O mito do mérito: ensaio sobre meritocracia e qualidade da educação

Maíra Tavares Mendes

Resumo


Políticas educacionais com critérios meritocráticos têm sido a tônica dos processos avaliativos não apenas no Brasil, mas como uma tendência global. A proposta deste texto, em tom ensaístico, é discutir a noção de mérito a partir de três autores. Na primeira parte são apresentadas críticas a epistemologias que se pretendem neutras em relação à avaliação educacional, partindo das contribuições de Miriam Limoeiro-Cardoso. A segunda parte apresenta ideias de Michael Young em uma sátira da meritocracia como hierarquização social. Na terceira parte há as críticas de Diane Ravitch aos testes padronizados no sistema educacional dos Estados Unidos, que levaram à construção de qualidade como desempenho de excelência em avaliações mensuráveis.


Palavras-chave


Mérito; Avaliação; Testes padronizados; Qualidade da educação

Texto completo:

PDFA


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-795X.2018v36n4p1302



Direitos autorais 2018 Maíra Tavares Mendes

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Perspectiva, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN print 0102-5473, ISSN 2175-795X.

Recomendamos o uso do browser Firefox_Mozilla como navegador do portal .

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.