A adaptação cinematográfica de Uma Tragédia Americana e Otelo em Match Point

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8026.2017v70n1p161

Palavras-chave:

Woody Allen, Theodore Dreiser, Sergei Eisenstein, Ópera, Cinema e Guerra

Resumo

O artigo retoma o histórico das adaptações cinematográficas do romance Uma Tragédia Americana (1925), de Theodore Dreiser, recuperando as discussões sobre a cena do afogamento. Os estudos de Sergei Eisenstein sobre o uso do monólogo interior no cinema e o comentário de Bertolt Brecht a respeito da trilha sonora na adaptação do romance de Dreiser oferecem importante ponto de entrada para a análise do filme Match Point (2005), de Woody Allen. Em Match Point, o uso da trilha sonora, notadamente a colagem com a ópera Otelo (1887), de Giuseppe Verdi, permite que o espectador reflita sobre as possibilidades narrativas da adaptação para o cinema.

Biografia do Autor

Ana Paula Bianconcini Anjos, Universidade de São Paulo

Ana Paula Bianconcini Anjos é professora da área de Inglês do Departamento de Letras Modernas na Universidade de São Paulo. Possui doutorado e mestrado em Estudos Linguísticos e Literários em Inglês pelo mesmo departamento.

Referências

ANJOS, Ana Paula Bianconcini. Capital financeiro e empreendedorismo: considerações sobre o sujeito contemporâneo em Match Point, de Woody Allen. 2010. Dissertação (Mestrado em Estudos Linguísticos e Literários em Inglês) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010. Disponível em http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8147/tde-20092010-143226/. Acesso em 2015-08-13.

ASSIS, Machado de. “Dom Casmurro”. In: Obras completas – vol.1. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2004.

BRECHT, Bertolt (1898-1956). “Texts and Fragments on the Cinema (1919-1955)”. In: Brecht on film and radio – transl. and edited by Marc Silberman. Rayleigh, Essex: Methuen, 2000.

_____. Brecht on theatre: the development of an aesthetic; trad. e edit. John Willett. Nova Iorque: Hill and Wang, 1977.

CALDWELL, Helen. Otelo brasileiro de Machado de Assis: um estudo de Dom Casmurro / Helen Caldwell; trad. Fábio Fonseca de Melo. São Paulo: Ateliê Editorial, 2008.

CLÉMENT, Catherine. A ópera ou a derrota das mulheres. Rio de Janeiro: Rocco, 1993.

DONIZETTI, Gaetano. O Elixir do Amor / tradução Manuel Rosa. Lisboa: Série Óperas Imortais, Editorial Notícias, 198?, pp.24-25.

DREISER, Theodore. An American tragedy (1925). New York: Signet Classic, 2000.

EISENSTEIN, Sergei. “Sirva-se!” [1932]. In: A forma do filme. Apresentação, notas e revisão técnica de José Carlos Avelar; tradução de Teresa Otoni. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2002.

KOBBÉ, Gustave. O livro completo da ópera. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 1997, pp.261-263.

SINFIELD, Alan. “Cultural materialism, Othello, and the politics of plausibility”. In: Faultlines: cultural materialism and the politics of dissent teading. Berkeley: University of California Press, 1992.

XAVIER, Ismail. “O olhar e a voz: a narração multifocal do cinema e a cifra da História em São Bernardo”. In: Literatura e Sociedade, São Paulo, v. 2, pp. 126-138, 1997.

WILLIAMS, Raymond. Tragédia moderna. São Paulo: Cosac Naify, 2002.

Downloads

Publicado

2017-01-27

Edição

Seção

Artigos