A brincadeira e o desenvolvimento infantil: implicações para a educação em creches e pré-escolas

Zilma de Moraes Ramos de Oliveira

Resumo


O artigo discute a evolução da brincadeira simbólica de crianças de 1 a 6 anos freqüentando creches para a população de baixa renda, a partir de uma visão sociointeracionista do desenvolvimento humano elaborada a partir de Mead, Moreno, Vygotsky e Wallon. Algumas implicações para a educação infantil em creches e pré-escolas são também apresentadas.

Palavras-chave


Educação Física; brincadeira; Lazer

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x



R. Motriviv., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, ISSNe: 2175-8042.

Os textos publicados na Revista Motrivivência estão licenciados com uma Licença Creative Commons de atribuição não comercial compartilhar igual: CC BY-NC-SA