Química Geral: tradição X inovação

Cláudio F. Lemos, André V. Zunino

Resumo


Este artigo relata o emprego de uma metodologia inovadora de um curso prático de Química Geral do Departamento de Química da UFSC opondo-se ao método tradicional das aulas práticas, comumente chamado de "receita", procurou-se introduzir novas estratégias de ensino, com a intenção de conduzir o aluno a pensar naquilo que está fazendo, planejar e executar experimentos e aumentar o espírito crítico. Apesar das inovações e dos esforços observamos que os alunos vêm sofrendo um excessivo controle por parte dos professores, desde primeiros anos de escolaridade, e que os mesmos não reagiram da maneira esperada quando tiveram a liberdade para tal. Uma avaliação iluminativa do método, porém, mostrou que metodologia inovativa é superior à tradicional e acreditamos que um trabalho a médio prazo terá os efeitos esperados. O método inovador empregado requer continuidade e aperfeiçoamento. Para tanto são listadas as suas vantagens e desvantagens, bem como sugestões para futuras investigações.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x



Direitos autorais 1985 Cláudio F. Lemos, André V. Zunino

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Perspectiva, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN print 0102-5473, ISSN 2175-795X.

Recomendamos o uso do browser Firefox_Mozilla como navegador do portal .

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.