Entrevista com Luise Von Flotow.

Autores

  • Luciana Wrege Rassier Universidade Federal de Santa Catarina
  • Rosvitha Friesen Blume Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7968.2011v2n28p251

Resumo

Luise von Flotow, de dupla cidadania – canadense e alemã, é professora e atual diretora da School of Translation and Interpretation da Universidade de Ottawa, Canadá. Suas principais áreas de interesse são as influências políticas e ideológicas na tradução, especialmente questões de gênero; tradução audio-visual, dublagem e legendagem; tradução literária como diplomacia pública. A pesquisadora atua também como tradutora literária do alemão e do francês para o inglês, havendo traduzido diversas obras de escritoras alemãs (Christa Wolf, Herta Müller, Ulrike Meinhof), e algumas de escritores (Thomas Brasch, Martin Walser), das escritoras do Québec France Theoret, Anne Dandurand, Claire Dé, Hélène Rioux, Madeleine Ouellette-Michalska, de várias autoras do Leste Europeu, além de textos teóricos sobre tradução. Possui uma vasta lista de publicações de livros, artigos e capítulos de livros na área dos Estudos da Tradução. Um livro de grande destaque foi Translation and Gender, publicado em 1997, traduzido na China e na República Tcheca. Agora ela acaba de lançar o livro Translating Women, que reúne artigos de diversos teóricos e teóricas dos Estudos da Tradução em torno das mais recentes pesquisas realizadas na interface Estudos de Gênero/Feministas e Estudos da Tradução. Foi professora visitante em universidades de diversos países ao redor do mundo: Espanha, Noruega, Chile, Argentina, México, Áustria, Portugal, Irã, Equador, Estados Unidos, Brasil. Sua viagem para a América Latina neste ano tem como objetivo divulgar e encontrar parcerias para um amplo projeto de pesquisa que está sendo realizado pelas universidades de Ottawa e de Concórdia.

Downloads

Publicado

2011-12-15

Edição

Seção

Entrevistas