A construção de identidades em uma comunidade de prática na visão dos participantes

Lilian Aragão da Silva, Andréia Maria Pereira de Oliveira

Resumo


Neste artigo, propõe-se analisar a construção das identidades na visão dos membros de uma Comunidade de Prática, cujos participantes da pesquisa foram professores oriundos da Educação Básica e do Ensino Superior, estudantes de graduação, pesquisadores e/ou formadores de professores. A fim de promover uma compreensão das identidades, como fundamentação teórica, utilizou-se a Teoria da Aprendizagem Social segundo Étienne Wenger. A pesquisa realizada foi de natureza qualitativa, e os dados foram produzidos por meio de entrevistas. A análise dos dados sugere que as identidades construídas conduzem a formas de afiliações diferentes, as quais foram assim categorizadas: identidade como multiafiliação, identidade como imaginação e identidade como engajamento ou compromisso mútuo. Os resultados desta pesquisa indicam que a construção das identidades ocorreu por meio de negociações e mudanças nas trajetórias de participação dos membros dessa comunidade de prática.


Palavras-chave


Identidade; Comunidade de prática; Afiliação

Texto completo:

PDFA


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-795X.2018v36n2p490



Direitos autorais 2018 Lilian Aragão da Silva, Andréia Maria Pereira de Oliveira

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Perspectiva, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN print 0102-5473, ISSN 2175-795X.

Recomendamos o uso do browser Firefox_Mozilla como navegador do portal .

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.