Travessia da aventura: da ausência na escola à inclusão em documentos orientadores

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8042.2020e74232

Palavras-chave:

Documentos orientadores, Autoria docente, Aventura

Resumo

O trabalho se dedica a percorrer processos histórico sociais e produções acadêmicas que dão indícios do caminho para inserção das Práticas Corporais de Aventura na Educação Física Escolar. Como opção metodológica foi utilizada a revisão de literatura. Foi possível perceber que a modificação do entendimento do papel da Educação Física na escola, associada a um perfil mais autoral dos professores, com um crescente interesse acadêmico sobre a aventura, bem como, o aumento da visibilidade sobre as práticas de aventura foram razões que entrelaçadas podem ser entendidas como os fatores que possibilitaram a inclusão destas práticas na escola.

Biografia do Autor

Luiz Gustavo Nicacio, Universidade Federal de Minas Gerais

Mestre em Estudos do Lazer - EEFFTO - UFMG.

Professor do Núcleo de Educação Física do Centro Pedagógico da UFMG.

 

Referências

ARROYO, Miguel. Currículo, território em disputa. Editora Vozes: Petrópolis. 2013.

BETRÁN, Javier Olivera. Las actividades físicas de aventura em La natureleza: análise sociocultural. In: Apunts. Educación Física y Deportes. Barcelona, n.41, p.5-8, 1995.

BETRÁN, Javier Olivera. Rumo a um novo conceito de ócio ativo e turismo na Espanha: as atividades físicas de aventura na natureza. In: BRUHNS, Heloisa Turine. Turismo, Lazer e Natureza. Barueri: Manole, 2003, p. 157-202.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs). Educação Física. Secretaria de Educação Fundamental. – Brasília : MEC/SEF, 1998. 96p.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC, 2017.

CAMPESTRINI, Geraldo Ricardo Hruschka; DACOSTA, Lamartine. A pesquisa de impacto econômico como subsídio para as tomadas de decisão em gestão de eventos esportivos: Estudo de caso do X Games Brasil 2013. Movimento. Porto Alegre. v.23, n.2., p, 543-558, abr/jul, 2017.

CAPARROZ, Francisco Eduardo; BRACHT, Valter. O tempo e o lugar de uma Didática da Educação Física. Revista Brasileira de Ciências do Esporte. Campinas, Autores Associados, v. 28, n. 2, p. 21-37, jan. 2007.

CASTELLANI FILHO, Lino; SOARES, Carmen Lucia; TAFFAREL, Celi Nelza Zulke; VARJAL, Maria Elizabeth Medicis Pinto; ESCOBAR, Micheli Ortega; BRACHT, Valter. Metodologia do ensino de Educação Física. 2º edição revista. São Paulo: Cortez 2009

DIAS, Cleber Augusto Gonçalves. Notas e definições sobre esporte, lazer e natureza. Licere, Belo Horizonte, v. 10, n. 3, p. 1-36, 2007.

FARIA FILHO, Luciano Mendes de. O processo de escolarização em Minas Gerais: questões teórico-metodológicas e perspectivas de pesquisa. In: VEIGA, Cynthia Greive e FONSECA, Thais Nívea de Lima e (org). História e historiografia da educação no Brasil. Belo Horizonte: Autêntica, 2003. p. 77 – 97

FONTOURA, Mirian Silva da. O Poder da marca e uma construção de Estilo De Vida: um estudo de caso dos alunos da Puc – PR. 234p. Dissertação de mestrado. 2006.

GOMEZ, Brandon. How Did Nike Get the Swoosh into Skateboarding? A Study of Authenticity and Nike SB. Masters of arts. Media studies theses. Syracuse University. 2012.

GONZALEZ, Fernando Jaime; FENSTERSEIFER, Paulo Evaldo. Entre o “Não Mais” E O “Ainda Não”: Pensando Saídas Do Não Lugar Da Ef Escolar II. Cadernos de formação RBCE. P.10-21. Mar/2010.

INÁCIO, Humberto Luís de Deus; PERETI, Éden Silva; SILVA, Ana Paula Salles e; LISENFELD, Patrícia Athaydes. Bastidores das práticas de aventura na natureza. In; DAMIANI, Iara Regina; SILVA, Ana Márcia. (Orgs). Práticas corporais: Experiências em Educação Física para uma formação Humana. Florianópolis: Naemblu Ciência e Arte, v3, p.69-88, 2005.

INÁCIO, Humberto Luís de Deus; CAUPER, Dayse Alisson Camara; SILVA, Luzia Antônia de Paula; MORAIS, Gleison Gomes de. Práticas corporais de aventura na escola: possibilidades e desafios – reflexões para além da Base Nacional Comum Curricular. Motrivivência. v.28, n.48, p.168-187, setembro 2016.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos de metodologia científica. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2003.

MACHADO, Thiago da Silva. Sobre o impacto do movimento renovador da educação física nas identidades docentes. Dissertação (Mestrado em Educação Física). Universidade Federal do Espírito Santo, Centro de Educação Física e Desportos 191f. 2012.

MACHADO, Giancarlo Marques Carraro. A cidade dos picos: a prática do skate e os desafios da citadinidade. Tese doutorado. Antropologia social. Faculdade de filosofia, Letras e Ciências Humanas – USP. 345p. 2017.

PIMENTEL, Giuliano Gomes de Assis. Esportes na natureza e atividades de aventura: uma terminologia aporética. Revista Brasileira de Ciência do Esporte, v.35, n.3, p. 687-700, jul/set, 2013.

PORTELA, Andrey. O esporte de aventura na educação física: formação e atuação dos professores. Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Desportos, Programa de Pós-Graduação em Educação Física, Florianópolis, 2013.

RINEHART, Robert E.. Chapter 7 ESPN's X games: contests of opposition, resistance, co-option, and negotiation. : Contests of opposition, resistance, co-option, and negotiation. Research In The Sociology Of Sport, [s.l.], p. 175-195, 2008. Elsevier.

SEVERINO, Antonio Joaquim; PEREIRA, Dimitri Wuo; SANTOS, Vinicius Feitoza Sampaio dos. Aventura e educação na Base Nacional Comum. Eccos – Revista Científica, [s.l.], n. 41, p. 107-125, 21 dez. 2016. Universidade Nove de Julho

SOARES, Carmen Lucia; TAFFAREL, Celi Nelza Zulke; VARJAL, Maria Elizabeth Medicis Pinto; CASTELANI FILHO, Lino; ESCOBAR, Micheli Ortega; BRACHT, Valter. Metodologia do Ensino de Educação Física. São Paulo: Cortez, 1992

TAHARA, Alexander Klein.; CARNICELLI FILHO, Sandro. A presença das atividades de aventura nas aulas de educação física. Arquivos de Ciências do Esporte, v.1 n.1 p.60-66, 2013

THORPE, Holly; WHEATON, Belinda. ‘Generation X Games’, Action Sports and the Olympic Movement: understanding the cultural politics of incorporation. : Understanding the Cultural Politics of Incorporation. Sociology, [s.l.], v. 45, n. 5, p. 830-847, out. 2011. SAGE Publications.

VAGO, Tarcísio Mauro. Da rua para a escola: A Escolarização de Praticas Corporais lúdicas da Cultura Urbana de Belo Horizonte (1897/1930). Motrivivência. n.9. 1996.

Downloads

Publicado

2020-11-16

Edição

Seção

Porta Aberta