Avaliação discente: uma proposta utilizando a Lógica Fuzzy

Graziela Marchi Tiago, Mariana Pelissari Monteiro Aguiar Baroni, Rogério Ferreira da Fonseca

Resumo


Em geral, as avaliações aplicadas por professores tentam quantificar a aprendizagem discente por meio de critérios subjetivos. Essas avaliações são elaboradas conforme o interesse do professor ou da instituição de ensino e geralmente desconsideram habilidades e competências desenvolvidas pelo discente durante o processo de ensino-aprendizagem. Apresentamos aqui o desenvolvimento de uma ferramenta tecnológica, baseada em Lógica Fuzzy, que poderá auxiliar o professor na complexa tarefa de avaliar as aprendizagens discentes. No nosso estudo de caso, utilizamos notas de avaliação e atividades desenvolvidas por discentes, onde é possível observar que a Lógica Fuzzy propiciou a análise dessas atividades para a composição da nota final a partir de noções imprecisas como Insuficiente, Regular, Bom e Excelente. A principal vantagem do sistema proposto é a possibilidade de classificar o desempenho dos discentes considerando o uso de vários indicadores e não apenas as avaliações tradicionais.


Palavras-chave


Avaliação Discente; Ensino-Aprendizagem; Teoria das Possibilidades; Lógica Fuzzy

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/1981-1322.2014v9n2p87

Indexadores, diretórios e base de dados:

                                                                     

 

REVEMAT: R. Eletr. Educ. Mat., UFSC/MTM/PPGECT, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 1981-1322.
 
 

 Licença Creative Commons
Está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.