O ensino do basquetebol e o espaço físico em questão: um relato de experiência a partir de uma escola pública do norte

Marcelo Marques, Nayana Ribeiro, Jeisa Colares

Resumo


O basquetebol demanda um espaço físico escolar melhor estruturado e isso parece ser um fator limitante para o desenvolvimento deste nas escolas públicas. O objetivo deste estudo foi relatar a experiência de introduzir o basquetebol a alunos de uma escola pública da periferia de Manaus que não possui quadra poliesportiva. Para tal, foi realizada uma pesquisa de abordagem qualitativa a partir de uma observação participante. Quatro aulas (teóricas e práticas) abordando o basquetebol foram propostas a 36 alunos do ensino fundamental 2. Infere-se que o basquetebol pode ser desenvolvido com os alunos da escola pública mesmo sem espaço físico apropriado. Cabe ao professor ser o agente promotor do acesso ao basquetebol escolar com uma proposta pedagógica dinâmica, além da necessidade de questionamento sobre suas normas, sentidos e suas condições de adaptação à realidade social e cultural da escola.

Palavras-chave


Basquetebol; Educação física escolar; Ensino púbico; Estrutura

Texto completo:

PDF/A

Referências


BARTHOLO, Tiago; SOARES, Antonio; SALGADO, Simone. Dilemas da disciplina no espaço escolar. Currículo sem Fronteiras, v. 11, n. 2, p. 204-220, 2011.

BETTI, Irene Conceição Rangel. Esporte na escola: mas é só isso, professor? Motriz, v. 1, n. 1, p. 25-31, 1999.

CHICATI, Karen Cristina. Motivation in Physical Education classes of senior high school grades. Revista da Educação Física/UEM, v. 11, n. 1, p. 97-105, 2008.

COSTA, Luciane Cristina Arantes et al. Educação física e esportes: motivando para a prática cotidiana. Movimento, v. 23, n. 3, p. 935-948, 2017.

DAMAZIO, Marcia Silva; SILVA, Maria Fatima Paiva. O ensino da educação física e o espaço físico em questão. Pensar a prática, v. 11, n. 2, p. 189-196, 2008.

DE ROSE, Júnior Dante; TRICOLI, Valmor. Basquetebol: uma visão integrada entre ciência e prática. Barueri, SP: Manole, 2005.

DOWDA, Marsha et al. Policies and characteristics of the preschool environment and physical activity of young children. Pediatrics, v. 123, n. 2, p. e261-6, 2009.

DUARTE, Orlando. História dos esportes. São Paulo: Senac, 2003.

FRAIHA, Ana Lívia Gorgatto et al. Avaliação da utilização do livro didático com conteúdos de Basquetebol nas aulas de Educação Física a partir da opinião de alunos. Arquivos em

Movimento, v. 12, n. 1, p. 54-64, 2016.

GALVÃO, Zenaide. Educação física escolar: a prática do bom professor. Revista Mackenzie de Educação Física e Esporte, v. 1, n. 1, p. 65-72, 2002.

GONÇALVES, Luiz Fernando et al. Mapeamento da produção do conhecimento sobre a modalidade do basquetebol nos periódicos brasileiros. Pensar a prática, v. 20, n. 3, p. 461-465, 2017.

KANTERS, Michael et al. School sport participation under two school sport policies: comparisons by race/ethnicity, gender, and socioeconomic status. Annals of Behavior Medicine, v. 45 Suppl 1, p. S113-21, 2013.

MACHADO, Nilson José. Sobre a ideia de projeto. São Paulo: Escrituras, 1997.

MAYRING, Philipp. Einführung in die qualitative Sozialforschung (Introduction to Qualitative Social Research). Weinheim: Beltz, 2002.

PAULA, Alisson Slider do Nascimento et al. O ensino da educação física e a sua infraestrutura em questão: correlação com a prática pedagógica dos professores das escolas da rede municipal de Sobral/CE. Motrivivência, n. 39, p. 57-65, 2012.

RAMOS, Valmor; GRAÇA, Amândio Braga dos Santos; NASCIMENTO, Juarez Vieira. A representação do ensino do basquetebol em contexto escolar: estudos de casos na formação inicial em educação física. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte, v. 20, n. 1, p. 37-49, 2006.

RODRIGUES, Heitor Andrade; DARIDO, Suraya Cristina. Basquetebol na escola: uma proposta didático-pedagógica. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2012.

SALGADO, Simone da Silva; SALLES, Fabiano Lange; ALVES, Cecília Fonseca Pessôa de Andrade. A educação física e os fatores estressores do cotidiano escolar: situando professores e gestores. Motrivivência, n. 39, p. 92-100, 2012.

SEVERINO, Cláudio Dedularno; GONÇALVES, Francisco José Miranda; DARIDO, Suraya Cristina. A visão dos professores quanto ao processo de ensino e de aprendizagem do basquetebol nas aulas de Educação Física: a realidade de Volta Redonda/RJ. Movimento, v. 20, n. 4, p. 1283-1304, 2014.

TAFFAREL, Celi Nelza Zulke; MACEDO, Christiane Garcia; GOELLNER, Silvana Vilodre. Espaços e equipamentos para a educação física escolar e não-escolar: entrevista com Celi Nelza Zulke Taffarel. Motrivivência, v. 24, n. 39, p. 66-75, 2012.

TAYLOR, Ian; NTOUMANIS, Nikos; STANDAGE, Martyn. A self-determination theory approach to understanding the antecedents of teachers' motivational strategies in physical education. Journal of Sports Exercise Psychology, v. 30, n. 1, p. 75-94, 2008.

TENÓRIO, Maria Cecília Marinho; TASSITANO, Rafael Miranda; LIMA, Marilia Carvalho. Conhecendo o ambiente escolar para as aulas de educação física: existe diferença entre as escolas? Revista Brasileira de Atividade Física & Saúde, v. 17, n. 4, p. 307-313, 2013.

TURATO, Egberto Ribeiro. Métodos qualitativos e quantitativos na área da saúde: definições, diferenças e seus objetos de pesquisa. Revista de Saúde pública, v. 39, p. 507-514, 2005.

VOLPATO, Ramon Dario. Propostas pedagógicas a partir da mídia para o conteúdo basquetebol. 2008. 88 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação). Faculdade de Educação Física, Universidade do Extremo Sul Catarinense, Criciúma, SC, 2009.




DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8042.2019e56328



R. Motriviv., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, ISSNe: 2175-8042.

Os textos publicados na Revista Motrivivência estão licenciados com uma Licença Creative Commons de atribuição não comercial compartilhar igual: CC BY-NC-SA