Gestão pedagógica na educação a distância: análise de uma experiência na perspectiva da gestora

Autores

  • Roseli Zen Cerny
  • Maria Elisabeth Bionconcini de Almeida

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-795X.2012v30n1p19

Resumo

O artigo analisa um sistema de gestão pedagógica desenvolvido em uma instituição pública de ensino superior durante a implantação dos primeiros cursos de licenciatura a distância. Os pressupostos teóricos embasam-se no referencial da gestão dos sistemas educacionais. O sistema foi construído a partir da perspectiva de trabalho colaborativo e se ancora na tríade formação, produção de materiais e pesquisa e avaliação. A metodologia de pesquisa é a qualitativa e o método é o da auto-observação. Na análise, ficou evidenciado que as principais dificuldades para a implantação de cursos a distância são: a história da EaD, a cultura do presencial, o modelo pouco flexível de organização institucional, as políticas públicas e a burocracia. Na organização das equipes, há a percepção de que a gestão pedagógica reproduz em parte o modelo vivenciado no presencial no que se refere à parceria entre os centros formadores de professores. Evidenciou-se que a construção coletiva do trabalho demanda tempo e abertura por parte das equipes. É possível concluir que o trabalho integrado de formação, de produção de materiais e de pesquisa e avaliação contribue para uma atuação mais orgânica na educação a distância, quebrando os paradigmas fordistas encontrados nas experiências com esta modalidade de ensino.

Downloads

Publicado

2012-05-28

Como Citar

Cerny, R. Z., & de Almeida, M. E. B. (2012). Gestão pedagógica na educação a distância: análise de uma experiência na perspectiva da gestora. erspectiva, 30(1), 19–39. https://doi.org/10.5007/2175-795X.2012v30n1p19