Dimensões “escondidas” na escrita de artigos acadêmicos

Autores

  • Brian Street London University

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-795X.2010v28n2p541

Palavras-chave:

Artigo científico, Escrita

Resumo

Este artigo tem por objetivo descrever o desenvolvimento de um conjunto de conceitos funcionais que permitam a professores e alunos abordar questões relativas à escrita de artigos acadêmicos. Para tanto, baseia-se  nas recentes contribuições teóricas das áreas denominadas Escrita no âmbito das Disciplinas (Writing in the Disciplines, WiD), Estudos dos Gêneros (Genre Studies) e Letramentos Acadêmicos (Academic Literacies), e considera se e como tal teoria pode ser adaptada à prática. Enquanto os  modelos dominantes de ensino de produção textual (ESP; ESL) tendem a enfatizar o uso de listas padronizadas de itens a serem seguidos,  geralmente em relação à estrutura do texto acadêmico (por exemplo, introdução; referencial teórico; métodos; dados), a abordagem aqui proposta concentra-se nas dimensões escondidas que são observadas nas avaliações da escrita acadêmica, embora muitas vezes permaneçam implícitas. O artigo descreve a criação, durante uma disciplina sobre letramento na Faculdade de Educação (Graduate School of Education, GSE) da Universidade da Pensilvânia, de uma tabela com termos para explicar claramente os critérios de avaliação e revisão de artigos acadêmicos. O primeiro passo foi aplicar essa tabela aos capítulos de um livro editado,  especificamente nas introduções, em que foi utilizada a seguinte tipologia: “vinheta1, depoimentos pessoais, declarações universais”. Em seguida, os  termos presentes na tabela relativa a dimensões escondidas serviram de base para analisar as versões preliminares das tarefas dos alunos da disciplina. Ao final, o artigo apresenta algumas respostas dadas pelos alunos e as implicações do uso de aplicações mais amplas no apoio à escrita acadêmica.

Downloads

Publicado

2010-07-14