A questão do emprego juvenil: singularidades européias

Maria Drosille Vasconcellos

Resumo


A inserção profissional dos jovens, na Europa, aparece, depois de vinte anos, como um dos problemas sociais centrais ao debate político. Os vários países estão forjando medidas com vistas a facilitar o acesso ao emprego no mercado de trabalho para os jovens egressos do sistema educacional. Na maior parte das pesquisas que se voltam a este tema, a ênfase é colocada na comparação das características da formação escolhida (em termos de nível, diploma ou especialidade) com vistas a explicar a transição profissional. No entanto, não há a necessária atenção quanto aos diferentes tipos de organização, para os jovens, do mercado de trabalho. As segmentações do mercado de trabalho se acentuam segundo os setores de atividades, uma vez que essas apresentam configurações particulares com relação ao emprego de jovens, à valorização de diplomas escolares, de certificados profissionais ou de aquisição de competências.


Palavras-chave


Inserção Profissional; Relações de Formação

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x



Direitos autorais 2001 Maria Drosille Vasconcellos

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Perspectiva, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN print 0102-5473, ISSN 2175-795X.

Recomendamos o uso do browser Firefox_Mozilla como navegador do portal .

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.