Programas de ensino e manuais escolares como fontes para estudo da constituição da matemática para ensinar

Autores

  • Wagner Rodrigues Valente Universidade Federal de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.5007/1982-5153.2019v12n2p51

Palavras-chave:

Formação de professores, Matemática, Saber profissional, Manual escolar, Programa de ensino

Resumo

Este texto aborda o tema da matemática na formação de professores dos primeiros anos escolares, hoje denominados Ensino Fundamental I. Trata do assunto considerando que, em meio ao conjunto de saberes profissionais do professor dos primeiros anos escolares, historicamente vem sendo elaborada uma matemática para ensinar articulada a uma matemática a ensinar. A matemática para ensinar revela-se como um saber profissional, uma matemática para o exercício da docência, uma ferramenta de trabalho do professor para ensinar matemática. E, se assim é, por hipótese teórica, a pergunta mobilizadora do artigo pode ser enunciada como: no uso dos programas de ensino e de manuais escolares como fontes de pesquisa, como caracterizar a matemática para ensinar? Consideram-se como aportes teórico-metodológicos os estudos sócio-históricos que vêm sendo desenvolvidos pela Equipe de Pesquisa de História Social da Educação – ERHISE, da Universidade de Genebra. Na conclusão do estudo, pontuam-se elementos importantes para o desenvolvimento de pesquisas que buscam caracterizar o saber profissional do professor que ensina matemática.

Biografia do Autor

Wagner Rodrigues Valente, Universidade Federal de São Paulo

Professor Livre Docente do Departamento de Educação da Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade Federal de São Paulo. Coordenador do GHEMAT-SP (www.ghemat.com.br).

Referências

BOUTAN, P. Progression et programme d’etudes en langue maternelle dans l’enseignement primaire à la fin du XIXe. siècle. In: COSTE, D.; VÉRONIQUE, D. (Coord.) La notion de progression. ENS Éditions: École Normale Supérieure Lettre et sciences humaines. Lyon, 2000. p. 71-80.

BÚRIGO, E. Z.; RIOS, D. F.; FISCHER, M. C. B. Saberes matemáticos na escola primária do Rio Grande do Sul: permanências e mudanças nas prescrições dos ensinamentos In: COSTA, D.A.; VALENTE, W.R. (orgs.) Saberes matemáticos no curso primário: o que, como e por que ensinar? São Paulo: LF Editorial/GHEMAT/CAPES/CNPq, 2014. p. 149-168.

CHARTIER, R. A “nova” História Cultural. In A.V.M. Garnica (org.) Pesquisa em História da Educação Matemática no Brasil – sob o signo da pluralidade. São Paulo: LF Editorial, 2016.

CHERVEL, A. História das disciplinas escolares: reflexes sobre um campo de pesquisa. Teoria & Educação. Porto Alegre: Panonica, 2, 1990. p. 177-229.

CHOPPIN, A. Le rôle des manuels. In: COSTE, D.; VÉRONIQUE, D. (Coord.) La notion de progression. ENS Éditions: École Normale Supérieure Lettre et sciences humaines. Lyon, 2000. p. 81-86.

COSTA, D. A. Os programas de ensino dos Grupos Escolares catarinenses: um estudo sobre a aritmética escolar, 1910-1946. IN: COSTA, D.A.; VALENTE, W.R. (orgs.) Saberes matemáticos no curso primário: o que, como e por que ensinar? São Paulo: LF Editorial/GHEMAT/CAPES/CNPq, 2014. p.169-190.

LEME DA SILVA, M. C.; FRIZZARINI, C. B.; OLIVEIRA, M. A. A matemática dos primeiros anos de ensino e a circulação do método intuitivo nos livros didáticos. In: MENDES, I.A.; VALENTE, W.R. (orgs.) A matemática dos manuais escolares – Curso Primário, 1890-1970. São Paulo: LF Editorial/GHEMAT/CAPES/CNPq, 2017. p. 11-68.

OLIVEIRA, M. A. A aritmética escolar e o método intuitivo: um novo saber para o curso primário (1870-1920). Tese (Doutorado em Ciências). UNIFESP: Programa de Pós-Graduação em Educação e Saúde na Infância e na Adolescência, 2017a.

OLIVEIRA, M. C. A.; FISCHER, M. C. B.; SILVA, M. I. R. Os manuais pedagógicos e a formação de professores que ensinavam matemática no curso primário. In: MENDES, I. A.; VALENTE, W. R. (orgs.) A matemática dos manuais escolares – Curso Primário, 1890-1970. São Paulo: LF Editorial/GHEMAT/CAPES/CNPq, 2017b. p. 109-150.

PINHEIRO, N. V. L. A aritmética sob medida: a matemática em tempos da pedagogia científica. Tese (Doutorado em Ciências). UNIFESP: Programa de Pós-Graduação em Educação e Saúde na Infância e na Adolescência, 2017.

SANT’ANA, C. C. Saberes elementares de matemática na Bahia: currículos e programas de ensino (1895-1925). In: COSTA, D.A.; VALENTE, W.R. (orgs.) Saberes matemáticos no curso primário: o que, como e por que ensinar? São Paulo: LF Editorial/GHEMAT/CAPES/CNPq, 2014. p. 19-36.

SANTOS, I. B. Saberes elementares matemáticos para o curso primário em Sergipe, 1911-1924. In: COSTA, D.A.; VALENTE, W.R. (orgs.) Saberes matemáticos no curso primário: o que, como e por que ensinar? São Paulo: LF Editorial/GHEMAT/CAPES/CNPq, 2014. p. 233-256.

Downloads

Publicado

2019-11-29

Edição

Seção

Artigos