A dança e o movimento tradicionalista gaúcho: entrevista com Paixão Côrtes

Autores

  • Christiane Garcia Macedo UFRGS
  • Silvana Vilodre Goellner UFRGS

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8042.2017v29n52p295

Palavras-chave:

Dança, Tradicionalismo, Rio Grande do Sul, Entrevista

Resumo

O presente texto apresenta a entrevista com João Carlos D’Ávila Paixão Côrtes, folclorista e tradicionalista de destaque no Estado do Rio Grande do Sul, sobre a inserção da dança no Movimento Tradicionalista Gaúcho. Esse Movimento teve início entre o final da década de 1940 e início da década de 1950 e é relevante para o entendimento da identidade gaúcha. A dança é inserida apenas alguns anos mais tarde, por incentivo especialmente do 35 Centro de Tradições Gaúchas e do Grupo Tropeiros da Tradição. Na entrevista, Paixão Côrtes fala dessas primeiras iniciativas para recolher e divulgar as danças gaúchas, especialmente os conjuntos artísticos que se estruturaram na época. Essa entrevista está integrada ao projeto Garimpando Memórias (CEME / ESEFID / UFRGS).

Biografia do Autor

Christiane Garcia Macedo, UFRGS

Doutoranda em Ciência do Movimento Humano (UFRGS). Universidade Federal do Rio Grande do Sul. email: chrisgmacedo@gmail.com. Endereço postal: ESEFID/UFRGS, Rua Felizardo, 750, Sala CEME, Porto ALegre, RS, Cep: 90690-200.

Silvana Vilodre Goellner, UFRGS

Doutora em Educação (Unicamp). Universidade Federal do Rio Grande do Sul. email: vilodre@gmail.com.

Downloads

Publicado

2017-09-28