A concepção de licenciandos sobre a biossegurança na atuação docente para o ensino prático de ciências e biologia

Kênio Erithon Cavalcante Lima

Resumo


A Biossegurança define parâmetros e orientações necessárias a todos os níveis de educação quando da realização de atividades práticas experimentais em laboratório e em campo na área das Ciências Naturais, minimizando riscos de acidentes ao se manipular animais, objetos perfurocortantes e substâncias tóxicas. Para conhecermos as concepções de futuros professores de Ciências e Biologia à aplicação da Biossegurança, analisamos mapas conceituais e respostas a questionamentos referentes aos cuidados e alternativas em atividades práticas experimentais. Constatamos que são orientações pouco exploradas em suas formações, carecendo ampliá-las ainda na formação ou através de manuais que discutam e orientem professores e alunos da Educação Superior e/ou Básica aos cuidados que minimizem riscos de acidentes e proponham alternativas nas atividades práticas experimentais de ensino.


Palavras-chave


Atividade prática de ensino; Mapas conceituais; Riscos de acidentes

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.5007/1982-5153.2017v10n1p97

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Alexandria: R. Educ. Ci. Tec., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 1982-5153

Licença Creative Commons

Está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.