Galbraith, Robert. O Chamado do Cuco. Tradução de Ryta Vinagre. Rio de Janeiro: Rocco, 2013.

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7968.2020v40n3p250

Palavras-chave:

Tradução, Resenha crítica, Robert Galbraith

Resumo

A presente resenha tem por objetivo avaliar a tradução de marcas de oralidade no romance policial britânico The Cuckoo’s Calling (2013), de Robert Galbraith, traduzido no Brasil por Ryta Vinagre, sob o título O Chamado do Cuco (2013). Para tanto, buscar-se-á realizar uma revisão acerca de importantes aspectos teóricos concernentes à noção de norma padrão, culta e variação oral, bem como à representação literária dessas formas de expressão. Em seguida, serão analisados excertos escolhidos do original da referida obra e comparados com as suas respectivas traduções, avaliando-se em especial o tratamento concedido às marcas de oralidade.

Biografia do Autor

Winston Carlos Martins Junior, Universidade Federal Fluminense, Niterói, Rio de Janeiro,

Mestre em Estudos da Linguagem pela Universidade Federal Flumiinense (UFF). Doutorando em Estudos da Linguagem pela UFF. Graduando em Filologia Alemã e Estudos Portugueses e Brasileiros na Georg-August-Universität Göttingen. Bacharel em Direito pela Universidade Federal de Uberlândia.

Referências

Amorim, Lauro Maia. “A variação linguística em traduções de ‘alta literatura’ e de best-sellers de ficção popular”. Tradterm. v. 31, (2018): 136-163, 17/10/2018. SIBiUSP. https://doi.org/10.11606/issn.2317-9511.v31i0p136-163. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/tradterm/article/view/150088/148004.

Bagno, Marcos. “A realidade falseada”. Gramática pra que te quero?: os conhecimentos linguísticos nos livros didáticos de português, Marcos Bagno (Org). Curitiba: Aymará, 2010. pp. 114-183.

Galbraith, Robert (a). The Cuckoo’s Calling. Nova York: Mulholland Books, 2013.

Galbraith, Robert (b). O Chamado do Cuco. Tradução de Ryta Vinagre. Rio de Janeiro: Rocco, 2013.

Rosa, Alexandra Assis. “Translating orality, recreating otherness”. Translation Studies, v. 8, n. 2, (2015): 209-225. Informa UK Limited. http://dx.doi.org/10.1080/14781700.2015.1017833.

Downloads

Publicado

2020-09-11