Compreensão de dança dos estudantes da Asces-Unita a partir do projeto de extensão Brincantes do Agreste

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8042.2020e77216

Palavras-chave:

Dança, Diversidade cultural, Corpo, Extensão universitária

Resumo

O estudo objetivou compreender o entendimento sobre dança popular dos participantes do projeto de extensão Dança no Agreste e os impactos da extensão universitária no seu processo de formação. Essa pesquisa de caráter exploratório, descritivo e quali-quantitativo contou com 18 participantes que responderam a um questionário, além disso houve uma observação assistemática em um dos ensaios do grupo de dança. Os resultados apontaram que os participantes tiveram seus conhecimentos sobre dança popular ampliados; o projeto assumiu um papel relevante no encontro entre teoria e prática dos saberes aprendidos na graduação; o contato com a comunidade permitiu expandir suas experiências e percepções do papel da dança na sociedade. Tais investigações contribuem para uma discussão acerca da extensão universitária no processo de formação, no sentido de desenvolver saberes, experiências e impressões decorrentes de uma prática articulada com a realidade do conhecimento.

Biografia do Autor

Esther Santos Mendes, Centro Universitário Tabosa de Almeida

Estudante de Licenciatura em Educação Física. Departamento de Educação Física - Centro Universitário Tabosa de Almeida - ASCES/UNITA

Viviane Maria Moraes de Oliveira, Centro Universitário Tabosa de Almeida

Mestre em Saúde da Criança e do Adolescente- UFPE Departamento de Educação Física - Centro Universitário Tabosa de Almeida - ASCES/UNITA

Maria Williane Gomes Xavier, Centro Universitário Tabosa de Almeida

Estudante de Licenciatura em Educação Física. Departamento de Educação Física - Centro Universitário Tabosa de Almeida - ASCES/UNITA

Ana Paula Rodrigues Figuerôa, Centro Universitário Tabosa de Almeida

Doutora em Educação - UFPE. Departamento de Educação Física - Centro Universitário Tabosa de Almeida - ASCES/UNITA

Referências

VII CONGRESSO SULBRASILEIRO DE CIÊNCIAS DO ESPORTE. 2016, Criciúma. Extensão universitária e formação inicial em Educação Física: construindo saberes em dança. Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó). 2016.

ALMEIDA, Luciane Pinho de; SÁ, Salette Marinho de. Formação profissional no século 21: reflexões sobre aprendizagens a partir da extensão universitária. In: SÍLVERES, Luiz (Org.). A extensão universitária como princípio da aprendizagem. Brasília: Liber Livro, 2013.

AMARAL, Jaime. Das danças rituais ao ballet clássico. Revista Ensaio Geral. Belém, v.1, n.1, jan-jun de 2009. Disponível em: https://docplayer.com.br/21040614-Das-dancas-rituais-ao-ballet-classico-jaime-amaral.html. Acesso em: 01 de abr. de 2020.

ANDRADE, Luana Foroni; COIMBRA, Marli Aparecida Reis; CARBINATTO, Michele Viviene; MIRANZI, Mário Alfredo Silveira; PEDROSA, Leila Aparecida Kauchakje. Promoção da saúde: benefícios através da dança. Revista Família, Ciclos de Vida e Saúde no Contexto Social. Uberaba, v. 3, n. 3, set/dez, 2015, p. 228-234. Disponível em: https://www.redalyc.org/articulo.oa?id=497950366008. Acesso em: 30 jul. 2020.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2011.

BENETTI, Pablo Cesar; SOUSA, Ana Inês; SOUZA, Maria Helena do Nascimento. Creditação da extensão universitária nos cursos de graduação: relato de experiência. Revista Brasileira de Extensão Universitária. Rio de Janeiro. v. 6, n. 1, p. 25-32 jan/jun. 2015. Disponível em: https://doaj.org/article/e5f41b3a672d45f4af347b5fd23189e2. Acesso em: 30 jul. 2020.

BRANDÃO, Carlos Rodrigues. O que é folclore. São Paulo: Brasiliense, 1983.

BRASIL, Constituição (1968). Constituição da República Federativa do Brasil de 1968. Brasília, DF: Presidência da República. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L5540.htm. Acesso em: 23 de mar. de 2020.

BRASIL, Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal.

BRASIL, Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 24 dez. 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em: 29 mar. de 2020.

BRASIL, Ministério da Saúde. Gabinete do Ministro. Portaria nº 2446, de 11 de novembro de 2014. Redefine a Política Nacional de Promoção da Saúde (PNPS). Diário Oficial da União, Brasília, DF, 12 dez. 2014. p. 32.

BRASIL, Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Política Nacional de Promoção da Saúde. 3. ed. Brasília: Ministério da Saúde, 2010.

CASTRO, Luciana Maria Cerqueira. A universidade, a extensão universitária e a produção de conhecimentos emancipadores. In: REUNIÃO ANUAL DA ANPED, 27., Caxambu, 2004. Anais... Caxambu: ANPEd, 2004. Disponível em: http://www.anped.org.br/reunioes/27/inicio.htm. Acesso em: 02 de Janeiro de 2020.

COELHO, France Maria Contijo. A arte das orientações técnicas no campo: concepções e métodos. 2. ed. Viçosa: Suprema Gráfica, 2014.

COSTA, Aline Aparecida Cezar; BAIOTTO, Cléia Rosani; GARCES, Solange Beatriz Billig. Aprendizagem: o olhar da extensão. In: SÍLVERES, Luiz (Org.). A extensão universitária como princípio da aprendizagem. Brasília: Liber Livro, 2013.

DEUS, Sandra F. B. de. A valorização da Extensão universitária no Brasil. Entrevista concedida a Geraldo Ceni Coelho. Revista Brasileira de Extensão Universitária, v. 8, n. 2, p. 121-124, 2017. Disponível em: https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/. Acesso em: 30 jul. 2020.

GARCIA, Berenice Rocha Zabbot; BOHN, Letícia Ribas Diefenthaeler; ARAÚJO, Maria Inês Siqueira. Universidade e extensão universitária: uma relação dialógica entre formação profissional e compromisso social. In: SÍLVERES, Luiz (Org.). A extensão universitária como princípio da aprendizagem. Brasília: Liber Livro, 2013.

KLEINUBING, Neusa Dendena; DAL-CHIN, Jamile. Formação inicial em Educação Física e a construção de saberes em dança: relações com a extensão universitária. Motrivivência. Florianópolis. v. 32, n. 62, p. 01-16, abril/junho, 2020. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/motrivivencia/article/view/2175-8042.2020e66195. Acesso em: 30 jul. 2020.

MARBÁ, Romolo Falcão; SILVA, Geusiane Soares da; GUIMARÃES, Thamara Barbosa. A dança na promoção da saúde e melhoria na qualidade de vida. Revista Científica do ITPAC, Araguaína, v.9, n.1. Fevereiro 2016.

MARINHO, Cristiane Moraes; FREITAS, Helder Ribeiro; COELHO, France Maria Gontijo; CARVALHO NETO, Moisés Felix de. Por que ainda falar e buscar fazer extensão universitária? Revista de Extensão da UNIVASF, Petrolina, v.7, n.1, p.121-140, 2019. Disponível em: https://www.periodicos.univasf.edu.br/index.php/extramuros/article/view/942. Acesso em: 31 jul. 2020.

MARQUES, Isabel. Dance in the curriculum: the Brazilian case. Dissertação de Mestrado. Laban Centre for Movement and Dance, 1989.

MOLINA, Rinaldo Brito Regina Pires de; ALMEIDA, Cleverson Pereira de; DIAS, Patrícia Aparecida. Extensão universitária e formação profissional: a expressão de estudantes universitários. In: SÍLVERES, Luiz (Org.). A extensão universitária como princípio da aprendizagem. Brasília: Liber Livro, 2013.

MONTEIRO, Marianna Francisca Martins. Dança popular: espetáculo e devoção. São Paulo: Terceiro Nome. 2011.

NANNI, Dionísia. O Ensino da Dança na Estruturação/Expansão da Consciência Corporal e da Auto-estima do Educando. Fitness and Performance Journal, Rio de Janeiro - RJ, v. 4, n.1, p. 45-57, 2005.

NASCIMENTO, Marta José Rocha de Souza. A dança e a mudança de comportamento. Dissertação (Mestrado em Ciências da Educação) – Curso de Mestrado em Ciência da Educação, Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, Lisboa, 2012.

NOSAKI, Joice Mayumi; FERREIRA, Lilian Aparecida; HUNGER, Dagmar Aparecida Cynthia França. Evidências formativas da extensão universitária na docência em Educação Física. Revista Eletrônica de Educação, v. 9, n. 1, p. 228-241, 2015. Disponível em: http://www.reveduc.ufscar.br/index.php/reveduc/article/viewFile/1175/390. Acesso em 02 de abr. de 2020.

OLIVEIRA, Maria Goretti Rocha de. Danças populares como espetáculo público no Recife, de 1979 a 1988. Recife: O Autor, 1991.

OLIVEIRA, Maria Goretti Rocha de. FREVO: Uma apresentação coreológica. Recife: Richard Veiga, 2017.

RIBEIRO, Mayra Rodrigues Fernandes; PONTES, Verônica Maria de Araújo; SILVA, Etevaldo Almeida. As contribuições da extensão universitária na formação acadêmica: desafios e perspectivas. Revista Conexão. Ponta Grossa, v. 13 n.1. jan./abr. de 2017. Disponível em: http://www.revistas2.uepg.br/index.php/conexao. Acesso em: 30 mar. 2020.

SANTOS, João Henrique de Sousa. ROCHA, Bianca Ferreira Rocha; PASSAGLIO, Kátia Tomagnini. Extensão Universitária e Formação no Ensino Superior. Revista Brasileira de Extensão Universitária. Belo Horizonte. v. 7, n. 1, p.23-28 jan/jun. 2016. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/337724812_EXTENSAO_UNIVERSITARIA_E_FORMACAO_NO_ENSINO_SUPERIOR. Acesso em: 30 jul. 2020.

SÍVERES, Luiz. A extensão como princípio de aprendizagem. Diálogos, vol. 10, 2008. Disponível em: https://portalrevistas.ucb.br/index.php/RDL/article/view/1946. Acesso em: 29 jul. 2020.

SÍVERES, Luiz. O princípio da aprendizagem na extensão universitária. In: SÍVERE, Luiz (Org.). A extensão universitária como princípio da aprendizagem. Brasília: Liber Livro, 2013.

SZUSTER. Lia. Estudo qualitativo sobre a dança como atividade física em mulheres acima 50 anos.69 f. (Monografia de Bacharel em Educação Física) Porto Alegre - RS.2011. Disponível em: https://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/39328. Acesso em: 29 de março de 2020.

Downloads

Publicado

2020-12-15

Edição

Seção

Artigos Originais