Poder e ideologia: o modelo corporativo de gestão por competências em uma indústria multinacional

Autores

  • Cinthia Leticia Ramos UFPR
  • José Henrique de Faria UFPR

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-795X.2014v32n2p667

Palavras-chave:

Gestão por competência, Relações de trabalho, Ideologia e poder

Resumo

Sendo as organizações permeadas por relações complexas e contraditórias desencadeadas por mecanismos de poder, ideologia e controle, interessa analisar no presente artigo de que forma estas relações se manifestam no discurso de Gestão por Competência, mediante análise crítica do modelo corporativo implantado em uma Indústria Multinacional, aqui denominada Indústria ALFA, a partir de duas categorias de Análise: Poder e Ideologia. As fontes dos dados empíricos são os documentos institucionais da Indústria ALFA que definem e orientam os procedimentos da Gestão por Competência. A técnica de coleta e análise dos dados será a Análise de Conteúdo segundo a proposta de Bardin e Franco. O enfoque que orienta o problema de pesquisa se dará em torno do sujeito coletivo e sua relação estabelecida com o conjunto de regras e comportamentos ideológicos impostos pela organização o qual se materializa através da submissão, da alienação e da servidão voluntária nas organizações. A base conceitual que dará suporte para sustentação desta investigação levará em consideração uma concepção teórica crítica das formas de poder e controle nas organizações concretas.

Biografia do Autor

Cinthia Leticia Ramos, UFPR

Mestre em Organizações e Desenvolvimento pelo Centro Universitário Franciscano do Paraná.

José Henrique de Faria, UFPR

Doutor em Administração pela Universidade de São Paulo. Professor Titular da Pós-Graduação em Administração na Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Downloads

Publicado

2014-06-09

Edição

Seção

Artigos de Demanda Contínua