Identidade pedagógica e curricular da Educação Física escolar: territórios de reconhecimento e legitimidade no Instituto Federal Catarinense

Paulo Fernando Mesquita Junior, Juares da Silva Thiesen

Resumo


O presente trabalho trata-se de um estudo realizado, no âmbito do Instituto Federal Catarinense (IFC), sobre o movimento de constituição da identidade pedagógica e curricular da Educação Física (EF) e sua legitimidade. O problema de pesquisa ficou sintetizado na seguinte questão: como vem sendo constituída a identidade pedagógica e curricular da EF no âmbito do IFC? Caracteriza-se como um trabalho de caráter qualitativo, de base exploratória e estudo de caso. Os principais procedimentos para a obtenção das informações foram: análise documental, observação participante e entrevistas semiestruturadas. Dentre os achados da pesquisa, em síntese, concluiu-se que a constituição da identidade pedagógica e curricular da EF no âmbito do Instituto Federal Catarinense vem sendo configurada nos processos relacionais, nas representações sociais, na ação pedagógica e curricular, no reconhecimento social dos seus princípios e códigos e no próprio movimento que esta pesquisa produziu no interior do campus Sombrio.


Palavras-chave


Educação Física Escolar; Prática Pedagógica; Currículo; Identidade

Texto completo:

PDF/A

Referências


BARBOSA, Claudio L. de Alvarengua. Educação Física Escolar: as representações sociais. Rio de Janeiro: Shape, 2001.

BRACHT, Valter. Educação Física e aprendizagem social. Porto Alegre: Magister, 1997.

______________. Educação Física: a busca da autonomia pedagógica. Rev. da Fundação de Esporte e Turismo, 1(2), 12-19, 1989.

______________. Mas, afinal, o que estamos perguntando com a pergunta “o que é Educação Física”. Rev. Movimento, Ano 02, n.2, p.1-8, junho/1995.

_______________. Identidade e Crise da Educação Física: um enfoque epistemológico. In: BRACHT, Valter; CRISORIO, Ricardo. A Educação física no Brasil e na Argentina: identidade, desafios e perspectivas. Campinas/SP: Autores Associados; Rio de Janeiro: PROSUL, 2003.

BRACHT, Valter; RODRIGUES, Leonardo Lima. As culturas da Educação Física. Rev. Bras. Cienc. Esporte, Campinas, v. 32, n. 1, p. 93-107, setembro 2010.

BRACHT, Valter; FARIA, Bruno de Almeida; MACHADO, Thiago da Silva. A inovação e o desinvestimento pedagógico na Educação Física escolar: uma leitura a partir da teoria do reconhecimento social. Rev. Motriz, Rio Claro, v.18, n.1, p.120-129, jan./mar. 2012.

CAPARRÓZ, Francisco Eduardo. Parâmetros Curriculares Nacionais de Educação Física: “o que pode ser que não é o que não pode ser que não é”. In: BRACHT, Valter; CRISORIO, Ricardo. A Educação física no Brasil e na Argentina: identidade, desafios e perspectivas. Campinas/SP: Autores Associados; Rio de Janeiro: PROSUL, 2003.

CASTELLANI FILHO, Lino. Educação Física no Brasil: A história que não se conta. 12. ed. Campinas/SP: Papirus. 2006.

CHERVEL, André. História das disciplinas escolares: reflexões sobre um campo de pesquisa. Rev. Histoire de l´éducation, nº. 38, p. 61-119, maio de 1988. Tradução de Guacira Lopes Louro.

COLETIVO DE AUTORES. Metodologia do ensino de educação física / coletivo de autores. São Paulo: Cortez, 1992.

CUNHA, Maria Isabel da. Os conceitos de espaço, lugar e território nos processos analíticos da formação dos docentes universitários. Rev. Educação Unisinos, São Leopoldo, v.12, nº 3, 182-186, setembro/dezembro 2008.

DA COSTA, Lamartine P. Formação Profissional em Educação Física, esporte e lazer no Brasil: memória, diagnóstico e perspectivas. Blumenau: Ed. FURB, 1999. 243p.

DARIDO, Suraya Cristina. Educação Física na escola: questões e reflexões. Araras/SP: Gráfica e Editora Topázio, 1999.

DIECKERT, Jürgen. Uma retrospectiva de (meus) 30 anos de atividade de Assessor, de magistério e de pesquisa na formação de professores de Educação física no Brasil. In: STRAMANN, Reiner Hildebrant; TAFFAREL, Celi Zulke. Currículo e educação física: formação de professores e prática pedagógica nas escolas. Ijuí: Ed. Unijuí, 2007. 472p.

FARIA, Bruno de Almeida; MACHADO, Thiago da Silva; BRACHT, Valter. A inovação e o desinvestimento pedagógico na Educação Física escolar: uma leitura a partir da teoria do reconhecimento social. Rev. Motriz, Rio Claro, v.18 n.1, p.120-129, jan./mar. 2012.

FERRAZ, Osvaldo Luiz; CORREIA, Walter Roberto. Teorias curriculares, perspectivas teóricas em Educação Física Escolar e implicações para a formação docente. Rev. Bras. Educ. Fís. Esporte, São Paulo, v.26, n.3, p.531-540, jul./set. 2012.

FIGUEIREDO, Zenólia Christina Campos. Formação Docente, Currículo e Saber. In: CAPARRÓZ, Francisco Eduardo. Educação física escolar: política, investigação e intervenção. Vol.1. Vitória/ES: PROTEORIA, 2001.

FLICK, Uwe. Introdução à pesquisa qualitativa. Tradução Joice Elias Costa. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, 2009. 405 p.

FONTE, Sandra Soares Della. O passado em agonia: da criação de reducionismos ou sobre como matar a historicidade. In: CAPARRÓZ, Francisco Eduardo. Educação física escolar: política, investigação e intervenção. Vol.1. Vitória/ES: PROTEORIA, 2001.

JANUÁRIO, Carlos. O Desenvolvimento Profissional: a aprendizagem de ser professor e o processo de rotinização das decisões préinterativas em professores de Educação Física. In: NASCIMENTO, Juarez Vieira do; FARIAS, Gelcemar Oliveira, organizadores. Construção da Identidade Profissional em Educação Física: da formação à intervenção. Florianópolis: Ed. Da UDESC, 2012.

KRÜGER, Leonardo Germano. As concepções de formação profissional da licenciatura em Educação Física: trajetórias docentes e suas perspectivas contributivas. Santa Maria: Universidade Federal de Santa Maria, 2007. Dissertação (Mestrado) Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Educação, Programa de Pós-graduação em Educação, 2007.

KUNZ, Elenor. Educação Física: ensino e mudanças. 2. ed. Ijuí: UNIJUÍ, 2001a. p.208(Coleção Educação Física)

_____________. Transformação didático-pedagógica do esporte. 4. ed. Ijuí: UNIJUÍ, 2001b. p.160(Coleção Educação Física)

LUDKE, Menga; ANDRE, Marli E. D. A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986. 99p.

LOVISOLO, Hugo. Mas, afinal, o que é Edu-cação Física?: a favor da mediação e contra os radicalismos. Rev. Movimento, Ano 2, N. 2. Junho/95. Edição Especial.

_________________. Hegemonia e legitimidade nas ciências dos esportes. Rev. Motus Corporis, Rio de Janeiro, v.3, n.02, p.51-72, dez. 1996.

MARQUES, Mário Osório. A formação do profissional da educação. Ijuí: Ed. UNIJUÍ, 2000.

MEDINA, João Paulo Subirá. A Educação Física cuida do corpo...e “mente”: bases para a renovação e transformação da Educação Física. 12. ed. Campinas/SP: Papirus, 1994.

MINAYO, Maria Cecilia de Souza; DESLANDES, Suely Ferreira; GOMES, Romeu. Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 30. ed. Petrópolis: Vozes, 2011. 108p

MOLINA, Rosane Maria Kreusburg. O enfoque teórico metodológico qualitativo e o estudo de caso: uma reflexão introdutória. In: MOLINA NETO, Vicente; TRIVIÑOS, Augusto Nibaldo Silva. A Pesquisa qualitativa na educação física: alternativas metodológicas. 3. ed. Porto Alegre (RS): Ed. da UFRGS: Sulina, 2010. 176 p.

MOLINA NETO, Vicente. A prática dos professores de educação física das escolas públicas de Porto Alegre. Rev. Movimento, Porto Alegre, Ano V, N.09, p.31-46, 1998/2.

MOREIRA, Wagner Wey. Por uma concepção sistêmica na pedagogia do movimento. In: GEBARA, Ademir et al. Educação Física e esportes: perspectivas para o século XXI. 3. ed. Campinas/SP: Papirus, 1999.

MOURA, Diego Luz; ANTUNES, Marcelo Moreira; COSTA, Kamilla Ribeiro Nunes; et al. A percepção de diretores sobre a Educação Física escolar. EFDeportes.com, Revista Digital. Buenos Aires, Año 17, Nº 178, Marzo de 2013.

NASCIMENTO, Bianca Bueno do; GARCES, Solange Beatriz Billig. Educação Física ou rola bola? A percepção da comunidade escolar sobre as aulas de Educação Física. Revista Digital EFDeportes.com, Buenos Aires, Ano 17, Nº 178, Março de 2013.

NEIRA, Marcos Garcia. Ensino de Educação Física. São Paulo: Thomson Learning, 2007.

NOVOA, Antonio. Formação de professores e profissão docente. In: NOVOA, Antonio. Os professores e a sua formação. 2. ed. Lisboa: Dom Quixote, 1995. 158p. (Nova enciclopédia; 39. Coleção temas de educação, 1)

NUNES, Mario Luiz F.; RÚBIO, Kátia. O (s) Currículo (s) da Educação Física e a constituição da identidade de seus sujeitos. Rev. Currículo sem Fronteiras, v.8, n.2, p. 55-77, Jul/Dez, 2008.

OLIVEIRA, Marcus Aurelio Taborda de. Existe espaço para o Ensino de Educação Física na Escola Básica? Rev. Pensar a Prática 2, p.119-135, Jun./Jun. 1998/1999.

PAIXÃO SANTOS, L.L.C. Formação de professores e saberes docentes. In: SHIGUNOV NETO, A; BOMURA MACIEL, L.S. (org). Reflexões sobre a Formação de Professores. Campinas: Papirus, p.89-102. 2002.

PALMA, Ângela Pereira Teixeira Victoria; OLIVEIRA, Amauri Aparecido Bassoli; PALMA, José Augusto Victoria. Educação Física e a organização curricular: educação infantil, ensino fundamental, ensino médio. 2. ed. Londrina: EDUEL, 2010.

ROSARIO, Luís Fernando Rocho; DARIDO, Suraya Cristina. A sistematização dos conteúdos da educação física na escola: a perspectiva dos professores experientes. Rev. Motriz, Rio Claro, v.11, n.3, p.167-178, set./dez. 2005.

SACRISTÁN, Jose Gimeno. O Currículo: uma reflexão sobre a prática. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, 2000.

SADI, Renato Sampaio. A qualidade da Educação Física Escolar. In: CAPARRÓZ, Francisco Eduardo. Educação física escolar: política, investigação e intervenção. Vol.1. Vitória/ES: PROTEORIA, 2001.

SANCHO, Juana Maria Gil. Inovação e investigação educativa: aproximação de uma relação incerta. In: MOLINA NETO, Vicente; TRIVIÑOS, Augusto Nibaldo Silva. A Pesquisa qualitativa na educação física: alternativas metodológicas. 3. ed. Porto Alegre (RS): Ed. da UFRGS: Sulina, 2010. 176 p.

SELBACH, Simone. Educação Física e didática. Petrópolis/RJ: Vozes, 2010.

SOUZA JÚNIOR, Marcílio. O saber e do fazer pedagógicos: a educação física como componente curricular_? Isso é história. Recife: EDUPE, 1999.

______________________ . O saber e o fazer pedagógicos da Educação Física na cultura escolar: o que é um componente curricular? In: CAPARRÓZ, Francisco Eduardo. Educação física escolar: política, investigação e intervenção. Vol.1. Vitória/ES: PROTEORIA, 2001.

SOUZA JÚNIOR, Marcílio; GALVÃO, Ana Maria de Oliveira. História das disciplinas escolares e história da educação: algumas reflexões. Rev. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 31, n. 3, p. 391-408, set./dez. 2005.

SOUZA NETO, Samuel et al. A formação do profissional de Educação Física no Brasil: uma história sob a perspectiva da legislação federal no século XX. Rev. Bras. Cienc. Esporte, Campinas, v.25, n.2, p.113-128, jan. 2004.

TARDIF, Maurice. Saberes profissionais dos professores e conhecimentos universitários: Elementos para uma epistemologia da prática profissional dos professores e suas consequências em relação à formação para o magistério. Rev. Brasileira de Educação, n.13, jan/fev/mar/abr. 2000. Disponível em: . Acesso em: 15 mai de 2013.

VAZ, Alexandre Fernandez; SAYÃO, Deborah Thome; PINTO, Fabio Machado. Educação do corpo e formação de professores: reflexões de professores sobre a prática de ensino de educação física. Florianópolis, SC: Ed. da UFSC, 2002. 110p.




DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8042.2016v28n48p241



R. Motriviv., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, ISSNe: 2175-8042.

Os textos publicados na Revista Motrivivência estão licenciados com uma Licença Creative Commons de atribuição não comercial compartilhar igual: CC BY-NC-SA