Relações entre as proposições para o ensino do conceito de fração com base no ensino tradicional e na Teoria Histórico-Cultural<br><i>Relations between the proposal for teaching the concept of fraction based on traditional teaching and Historical Cult</i>

Autores

  • Josélia Euzebio da Rosa UNISUL - Universidade do Sul de Santa Catarina
  • Ediséia Suethe Faust Hobold UNISUL
  • Carina Silveira Bernardo
  • Deise Andrade Corrêa
  • Guilherme Martins Inácio

DOI:

https://doi.org/10.5007/1981-1322.2013v8nespp227

Palavras-chave:

Teoria Histórico-Cultural. Livro Didático. Fração.

Resumo

Nosso objetivo foi analisar as proposições apresentadas no livro didático de Matemática do sexto ano da coleção mais utilizada nas escolas estaduais localizadas na região do Munícipio Tubarão-SC. Trata-se de uma pesquisa teórica, com base nos pressupostos da Teoria Histórico-Cultural. As categorias de análise incidem em três relações: discreto e contínuo; significações aritméticas, algébricas e geométricas; conceito empírico e teórico. As proposições apresentadas no livro propiciam a concepção do conceito de fração nos limites do visual empírico, ou seja, não atingem as abstrações científicas próprias do conceito de fração a partir do estudo das grandezas, não só discretas, mas também contínuas, na inter-relação entre as significações aritméticas, algébricas e geométricas. Assim, não refletem os princípios oriundos da Teoria Histórico-Cultural.

Downloads

Publicado

2013-12-16