Relatório de Estágio Supervisionado de Geografia I:

atuação em instituições da rede básica de ensino municipal e estadual durante o modelo de Ensino Remoto Emergencial (ERE)

Autores

Palavras-chave:

Ensino Remoto Emergencial (ERE), Estágio Supervisionado, Estágio de Observação, Licenciatura em Geografia, Formação Docente

Resumo

O presente relatório busca descrever as experiências obtidas na disciplina Estágio Curricular: Supervisionado de Licenciatura em Geografia I, do curso de Licenciatura em Geografia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), embasada no levantamento bibliográfico apreendido no decorrer do curso. A partir do modelo de Ensino Remoto Emergencial (ERE), imposto por conta da pandemia do Novo Coronavírus (COVID-19) por esta universidade, a experiência do estágio obrigatório foi calcada por atividades síncronas e assíncronas, compreendendo ao desenvolvimento de atividades teóricas, encontros com supervisão de estágio e planejamento e produção de atividades pedagógicas não presenciais para estudantes de duas redes básicas de ensino, municipal de Bombinhas e estadual em São José. Ambas instituições citadas nos mostraram uma realidade um tanto quanto atípica para este estágio que desenvolvia-se em sua totalidade presencialmente, e agora não conta com o elemento principal desta formação, a concretude escolar.

Biografia do Autor

Felipe Terra de Oliveira Silva, Universidade Federal de Santa Catarina

Acadêmico do curso de Geografia do departamento de Geociências na Universidade Federal de Santa Catarina. Membro do Laboratório de Estudos Interdisciplinares em Arqueologia (LEIA) e do grupo de pesquisa ObservEES - Observatório da Educação, Escola e Sociedade. 

Referências

AQUINO, Josefa de Lima Fernandes; NETO, Ana Lúcia Gomes Cavalcanti. A avaliação da aprendizagem como um ato amoroso: o que o professor pratica? Educação em Revista, Belo Horizonte, v. 25, n. 2, p. 223-240, 2009. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/edur/v25n2/10.pdf. Acesso em 13 de dez. de 2020.

ARAUJO JUNIOR, Aloysio Marthins. Formação inicial de professores de geografia, aspectos estruturais para permanência e atuação na escola básica. Perspectiva, Florianópolis, v. 36, n. 4, p. 1149-1168, dez. 2018. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/perspectiva/article/view/2175-795X.2018v36n4p1149. Acesso em 12 de dez. de 2020.

AVELINO, Wagner Feitosa; MENDES, Jessica Guimarães. A realidade da educação brasileira a partir da COVID-19. Boletim de Conjuntura, Boa Vista, v. 2, n. 5, p. 56-62, 2020. Disponível em: https://revista.ufrr.br/boca/article/view/AvelinoMendes/2892. Acesso em 22 de maio de 2020.

BOMBINHAS (SC). Projeto Político Pedagógico do Centro de Educação Integral e Tecnológica Leonel de Moura Brizola. Secretaria de Educação Municipal de Bombinhas - SC, 2019.

BRASIL. Ministério da Educação (MEC). Base Nacional Comum Curricular. Brasília, 2018.

BRASIL. Universidade Federal de Santa Catarina. Resolução Normativa nº 140/2020/CUn, de 21 de julho de 2020. Dispõe sobre o redimensionamento de atividades acadêmicas da UFSC, suspensas excepcionalmente em função do isolamento social vinculado à pandemia de COVID-19, e sobre o Calendário Suplementar Excepcional referente ao primeiro semestre de 2020. Disponível em: <https://noticias.paginas.ufsc.br/files/2020/07/Resolu%C3%A7%C3%A3o_Normativa_n%C2%BA_140.2020.CUn_assinada.pdf>. Acesso em 15 de dez de 2020.

CALLAI, Helena Copetti. O conhecimento geográfico e a formação do professor de Geografia. Revista Geografica de América Central. EGAL - Costa Rica, p. 01-20, 2011. Disponível em: https://www.redalyc.org/pdf/4517/451744820036.pdf. Acesso em 12 de dez. de 2020.

CAVALCANTI, Lana de Souza. A Geografia e a realidade escolar contemporânea: avanços, caminhos, alternativas. Universidade Federal de Goiás. Anais do I Seminário Nacional: Currículo em movimento – Perspectivas Atuais Belo Horizonte, novembro de 2010.

FARIAS, Mírian Zuqueto; GIORDANO, Cássio Cristiano. Educação em tempos de pandemia de COVID-19: adaptação ao ensino remoto para crianças e adolescentes. In: Editora Poisson (Org.). Série Educar - Tecnologias. Belo Horizonte - MG: Poisson, 2020, v. 44, p. 60-71. Disponível em: https://doi.org/10.36229/ 978-65-86127-64-5. Acesso em 23 de maio de 2020.

INEP - Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Censo da Educação Básica 2020. Resumo Técnico. Brasília: INEP, 2020. Disponível em: https://download.inep.gov.br/publicacoes/institucionais/estatisticas_e_indicadores/resumo_tecnico_censo_escolar_2020.pdf. Acesso em: 21 maio 2021.

KAERCHER, Nestor André. TONINI, Ivaine Maria. Artesania, felicidade, empatia: assuntos não geográficos para o estagiário de geografia construir sua identidade docente. Geographia Meridionalis. v. 03, n. 2, p. 251-273. Disponível em: https://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php/Geographis/article/viewFile/11864/7785. Acesso em 12 de dez. de 2020.

LEAL, Regina Barros. Planejamento de ensino: peculiaridades significativas. Revista Iberoamericana de Educación, v. 37, n. 3, 2005. Disponível em: https://rieoei.org/historico/deloslectores/1106Barros.pdf. Acesso em 12 de dez. de 2020.

NASCIMENTO, Leila Procópia do. Concepção “democrática” de gestão escolar. In: ‘Novas formas de gestão da escola pública: implicações sobre o processo de democratização da gestão’. p. 117-139. Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, Florianópolis, 2015.

NASCIMENTO, Leila Procópia do; SILVA, Felipe Terra de Oliveira; VASCONCELOS, Jéssica da Silveira; GARCIA, Mateus Alves. A importância da experiência do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID) no processo formativo dos professores de geografia. In: Raquel Balli Cury; Fernanda Pereira Martins (Org.). Interconexões: Saberes e Práticas da Geografia 2. Ponta Grossa - Paraná: Atena Editora, 2020, v. 2, p. 1-12. Disponível em: https://doi.org/10.22533/at.ed.1192026111. Acesso em 10 de dez. de 2020.

PESCE, Marly Krüger de; ANDRÉ, Marli Elisa Dalmazo Afonso de. Formação do professor pesquisador na perspectiva do professor formador. Formação Docente, v. 4, p. 39-50, 2012. Disponível em: https://www.revformacaodocente.com.br/index.php/rbpfp/article/view/62/52. Acesso em 12 de dez. de 2020.

PIMENTA, Selma Garrido; LIMA, Maria Socorro Lucena. Estágio e docência: diferentes concepções. Revista Poíesis, v. 3, p. 11-33, 2006. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/poiesis/article/view/10542/7012. Acesso em 21 de maio de 2021.

SANTA CATARINA (Estado). Projeto Político Pedagógico da Escola de Educação Básica Professor Américo Vespúcio Prates. 18ª Gerência Regional de Educação - GERED. Secretaria de Educação - SED. Florianópolis - SC, 2011.

SANTOS, Milton. A Natureza do Espaço. Técnica e Tempo: Razão e Emoção - 3ª. Edição – São Paulo: Hucitec, 1999.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis - Rio de Janeiro: Editora Vozes Ltda, 2002.

VEIGA, Ilma Passos Alencastro. Projeto Político Pedagógico da escola: uma construção coletiva. In: VEIGA, Ilma Passos Alencastro. Projeto Político Pedagógico da Escola: uma construção possível. Campinas: Papirus, 1995. p. 11-35.

Downloads

Publicado

2021-06-01