Articulações entre a investigação temática e a abordagem relacional: uma concepção crítica das relações sociedade-natureza no currículo de ciências

Juliana Rezende Torres, Edmundo Carlos de Moraes, Demétrio Delizoicov

Resumo


Este trabalho apresenta mediante uma reflexão teórica, estratégias de educação em ciências como formas de enfrentamento da crise contemporânea. O fato de a temática ambiental ser predominantemente compreendida a partir de uma perspectiva naturalista, de modo que as concepções fragmentadas de mundo acabam por ser reproduzidas, foi o que impulsionou a articulação entre as dinâmicas de Investigação Temática (FREIRE, 1987) e de Abordagem Relacional (MORAES, 2004) na busca por contribuir com estratégias que permitam a construção de concepções de mundo que integrem sociedade e natureza, no âmbito do campo de pesquisa em educação ambiental. A principal estratégia constitui-se na articulação das dimensões local e global durante o desenvolvimento de uma Abordagem Relacional ao longo da dinâmica de Investigação Temática, ou seja, de estruturação de currículos críticos. Por fim, apresentam-se pressupostos que subsidiem a escolha de critérios para a estruturação de currículos voltados à formação de sujeitos críticos

Palavras-chave


Educação em ciências; Currículo; Educação ambiental; Investigação temática; Abordagem relacional

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Alexandria: R. Educ. Ci. Tec., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 1982-5153

Licença Creative Commons

Está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.