Professor, quem inventou a Matemática? Travessias de uma pergunta que se torna problema e um problema que inventa currículo

Sônia Maria Clareto

Resumo


Este artigo se abriga junto a uma pesquisa realizada em uma escola municipal de Juiz de Fora (MG). Em uma sala de aula de matemática um aluno pergunta: professor, quem inventou a matemática?. Esta pergunta dispara inquietações e desassossegos e é tornada problema junto a toda a escola. Alunos e alunas, professores e professoras das turmas de educação infantil, anos iniciais e anos finais do Ensino Fundamental são convocados pela questão disparadora e se lançam em invenções construindo possibilidades de enfrentamento da pergunta: quem inventou a matemática?. Neste enfrentamento um currículo vai sendo inventado. Currículo como movimento de produção de questões. Currículo sendo inventado por um problema. Um indisciplinar atravessa o Currículo. O artigo está organizado em quatro tópicos: no primeiro deles, se dispõe a pensar o quem? da pergunta lançada; no segundo, o verbo inventar em seu tempo verbal; no outro, a matemática é interrogada: que matemática?; por fim, é recolocada a questão inicial, que emerge inventada de outros modos no processo desta escrita: quem inventa matemática na escola?


Palavras-chave


Matemática; Sala de aula; Currículo; Problema

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/1981-1322.2016v11nespp297

Indexadores, diretórios e base de dados:

                                                                     

 

REVEMAT: R. Eletr. Educ. Mat., UFSC/MTM/PPGECT, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 1981-1322.
 
 

 Licença Creative Commons
Está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.