A função educativa e regeneradora da prática esportiva em Belo Horizonte (1930-1940)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8042.2021.e89594

Palavras-chave:

Esporte, Lazer, História, Modernidade, Cidade

Resumo

O artigo objetiva analisar a veiculação do esporte em Belo Horizonte nas décadas de 1930 e 1940 e sua relação com um incisivo processo de educação dos corpos, considerando as especificidades da recém-criada capital do estado de Minas Gerais. Como método, foram analisados especialmente jornais e revistas que estiveram em circulação na temporalidade proposta. Concluímos que o esporte, notadamente como manifestação do/no lazer, foi veiculado recorrentemente como parte importante de uma contundente empreitada em prol da transformação dos corpos e dos comportamentos da população. Carregado de alto valor moral e disciplinar, deveria ser capaz de incutir no cidadão mineiro possibilidades de condutas mais afeitas à vida no espaço público e ao progresso representado pelas inovações industriais e tecnológicas.

Biografia do Autor

Sarah Teixeira Soutto Mayor, UFJF

Doutorado Universidade Federal de Juiz de Fora, Campus de Governador Valadares, Departamento de Educação Física, Governador Valadares, Brasil

Georgino Jorge de Souza Neto, Universidade Estadual de Montes Claros

Doutorado Universidade Estadual de Montes Claros, Departamento de Educação Física e Desporto, Montes Claros, Brasil

Silvio Ricardo da Silva, UFMG

Doutorado Universidade Federal de Minas Gerais, Departamento de Educação Física, Belo Horizonte, Brasil

Referências

ARCHETTI, Eduardo. Masculinidades: fútbol, tango y polo en la argentina. Buenos Aires: Editorial Antropofagia, 2003. 287 p.

BAÍA, Júlio César de Paula Guimarães. Direitos Econômicos do Atleta de Futebol: uma análise de sua negociação para investidores. Belo Horizonte: Editora D'Plácido, 2015. 184 p.

BOURDIEU, Pierre. A distinção: crítica social do julgamento. São Paulo: Editora Zouk, 2007. 18 p.

BOURDIEU, Pierre. Questões de Sociologia. Lisboa: Fim de Século, 2003. Tradução de Miguel Serras Pereira.

CAMPOMAR, Andreas. ¡Golazo! De los aztecas a la Copa del Mundo: la historia completa del fútbol en américa latina. Buenos Aires: Editora Deldragón, 2014. 458 p.

CARVALHO, Marcus Vinícius Corrêa. Moderno, modernidade, modernização: polissemias e pregnâncias. In: GIL, Natália; ZICA, Matheus da Cruz e; FARIA FILHO, Luciano Faria M. Moderno, Modernidade e Modernização: a educação nos projetos de brasil: séculos XIX e XX. Belo Horizonte: Mazza, 2012. p. 13-34.

CHARAUDEAU, Patrick. Discurso político. São Paulo: Contexto, 2008. Tradução de Fabiana Komesu e Dílson Ferreira da Cruz.

COUTO, Euclides de Freitas. Belo Horizonte e o futebol: integração social e identidades coletivas

(1897-1927). Dissertação [Mestrado em Ciências Sociais]. Pontifícia Universidade Católica de

Minas Gerais, Belo Horizonte, 2003.

DURÃES, Geraldo Magela; FERNANDES, Antônio J.S Associativismo desportivo: o estudo das

praças de Esportes de Minas Gerais. Mauritius: Novas Edições Acadêmicas. 2018.

GARCHET, Helena Maria Bomeny. Guardiães da Razão: modernistas mineiros. Rio de Janeiro: Editora Ufrj, 1994. 204 p.

MELO, Victor Andrade de. Dicionário do esporte no Brasil: do século XIX ao início do século XX. Campinas: Autores Associados, 2007.

SANTACANA, Carles. Sports, society and collective identity in contemporary Catalonia. Catalan Historical Review, Barcelona, n. 7, p. 63-75, 2014.

SEVCENKO, Nicolau. Transformações da linguagem e advento da cultura modernista no Brasil. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 11, n. 6, p. 78-88, 1993.

RIBEIRO, Raphael Rajão. A bola em meio a ruas alinhadas e a uma poeira infernal: os

primeiros anos do futebol em Belo Horizonte (1904-1921). Dissertação [Mestrado em História].

Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2007.

RODRIGUES, Marilita Aparecida Arantes. Constituição e enraizamento do esporte na cidade -

Uma prática moderna de lazer na cultura urbana de Belo Horizonte (1894- 1920), Tese

[Doutorado em História], Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de

Minas Gerais, Belo Horizonte, 2006.

RODRIGUES, Marilita Arantes Aparecida; ISAYAMA, Hélder Ferreira; COSTA, Luciana C. Lages Rodrigues; PERES, Fabiano Antônio Sena; OLIVEIRA, Rita Márcia de; VIANA, Juliana de Alencar; SILVEIRA, Amanda Carolina Costa; SILVA, Márcio Aparecido de Freitas; LOPES, Tarcila Bretas; XAVIER, Jean Lopes; LANA, Vivyan Louise; SAAD, Jane. Mapeando as primeiras ações de políticas públicas do esporte em Minas Gerais (1927-1946). In: RODRIGUES, Marilita Aparecida Arantes; ISAYAMA, Hélder Ferreira (Org.). Um olhar sobre a trajetória das políticas públicas de esporte em Minas Gerais: 1927-2006. Contagem: MJR, 2014. p. 29-46.

SOUTTO MAYOR, Sarah Teixeira. O futebol na cidade de Belo Horizonte nas décadas de 1930 e 1940: amadorismo e profissionalismo. Tese [Estudos do Lazer] Universidade Federal de Minas Gerais. Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional, UFMG. Belo Horizonte, 2017.

SOUZA NETO, Georgino Jorge de. A invenção do torcer em Bello Horizonte: da assistência ao pertencimento clubístico (1904-1930). Dissertação [Mestrado em Lazer], Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional, UFMG, Belo Horizonte, 2010.

Downloads

Publicado

2022-09-26

Edição

Seção

Artigos Originais