Deslocamento de estudantes, possíveis atrativos e a relação com o desempenho escolar: um estudo de caso

Rafael Brito Silveira, Klaus Rauh

Resumo


Problemas de deslocamento entre residência e unidade escolar existem em diversas localidades do Brasil. Em alguns casos estes problemas ocorrem por falta de segurança no transporte escolar, de custos elevados de transporte privado; em outros, pelas distantes localizações em que as escolas se encontram, porém, problemas de mobilidade urbana também podem representar problemas para tal atividade. Por meio de questionário exploratório, objetivou-se entender como estudantes de uma unidade escolar na Região Metropolitana de Florianópolis (RMF) percebem os problemas existentes de mobilidade urbana, bem como os impactos que isto gera em seus deslocamentos cotidianos, refletindo ou não em seus desempenhos escolares. Espacializar a proveniência dos estudantes por meio de mapa também foi um dos objetivos, além de entender quais são os principais atrativos desta instituição capazes de fazer com que os estudantes, por meio de seus responsáveis, empreguem esforços para estudarem lá. Estas verificações foram realizadas por meio de análises gráficas e também estatísticas, mais especificamente por meio de correlação e regressão linear no software Statistica. As análises indicam que os estudantes observam os problemas de mobilidade urbana existentes na RMF, que os mesmos são provenientes de distintos municípios do entorno, percorrendo distâncias diárias consideráveis, porém, não há como explicar o desempenho escolar dos estudantes por meio da distância de deslocamento e do tempo gasto entre residência e escola, pois, as análises não apresentaram significância estatística de acordo com o rigor estabelecido (α = 5%).


Palavras-chave


Desempenho Escolar; Mobilidade Urbana; Análise Espacial

Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 PESQUISAR – Revista de Estudos e Pesquisas em Ensino de Geografia

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

Pesquisar - Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, ISSNe 2359-1870

v. 6, n. 10, setembro 2019.