2012. Disponível em: http://www.rieoei.org/deloslectores/5391Pavao.pdf.

SOUZA, R. O.; MACHADO, G. M.; GEMENTE, F. R. F. Slackline: uma porpostad e ensino para a educação de jovens e adultos. In. XVIII Conbrace e V Conice, 2013, Brasília. Anais... Brasília: UFG, 2013.

TROST, G.; GÜNTHER, M.C.C. A organização do trabalho pedagógico em Educação Física na Educação de Jovens e Adultos. In: Jornada Acadêmica Integrada, 29, 2013, Santa Maria. Anais... Santa Maria: UFSM, 2013. Disponível em: https://portal.ufsm.br/jai/anais/trabalho.html?action=anais.




DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8042.2018v30n53p209



R. Motriviv., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, ISSNe: 2175-8042.

Os textos publicados na Revista Motrivivência estão licenciados com uma Licença Creative Commons de atribuição não comercial compartilhar igual: CC BY-NC-SA