Letramento Financeiro: Um Diagnóstico de Saberes Docentes

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1981-1322.2015v10n2p1

Resumo

O trabalho a seguir apresenta e discute os resultados de uma pesquisa realizada com um grupo de 161 professores voluntários, a fim de diagnosticar o letramento financeiro de professores de Matemática que atuam no Ensino Médio. A partir das respostas obtidas no questionário aplicado ao grupo, a hipótese levantada é a de que a educação financeira só é alcançada quando trabalhada por um grupo de professores letrados financeiramente. Isso implica em que estes conheçam e dominem os conceitos de matemática financeira, disciplina fundamental para o ensino e a aprendizagem da educação financeira em conformidade com a Estratégia Nacional de Educação Financeira (ENEF), instituída pelo governo federal por meio do Decreto 7.397/10. A metodologia utilizada foi a Análise Estatística Implicativa (ASI), que buscou responder à hipótese da pesquisa por meio do exame de árvores de coesão e grafos implicativos. Entre os resultados observados, destacamos a percepção da matemática financeira como sendo praticamente o mesmo que a educação financeira, explicando assim as dificuldades observadas em pesquisas anteriores para a discussão crítica dos elementos contextuais de um problema envolvendo os temas abordados.

Biografia do Autor

Cileda de Queiroz e Silva Coutinho, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC-SP

Programa de Estudos Pós-graduados em Educação Matemática da PUC-SPGrupo de pesquisa PEA-MAT

James Teixeira, Fundação Armando Álvares Penteado - FAAP

Doutorado em Educação Matemática pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Brasil(2015).Assessor da Diretoria Cultural da Fundação Armando Álvares Penteado , Brasil.

Downloads

Publicado

2016-01-18

Edição

Seção

Artigos