Mediação cultural e apropriação da informação em bibliotecas públicas

Alessandro Rasteli, Lídia Eugênia Cavalcante

Resumo


http://dx.doi.org/10.5007/1518-2924.2014v19n39p43

Reconhecer a existência de dispositivos (bibliotecas) como produtores de sentido é também verificar as ações de mediação cultural como atos de significação, vivenciados com modos de interação entre diferentes experiências culturais. As ações de mediação são compreendidas como práticas socioculturais e processos afirmativos de sujeitos na construção de sentidos, remetendo-se a produção e recepção de bens simbólicos e os dispositivos culturais como espaços de apropriação. Dessa forma, tem por objetivo a reflexão de mediações culturais (focando-se nas práticas de leitura) em ambientes socioculturais, especificamente em bibliotecas públicas, tendo em vista apreender aspectos conceituais e metodológicos próprios a processos de mediação e apropriação cultural.


Palavras-chave


Mediação cultural – biblioteca pública; Apropriação cultural; Bibliotecário – mediador da leitura; Incentivo à leitura

Texto completo:

PDF-A

Referências


ALMEIDA, M. A. Informações e mediações: considerações em torno de Latour e Becker. In: SEGUNDO, J. E. S.; SILVA, M. R.; MOSTAFA, S. P. (Orgs.) Os pensadores e a Ciência da Informação. Rio de Janeiro: E-papers, 2012.

ALMEIDA JR., O. F. Mediação da informação e múltiplas linguagens. Pesq. Bras. Ci. Inf., Brasília, v. 2, n. 1, p. 89-103, jan./dez.2009.

ALMEIDA JR., O. F.; BORTOLIN, Sueli. Mediação da informação e da leitura. In: SILVA, T. E. da. (Org.) Interdisciplinaridade e transversalidade em Ciência da Informação. Recife: Néctar, 2008.

BARRETO, A. M. O papel das instituições brasileiras de leitura na formação de leitores. Revista da Faced, n. 8, 2004.

BELLUZZO, R. C. B. Construção de mapas: desenvolvendo competências em informação e comunicação. 2 ed. Bauru: Cá entre nós, 2007.

BORTOLIN, S. Mediação oral literária: a voz dos bibliotecários lendo ou narrando. 2010. 232 f. Tese (Doutorado em Ciência da Informação). Marília: Faculdade de Filosofia e Ciências, Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação, Marília.

CABRAL, A. M. R. Ação cultural: possibilidades de atuação do bibliotecário. In: VIANNA, Márcia Milton; CAMPELLO, Bernadete; MOURA, Victor Hugo Vieira. Biblioteca escolar: espaço de ação pedagógica. Belo Horizonte: EB/UFMG, 1999. p. 39-45. Seminário promovido pela Escola de Biblioteconomia da Universidade Federal de Minas Gerais e Associação dos Bibliotecários de Minas Gerais,1998, Belo Horizonte.

CASTRO FILHO, C. M. Roger Chartier e práticas de leitura: uma abordagem para o campo da informação. In: SEGUNDO, J. E. S.; SILVA, M. R.; MOSTAFA, S. P. (Orgs.) Os pensadores e a Ciência da Informação. Rio de Janeiro: E-papers, 2012.

CAVALCANTE, L. E.; FEITOSA, L. T. Bibliotecas comunitárias: mediações, sociabilidades e cidadania. Liinc em Revista, v.7, n.1,março 2011, Rio de Janeiro, p. 121 – 130. Disponível em . Acesso em: 26 de jan. 2012.

CHARTIER, R. A aventura do livro: do leitor ao navegador: conversações com Jean Lebrun. São Paulo: Imprensa Oficial; UNESP, 1999.

DANTAS, J. G. D. Teoria das mediações culturais: uma proposta de Jesús Martín-Barbero para o estudo de recepção. In: CONGRESSO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO NA REGIÃO NORDESTE, 10., 2008, São Luís. Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação. Disponível em: . Acesso em 03 de fev. 2013.

DAVALLON, Jean. A mediação: a comunicação em processo? Prisma - Revista de Ciências da Informação e da Comunicação n.4/jun 2003. Disponível em:. Acesso em 25 de jan. 2013.

FERREIRA, S. P. A.; DIAS, M. da G. B. B. A leitura, a produção de sentidos e o processo inferencial. Psicologia em Estudo, Maringá, v. 9, n. 3, p. 439-448, set./dez. 2004.

GUARALDO, T. de S. B.; ALMEIDA-JUNIOR, O. F. DE. Leitura, informação e conhecimento: notas sobre a leitura de jornal. In: VALENTIM, Marta L. P. (Org.) Gestão, mediação e uso da informação. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2010.

FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler. São Paulo: Moderna, 2003. (Coleção palavra da gente; v. 1)

MARTINS, Maria H. O que é leitura. 11 ed. São Paulo: Brasiliense, 1989. (Coleção Primeiros Passos)

MARTINS, A. M. L. Mediação: reflexões no campo da Ciência da Informação. 2010. 253 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação). Belo Horizonte: Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Ciência da Informação, Belo Horizonte.

NÓBREGA, N. G. No espelho, o Trickster. In: SANTOS, Fabiano dos; MARQUES NETO, J. C.; ROSING, Tania M. K. Mediação de leitura: discussões e alternativas para a formação de leitores. São Paulo: Global, 2009.

OLIVEIRA, A. L. A mediação da informação como experiência de negociação de sentidos. Tendências da Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação, v. 4, n. 1, 2011.

PERROTTI, E; PIERRUCINI, I. Saberes e fazeres na contemporaneidade. In: LARA, M.; FUJINO, A.; NORONHA, D. P. (Org.) Informação e contemporaneidade: perspectivas. Recife: Néctar, 2007. Disponível em: . Acesso em: 23 de fev. 2013.

SANTAELLA, L. Matrizes da linguagem e pensamento: sonora, visual, verbal: aplicações na hipermídia. São Paulo: Iluminuras: FAPESP, 2001.

TEIXEIRA COELHO. Dicionário crítico de política cultural: cultura e imaginário. 2 ed. São Paulo: Iluminuras, 1999.




DOI: https://doi.org/10.5007/1518-2924.2014v19n39p43



Direitos autorais 2014 Alessandro Rasteli, Lídia Eugênia Cavalcante

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Enc. Bibli: R. Eletr. Bibliotecon. Ci. Inf., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 1518-2924.

Conteúdos do periódico licenciados sob uma Licença Creative Commons 4.0 By  (mais informação)