Contraponto métrico e semantização da forma num poema de Fernando Pessoa

Autores

  • Paulo Henriques Brito Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7968.2014v3nespp145

Palavras-chave:

Contraponto métrico, versificação portuguesa, Fernando Pessoa

Resumo

Recorrendo à noção de contraponto métrico desenvolvida em trabalho anterior, o autor demonstra a existência de uma densa estrutura métrica no poema “Pierrot bêbado” de Fernando Pessoa, que pode ser analisada como consistindo em dois níveis em relação de contraponto. Além disso, mostra-se também que o contraponto métrico interage com o plano do sentido do poema, na medida em que o personagem mencionado no título se manifesta no corpo do poema essencialmente através de uma inversão de termos na relação de contraponto.

Biografia do Autor

Paulo Henriques Brito, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro

Formação em Língua Inglesa e Portuguesa, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Mestrado em Letras, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Título de Notório Saber, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Professor associado da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil. E-mail: phbritto@hotmail.com

Downloads

Publicado

2014-10-30