Educação ambiental corporativa para crianças: analisando a animação Peixonauta do Discovery Kids

Autores

  • Maria Lúcia Castagna Wortmann Programa de Pós-Graduação em Educação - Universidade Federal do Rio Grande do Sul Programa de Pós-Graduação em Educação - Universidade Luterana do Brasil
  • Daniela Ripoll Programa de Pós-Graduação em Educação - Universidade Luterana do Brasil
  • Laís Possamai Curso de Ciências Biológicas da Universidade Luterana do Brasil

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-795X.2012v30n2p371

Palavras-chave:

educação ambiental, educação ambiental corporativa, mídia e educação infantil

Resumo

A partir da análise da série Peixonauta, desenho animado que integra a programação docanal de TV por assinatura Discovery Kids, vinculado ao grupo Discovery Channel,buscamos destacar como algumas problemáticas ambientais são apresentadas às crianças, bem como discutir como são delineadas, nesta série, algumas identidades preservacionistas. A animação Peixonauta dá destaque a questões ambientais: introdução de espécies exóticas e domésticas na natureza, e o modo como essa prática afeta o meio ambiente; poluição das águas, solo e ar; e certos fenômenos naturais. Realizado na intersecção da Educação, da Educação Ambiental, dos Estudos Culturaise dos Estudos de Mídia, este estudo problematiza o modo como este desenho ensina quais ações e quais problemas devem ser considerados relativamente aos chamados ambientes naturais. O corpus analítico compõe-se de 30 episódios que evidenciam quatro temáticas ambientais: a) reciclagem de materiais; b) introdução de espécies exóticas; c) poluição; d) mudanças climáticas e problemas associados. Os resultados sugerem que o Discovery Kids prática uma espécie de “Educação Ambiental corporativa” ao introduzir e valer-se de temas “verdes” em sua programação. Em Peixonauta, tal intenção fica evidenciada. Algumas personagens representam sujeitos a serem conscientizados ambientalmente; outros ensinam o que é ser “ambientalmente responsável”. Há, também, os que detêm conhecimentos legitimados. Além disso, a tecnologia é colocada em destaque como meio seguro e rápido para a solução dos problemas ambientais. Mas, ao mesmo tempo, ao simplificar o encontro de soluções, a série operaria na direção da naturalização/banalização dos problemas ambientais, provocando o seu apagamento.

Downloads

Publicado

2012-11-29

Edição

Seção

Artigos de Dossiês Temáticos