Corpo e ginástica num Rio de Janeiro – mosaico de imagens e textos

Autores

  • Andrea Moreno UFMG

DOI:

https://doi.org/10.5007/%25x

Resumo

O presente texto resulta da tese de doutorado (em Educação) da autora e parte da constatação da ausência de registros/referências à ginástica (sueca) em textos e periódicos da cidade do Rio de Janeiro, no período entre o fim do século XIX e início do XX. A ginástica teria sido recusada pela vocação a cultura da liberdade, a festa e o prazer dos muitos “povos” que compunham as classes populares da sociedade fluminense, tendo ficado restrita à instituição escolar, frequentada pela elite.

Biografia do Autor

Andrea Moreno, UFMG

Possui graduação em Educação Física pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1987), mestrado em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1996) e doutorado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (2001). Foi professora da Universidade Federal de Viçosa e atualmente é professora adjunto da Universidade Federal de Minas Gerais. Tem experiência na área da Educação Física e Educação, com ênfase em História da Educação, História da Educação Física e História da Educação do corpo.

Downloads

Publicado

2000-01-01