Estudo de gráficos da cinemática através do jogo batalha naval e de atividades robóticas

Autores

  • Luiz Antonio Dworakowski Universidade Federal do Pampa, Bagé
  • Pedro Fernando Dorneles Universidade Federal do Pampa, Bagé
  • Ângela Maria Hartmann Universidade Federal do Pampa, Caçapava do Sul

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7941.2018v35n2p532

Palavras-chave:

Ensino Médio, Gráficos em Cinemática, Ensino de Física, Robótica

Resumo

A experiência didática descrita e analisada neste artigo foi desenvolvida em uma escola estadual do município de Candiota, RS, no formato de dois módulos didáticos, contendo atividades para a introdução ao ensino do plano cartesiano e de gráficos de Cinemática. No primeiro módulo, enfatizou-se o estudo de coordenadas cartesianas, utilizando o jogo batalha naval e a construção de um plano cartesiano no pátio da escola. No segundo módulo, abordou-se a elaboração e a interpretação de gráficos em Cinemática, com ênfase no emprego de tecnologias computacionais, fazendo uso da plataforma Arduino para construção de carrinhos automatizados e de um aparato utilizando sensor de posição. A experiência didática foi realizada à luz das orientações curriculares descritas em documentos oficiais de ensino e alicerçada na teoria de aprendizagem significativa de Ausubel. A intervenção foi desenvolvida em duas turmas de 1º ano do Ensino Médio e os resultados, a partir de análises estatísticas (nível de significância estatística inferior a 0,01) e categorias qualitativas, evidenciaram que as atividades propostas constituem uma possibilidade eficaz para introdução ao estudo de gráficos, especialmente da Cinemática. Durante a intervenção, os alunos desenvolveram habilidades para localizar pontos no plano cartesiano, coletar e representar de forma adequada, em tabelas, dados de tempo e deslocamento, bem como construir gráficos do movimento. Além disso, os alunos demonstraram capacidade para interpretar e analisar dados de tempo, deslocamento e velocidade constantes em gráficos do movimento uniforme e reproduzir esse movimento através de um carrinho automatizado e de um sensor de movimento.

Biografia do Autor

Luiz Antonio Dworakowski, Universidade Federal do Pampa, Bagé

Professor de Física do Ensino Médio em escola pública da SEDUC/RS. Mestre em Ensino de Ciências pelo Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências da Universidade Federal do Pampa (campus Bagé/RS). Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Católica de Pelotas (2000), especialização em Gerenciamento Ambiental pela Universidade Luterana do Brasil (2004) e especialização em Educação Ciência e Tecnologia pela Universidade Federal do Pampa (2010). Tem experiência na área das Ciências da Natureza, com ênfase no Ensino de Física, atuando em temas que envolvam atividades computacionais e experimentais. 

Pedro Fernando Dorneles, Universidade Federal do Pampa, Bagé

Professor associado da Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA), campus Bagé edocente dos cursos de Licenciatura em Física, Mestrado Profissional em Ensino de Ciências e Mestrado Acadêmico em Ensino.

Ângela Maria Hartmann, Universidade Federal do Pampa, Caçapava do Sul

Professora adjunta da Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA), campus Caçapava do Sul, e docente dos Cursos de Ciências Exatas, Licenciatura e do Mestrado Profissional em Ensino de Ciências.

Downloads

Publicado

2018-09-14

Edição

Seção

Relatos e propostas de experiências didáticas