Panorama da produção científica sobre o atletismo (1990 – 2017): uma análise dos artigos científicos em três idiomas com ênfase na subárea pedagógica

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8042.2020e74034

Palavras-chave:

Atletismo, Conhecimento, Educação física

Resumo

Com o objetivo de analisar como se dispõe a produção científica sobre o atletismo, em português, inglês e espanhol sob o recorte temporal de 27 anos 1990 – 2017, com ênfase na subárea pedagógica, efetivamos uma revisão sistemática subsidiada por artigos científicos disposta em 4 bases de dados, Lilacs, Sportsdiscus, Periódicos/Capes e Scielo. Os resultados e análises foram organizados conforme as subáreas da produção do conhecimento em Educação Física: pedagógica, sociocultural e biodinâmica. Os estudos da subárea pedagógica foram classificados enquanto Educação Física escolar e não Educação Física escolar. Para Educação Física escolar, as produções foram analisadas sob a categorização de intervenção, diagnóstico/descrição e fundamentação. Os dados revelaram a maior incidência na produção científica alocada na subárea biodinâmica. Na subárea pedagógica o maior volume de produção está disposto na Educação Física escolar sob a perspectiva de estudos de intervenção.

Biografia do Autor

João Carlos Martins Bressan, Universidade do Estado de Mato Grosso

Doutorado (em andamento) em Desenvolvimento Humano e Tecnologias – UNESP.

Universidade do estado de Mato Grosso - UNEMAT

 

Fernanda Moreto Impolcetto, Universidade Estadual Paulista – UNESP

Doutora em Desenvolvimento Humano e Tecnologias Universidade Estadual Paulista – UNESP Rio Claro, São Paulo, Brasil

Referências

ABABEI, C. C. Study Regarding the Attractiveness of Track and Field Themed Lessons v. 12, n. 2, p. 164–170, 2012.

ABABEI, C. C. Study Regarding The Introduction of The Concept ”IAAF Kids' Athletics” in The Primary School in Physical Education Lessons. Gymnasium: Scientific Journal of Education, Sports & Health, p. 80-86. 2017.

ANTUNES, F. H. C. et al. Um retrato da pesquisa brasileira em Educação Física escolar : 1999 – 2003 Introdução Pedagogia da Educação Física escolar. Motriz, [s. l.], v. 11, n. 3, p. 179–184, 2005. Disponível em: http://www.rc.unesp.br/ib/efisica/motriz/11n3/11ELPa.pdf. Acesso em: 16 janeiro de 2019.

BETTI, M.; FERRAZ, O. L.; DANTAS, L. E. P. B. T. Educação Física escolar : estado da arte e direções futuras. Rev. bras. Educ. Fís. Esporte, [s. l.], v. 25, n. Número especial, p. 105–115, 2011.

BRACHT, V. et al. A Educação Física escolar como tema da produção do conhecimento nos periódicos da área no Brasil (1980-2010): parte I. Movimento, v.17, n.2, p.11-34, abr./jun. 2011.

BRONFENBRENNER, U. Bioecologia do desenvolvimento humano: tornando os seres humanos mais humanos. Porto Alegre: Artmed, 2011.

CAGLIARI, M. S. Pedagogia do Esporte e TIC: Contribuições para o ensino do handebol na Educação Física escolar. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Humano e Tecnologias) Programa de Pós Graduação do Instituto de Biociências da Universidade Estadual Paulista “Julio de Mesquita” – Campus de Rio Claro/SP, 2018.

CALDERÓN, A. et al. The effects of task organization on skill and knowledge in physical education. RICYDE. Rev. int. cienc. deporte. P. 48-59. 2013.

CAMUCI, G. C.; MATTHIESEN, S. Q.; GINCIENE, G. O jogo de videogame relacionado ao atletismo e suas possibilidades pedagógicas. Motrivivência v. 29, n. 50, p. 62-76, maio/2017.

CAPRA, F.; LUISI, P. L. A visão sistêmica da vida: Uma concepção unificada e suas implicações filosóficas, políticas, sociais e econômicas. Trad. Mayra Teruza Eichemberg. São Paulo: Cultrix, 2014.

COELHO, I.; et al. Ensinar e aprender o atletismo com o modelo de educação desportiva. Revista Portuguesa de Ciências do Desporto. 2012: p. 13-30.

DELGADO, M. F.; VALERO, A. V. CONDE, J. C. Motivación hacia la práctica del atletismo en la educación primaria en función de dos propuestas de enseñanza/aprendizaje. Retos. Nuevas tendências em Educación Física, Deporte y Recreación. 2003, nº5, p. 21-26.

FRAINER et al. Análise da produção científica sobre atletismo no Brasil: uma revisão sistemática. R. bras. Ci. e Mov 2017;25(1):199-211.

GARCÍA, J.; DURÁN J. P.; SAINZ A. Jugando al atletismo. Madrid: Real Federación Española de Atletismo. 2004.

GARFIELD, E. Dispelling a few common myths about journal citation impacts. The Scientist, v. 11, n. 3, p. 11, 1994.

GEMENTE, F. R. F.; MATTHIESEN, S. Q. Análise dos livros de atletismo: subsídio para o ensino na Educação Física escolar. Revista íbero-americana de Educação. Nº65. 2014: p. 1-12.

GEMENTE, F. R. F.; MATTHIESEN, S. Q. Formação continuada de professores: construindo possibilidades para o ensino do atletismo na Educação Física escolar. Educar em Revista, Curitiba, Brasil, n. 65, p. 183-200, jul./set. 2017.

GINCIENE, G.; MATTHIESEN, S. Q. O modelo do sport education no ensino do atletismo na escola. Movimento. Porto Alegre, v. 23, n. 2., p. 729-742, abr./jun. de 2017.

GINCIENE, G.; MATTHIESEN, S. Q. Utilizando o moodle na educação física: sobre um material didático para o ensino do atletismo. Motrivivência v. 27, n. 44, p. 109-124, maio/2015.

GÓES, F. T.; VIEIRA JUNIOR, P. R.; OLIVEIRA, P. A. S. Algumas reflexões sobre a inserção e o ensino do atletismo na Educação Física escolar. Revista Mackenzie de Educação Física e Esporte, São Paulo, v. 13, n. 1, p. 96-108, ago. 2014.

GOMES, I. S.; CAMINHA, I. de O. Guia para estudos de revisão sistemática: uma opção metodológica para as Ciências do Movimento Humano. Movimento, Porto Alegre, v. 20, n. 1, p. 395 - 411, jan. / mar. 2014.

GÓMEZ, A. C.; CALDERÓN, A. L.; VALERO, A. V. Análisis comparativo de diferentes modelos de enseñanza para la iniciación al atletismo. Agora for pe and sport Nº16 (2) mayo – agosto 2014, 104-121.

GONÇALVES, B. A. et al. O atletismo como conteúdo da Educação Física escolar nas escolas estaduais da cidade de Bocaiúva/MG. Revista Multitexto, 2017, v. 5, n. 01. P. 78-86.

GONZÁLEZ, F. J. Sistema de classificação de esportes com base nos critérios: cooperação, interação com o adversário, ambiente, desempenho comparado e objetivos táticos da ação. Revista Digital - Buenos Aires - Año 10 - N° 71 - Abril de 2004.

GOUDAS, M. et al. It Ain't What You Do, It's the Way That You Do It! Teaching Style Affects Children's Motivation in Track and Field Lessons. The Sport Psychologist, 1995, p, 254-264.

HASTIE, P. A. et al. The Development of Skill and Knowledge During a Sport Education Season of Track and Field Athletics. Research Quarterly for Exercise and Sport, p. 336–344, 2013.

HIGGINS, J.; GREEN, S. (Ed.). Cochrane Handbook for Systematic Reviews of Interventions. Version 5.1.0 [updated March 2011]: The Cochrane Collaboration, 2011. Disponível em: http://www.cochrane-handbook.org. Acesso em: 12 de dezembro de 2018.

IMPOLCETTO, F. M.; DARIDO, S. C. O " Estado da Arte " do voleibol e do voleibol na escola. Revista Brasileira de Ciências e Movimento, [s. l.], v. 24, n. 4, p. 175–186, 2016.

IORA, J. A.; MARQUES, C. L. O atletismo escolar: proposta de organização de aulas a partir da proposta crítico-emancipatória e didática comunicativa. Pensar a Prática, Goiânia, v. 16, n. 2, p. 320­618, abr./jun. 2013.

KUHLMANN JR., Moisés. Produtivismo acadêmico, publicação em periódicos e qualidade das pesquisas. Cadernos de Pesquisa, v.45, n.158, p.838-855, 2015

LECOT, F. M.; SILVEIRA, R. A. O conhecimento do conteúdo atletismo na Educação Física escolar. Cinergis. 2014: p. 129-134.

MACENA, R. H. M. Contribuição da educação física na produção de conhecimento sobre a prática de atletismo na infância e na adolescência disponível em bases virtuais. Educação Física em Revista. 2011; 5(1): 1-20.

MANOEL, E. de J.; CARVALHO, Y. M. De. Pós-graduação na educação física brasileira: a atração (fatal) para a biodinâmica. Educação e Pesquisa, [s. l.], v. 37, n. 2, p. 389–406, 2011. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-97022011000200012&lng=pt&tlng=pt. Acesso em: 16 jan. 2019.

MARQUES, C. L.; IORA, J. A. O atletismo escolar: possibilidades de objetivo, conteúdo e método em aulas de Educação Física. Movimento. Porto Alegre, v. 15, n. 02. P. 103-118, abril/junho. 2009.

MATTHIESEN, S. Q. Atletismo: teoria e prática. 2ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2017.

MATTHIESEN, S. Q.; et al. Atletismo para crianças e jovens: vivência e conhecimento. Motriz, Rio Claro, v.14 n.3, p.354-360, jul./set. 2008.

MATTHIESEN, S. Q.; FIORAVANTI, C. A. A. Atletismo para crianças e jovens: extensão, educação e ensino. Revista Mackenzie de Educação Física e Esporte – 2008, 7 (2): 103-108.

MATTHIESEN, S. Q.; SILVA, M. F. G.; SILVA, A. C. L. Atletismo na escola. Motriz, Rio Claro, v.14 n.1 p.96-104, jan./mar. 2008.

MATTHIESEN, Sara Quenzer (Org.). Atletismo se aprende na escola. Jundiaí, SP: Fontoura, 2005.

MEDINA-PAPST, J.; et al. O efeito de uma estratégia de atenção na aprendizagem do salto em distância. Motricidade, vol. 6, n. 4, p. 3-11, 2010.

MESQUITA, I.; et al. Representação dos alunos e professora acerca do valor educativo do modelo de educação desportiva numa unidade didática de atletismo. Motricidade. 2016, vol. 12, n 1, p:26-42.

MORGAN, K.. Athletics Challenges. A resource pack for teaching athletics. 2ª ed. London: Routledge. 2011

MORIN, E. Ciência com consciência. Bertrand Brasil. 2012.

MOTA e SILVA, E. V.; et al. Atletismo (ainda) não se aprende na escola? revisitando artigos publicados em periódicos científicos da educação física nos últimos anos. Movimento, v. 21, n. 4, p. 1111-1122, out./ dez., 2015.

NICOLETA, E. G. A sociological approach regarding the learning of specific track and field motor skills in primary school. g y m n a s i u m Scientific Journal of Education, Sports, and Health. P. 81-88. 2015.

O’NEIL, K.; KRAUSE, J. M. The sport education Model: a track and field unit application. Journal of Physical Education, Recreation & Dance. 2016. P.14-20.

PEREIRA, J. A; et al. Estudo comparativo entre o modelo de educação desportiva e o modelo de instrução direta no ensino de habilidades técnico-motoras do atletismo nas aulas de Educação Física. Revista Portuguesa de Ciências do Desporto. 2013: p. 29-43.

PEREIRA, J. et al. A Comparative Study of Students’ Track and Field Technical Performance in Sport Education and in a Direct Instruction Approach. Journal of Sports Science and Medicine. 2014. P. 118-127.

PETROS, B. et al. The effect of IAAF Kids Athletics on the physical fitness and motivation of elementary school students in track and field. Journal of Physical Education and Sport ® (JPES), 16(3), Art 139, pp. 883 - 896, 2016.

PRADO, V. M.; MATTHIESEN, S. Q. Para além dos procedimentos técnicos: o atletismo em aulas de Educação Física. Motriz, Rio Claro, v.13 n.2 p.120-127, abr./jun. 2007.

SÁEZ RODRÍGUEZ, G.; MONROY ANTÓN, A.J. Análisis de la enseñanza del atletismo en la escuela en la comunidad de madrid. Cultura, ciencia y deporte, vol. 5, núm. 15, 2010, p. 62

SANTOS, I. L.; MATTHIESEN, S. Q. A história do atletismo como um saber necessário às aulas de educação física: aprofundando no estudo das corridas com barreiras. Revista Mackenzie de Educação Física e Esporte – v. 12, n. 2, 2013, p. 118-129.

SCAGLIA, A. J., REVERDITO, R. S., Y GALATTI, L. R. A contribuição da pedagogia do esporte ao ensino do esporte na escola: tensões e reflexões metodológicas. In: Marinha A., Nascimento J. V. d. y Oliveira A. A. B. (Eds.). Legados do Esporte Brasileiro, 5 (45-86). Florianópolis: Ed. da UDESC. 2014.

SIEDENTOP, D. Sport education: Quality P.E. through positive sport experiences. Champaign, IL: Human Kinetics. 1994.

SILVA, J. V. P. P., SILVA, L. L. G., MOREIRA, W. W. Produtivismo na pós-graduação. Nada é tão ruim, que não possa piorar. É chegada a vez dos orientandos! Movimento. 2014; 20(4): 1423-1445

THOMAS, J. R.; NELSON, J. K.; SILVERMAN, S. J. Métodos de pesquisa em atividade física. 6. ed. Porto Alegre: Artmed, 2012.

VALERO, A. V. et al. Construcción y validación de três instrumentos para la evaluación técnica de la marcha atlética, salto de altura y lanzamiento de peso. MOTRICIDAD: European Journal Of Human Movement. 2004. p. 131-149.

VALERO, A. V. La evaluación en el modelo de enseñanza ludotécnico para la iniciación a la práctica del atletismo dentro del contexto escolar. Cultura, Ciencia y Deporte, vol. 2, núm. 5, diciembre, 2006, pp. 89-94.

VALERO, A. V. La técnica de enseñanza en el modelo ludotécnico: su aplicación a la educación física en primaria. Kronos nº 11, pp. 10-15, Enero/Junio 2007.

VALERO, A. V. Las propuestas ludotécnicas: una herramienta metodológica útil para la iniciación deportiva al atletismo en primaria. Retos. Nuevas Tendencias en Educación Física, Deporte y Recreación, núm. 10, julio-diciembre, 2006b, pp. 42-49.

VALERO, A. V., DELGADO, M.; CONDE, J. L. Motivación hacia la práctica del atletismo en la educación primaria en función de dos propuestas de enseñanza/aprendizaje. Revista de Psicología del Deporte 2009. Vol. 18, núm. 2, pp. 123-136

VALERO, A. V.; et al. Comparación de los enfoques tradicional y ludotécnico sobre la eficacia y la mejora técnica en el atletismo Motricidad. European Journal of Human Movement, vol. 14, diciembre-, 2005, pp. 119-133.

VALERO, A. V.; et al. Incidencia de los enfoques de enseñanza tradicional y ludotécnico sobre las variables relacionadas con el proceso de enseñanzaaprendizaje en la iniciación al atletismo. Apunts educación física y deportes. 2006, p.32-38.

VALERO, A. V.; GOMÉZ, M. L. Funciones y responsabilidades del profesor y los alumnos en el Modelo de Enseñanza Ludotécnico de iniciación a la práctica del atletismo. Retos. Nuevas tendencias en Educación Física, Deporte y Recreación. 2008, nº 13, pp. 15-18.

VALERO, A. V.; GOMÉZ, M. L. Las tareas de aprendizaje en la iniciación al atletismo através del modelo de enseñanza ludotécnico. Año - Villaviciosa de Odón. 2007 - Páginas: 29-38.

VALERO, A. V.; GOMÉZ-MÁRMOL, A.; PÉREZ GONZÁLEZ, A. Temporalización em la enseñanza del atletismo a través del modelo ludotécnico. Aula de Encuentro, 18 (2), pp. 184-202, 2016.

VALERO, A.; CONDE, J. L. La iniciación atletismo através de los juegos. Málaga: Aljibe. 2003.

VASCONCELLOS, M. J. E. de. Pensamento sistêmico: O novo paradigma da ciência. 11.ed. Campinas/SP: Papirus, 2018.

Downloads

Publicado

2020-08-25

Edição

Seção

Artigos Originais