A cobertura de ciência para crianças: um estudo de caso em dois jornais brasileiros

Ana Catarina Chagas de Mello Freire, Luisa Massarani

Resumo


O objetivo deste trabalho é investigar como se dá a cobertura de ciência em suplementos infantis de jornais impressos no Brasil. Selecionamos os jornais O Globo e Folha de S. Paulo, os dois principais jornais de elite do país, com seus suplementos Globinho e Folhinha, respectivamente. Nossa análise incluiu os textos com temática científica publicados ao longo de um ano (2008), num total de 314. Após a análise dos textos e imagens que formam o corpus da pesquisa, realizamos entrevistas com editores e repórteres dos dois suplementos para esclarecer os processos de produção do material estudado. Os resultados apontam que os dois suplementos, embora não sejam especializados em ciência, constituem importantes veículos de divulgação científica para o público infantil, destacando-se, sobretudo, as ciências biológicas e humanas. Ambos assumem como missão apresentar os temas científicos de forma desafiadora e que desperte a curiosidade das crianças, sem tratar os conteúdos de maneira excessivamente simplória. Porém, raramente apresentam aos leitores os riscos e questões controversas da ciência, que poderiam suscitar um debate mais profundo acerca das pesquisas científicas.

 

   


Palavras-chave


Divulgação científica; Jornalismo científico; Público infantil

Texto completo:

PDF/A


DOI: http://dx.doi.org/10.5007/%25x

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Alexandria: R. Educ. Ci. Tec., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 1982-5153

Licença Creative Commons

Está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.