A Orientação como proposta pedagógica nas aulas de Educação Física: um relato de experiência

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8042.2022.e82214

Palavras-chave:

Educação física, Orientação, Escola

Resumo

Este texto refere-se a um relato de experiência cujo objetivo é descrever a utilização de uma prática corporal de aventura, a Orientação, como proposta pedagógica inserida nas aulas de Educação Física. As práticas corporais de aventura são conteúdos desenvolvidos há alguns anos por professores da área resultando recentemente na inserção desse conteúdo nos currículos escolares. Para a realização deste trabalho a metodologia teve uma abordagem qualitativa de tipo descritivo, analisando uma sequência de seis aulas com educandos de uma turma do quinto ano do Ensino Fundamental. Constatou-se que, para além da apropriação dos saberes específicos da prática por esses educandos, foi possível também explorar as diversas potencialidades da Orientação na Educação Física escolar, configurando-se como uma ferramenta pedagógica que pode e deve ser utilizada pelos professores de Educação Física.

Biografia do Autor

Eduarda Sthefany Pereira Nunes, Universidade Federal do Paraná - UFPR

Acadêmica de licenciatura em Educação Física (UFPR) Universidade Federal do Paraná

Michaela Camargo, Universidade Federal do Paraná - UFPR

Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Educação (UFPR) Universidade Federal do Paraná

Rosecler Vendruscolo, Universidade Federal do Paraná - UFPR

Doutorado em Educação Física (UFPR) Universidade Federal do Paraná

Referências

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC, 2018. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf. Acesso em: 29 jul. 2020.

CARMONA, Eduardo Klein; BEGOSSI, Tuany Defaveri; SOARES, Suelen Silva; MAZO, Janice Zarpellon. O esporte de orientação: possibilidades e perspectivas. Educação Física em Revista, Brasília, v. 7, n. 3, p. 19-27, 2013. Disponível em: https://portalrevistas.ucb.br/index.php/efr/article/view/4366/3271. Acesso em: 29 de jul. 2020.

DARIDO, Suraya Cristina; RANGEL, Irene Conceição Andrade. Educação Física no ensino superior- Educação Física na escola: Implicações para prática pedagógica. 2. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan Ltda., 2006.

DARIDO, Suraya Cristina; OLIVEIRA, Amauri Aparecido Bássoli. Procedimentos metodológicos para o programa segundo tempo. In: OLIVEIRA, Amauri Aparecido Bássoli; PERIM, Gianna Lepre. Fundamentos Pedagógicos do Programa Segundo Tempo: da reflexão à prática. Maringá: Eduem, 2009, Cap. 7, p. 209-238.

DIAS, Cleber Augusto Gonçalves. Notas e definições sobre esporte, lazer e natureza. Licere, Belo Horizonte, v. 10, n. 3, p. 1-35, 2007. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/licere/article/view/922/717. Acesso em: 29 de jul. 2020.

INÁCIO, Humberto Luís de Deus. Práticas corporais de aventura na natureza. In: GONZÁLES, Fernando Jaime; FENTERSEIFER, Paulo Evaldo (Org.). Dicionário crítico de educação física. 3. ed. rev. e ampl.- Ijuí: Editora Unijuí, 2014, p. 531-535.

INÁCIO, Humberto Luís de Deus; SOUSA, Caroline Castro; MACHADO, Lídia Ferreira. A presença das práticas corporais de aventura em escolas públicas da região metropolitana de Goiânia: um estudo exploratório. Motrivivência, Florianópolis, v. 32, n. 63, p. 01-16, 2020. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/motrivivencia/article/view/76350/44685. Acesso em: 29 jul. 2020.

MACHADO, André Accioly Nogueira et al. Esporte de Orientação na Educação Física escolar: histórico, características e possibilidades pedagógicas. In: PONTES JÚNIOR, José Airton de Freitas. Conhecimentos do professor de educação física escolar. Fortaleza: EdUECE, 2017, p. 377-396.

MELO, Ana Cláudia Raposo; LÓPEZ, Ramón Fabián Alonso. Educação Física: professor, tempos, espaços e equipamentos. EFDeportes- Revista Digital, Buenos Aires, v. 17, n. 175, 2012. Não paginado. Disponível em: https://www.efdeportes.com/efd175/educacao-fisica-professor-tempos-espacos.htm. Acesso em: 29 julho 2020.

OLIVEIRA, Fábio Souza; BARROSO, Johelio Santana; JUNIOR, Osvaldo Moura Costa. A Corrida de Orientação enquanto conteúdo da Educação Física escolar. Não paginado. EFDesportes- Revista Digital, Buenos Aires, v. 13, n. 119, 2008. Disponível em: https://www.efdeportes.com/efd119/corrida-de-orientacion-conteudo-da-educacao-fisica-escolar.htm. Acesso em: 29 julho 2020.

PADILHA, Paulo Roberto. Planejamento dialógico: como construir o projeto político pedagógico da escola. São Paulo, Cortez: Instituto Paulo Freire, 2001.

PASINI, Carlos Giovani Delevati; DANTAS, Mário. Disciplina de Orientação e o currículo de Educação Física do ensino superior, uma inclusão necessária. Resumo de dissertação de Mestrado em Educação pela Universidade Vale do Rio Verde. Três Corações, 2003. Disponível em: https://docplayer.com.br/9413695-Disciplina-de-orientacao-e-o-curriculo-de-educacao-fisica-do-ensino-superior-uma-inclusao-necessaria.html. Acesso em: 29 de julho 2020.

PELICIONI, Maria Cecília Focesi. Educação Ambiental, Qualidade de Vida e Sustentabilidade. Saúde e Sociedade, São Paulo, v. 7, n. 02, p. 19-31, 1998. Disponível em: https://www.scielo.br/j/sausoc/a/szsPnKWNPM3ZZvjpFBZRLDj/abstract/?lang=pt. Acesso em: 29 de jul. 2020.

PEREIRA, Dimitri Wuo; ARMBRUST, Igor. Pedagogia da aventura: os esportes radicais, de aventura e de ação da escola. São Paulo: Fontoura, 2010.

PIMENTEL, Giuliano Gomes de Assis. Esportes na natureza e atividades de aventura: uma terminologia aporética. Revista Brasileira de Ciência do Esporte, Florianópolis, v. 35, n. 3, p. 687-700, 2013. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbce/a/w4WmkyJMtPrGCYCbmhSkcyP/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 29 jul. 2020.

SEVERINO, Antonio Joaquim; PEREIRA, Dimitri Wuo; SANTOS, Vinicius Sampaio Feitoza. Aventura e educação na Base Nacional Comum. ECCOS, São Paulo, n. 41, p. 107-125, 2016. Disponível em: https://periodicos.uninove.br/eccos/article/view/6954. Acesso em: 29 jul. 2020.

SILVA, Bruno Allan Teixeira et al. Atividades de aventura na licenciatura em educação física: um relato de experiência. Cadernos de formação RCBE, [S. l.], v. 7, n. 1, p. 69-80, 2016. Disponível em: http://revista.cbce.org.br/index.php/cadernos/article/view/2207/1199. Acesso em: 27 jul. 2020.

TAHARA, Alexander Klein; CARNICELLI FILHO, Sandro. A presença das atividades de aventura nas aulas de Educação Física. Arquivos de Ciências do Esporte, Minas Gerais, v. 1, n. 1, p. 60-66, 2013. Disponível em: https://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/aces/article/view/245. Acesso em: 29 jul. 2020.

TAHARA, Alexander Klein; CARNICELLI FILHO, Sandro. Atividades físicas de aventura na natureza (AFAN) e academias de ginásticas: motivo de aderência e benefícios advindo da prática. Movimento, Porto Alegre, v. 15, n. 3, p. 187-208, 2009. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/4917/5586. Acesso em: 29 jul. 2020.

THOMAS, Jerry. R.; NELSON, Jack K.; SILVERMAN, Stephen J. Métodos de pesquisa em atividade física. 6 ed. Porto Alegre: Artmed, 2012.

UVINHA, Ricardo Ricci. Juventude, Lazer e Esportes Radicais. São Paulo: Manole, 2001.

VASCONCELLOS, Celso dos Santos. Planejamento: projeto de ensino-aprendizagem e projeto político-pedagógico. 3 ed. São Paulo: Libertad, 1995.

Downloads

Publicado

2022-05-30

Edição

Seção

Porta Aberta