Escola e desenvolvimento local: encontros e desencontros

Naira Lisboa Franzoi, Damiana Matos Costa França, Maria Clarice Rodrigues de Oliveira

Resumo


Este artigo apresenta reflexões sobre dois estudos de caso com estudantes trabalhadores: um com trabalhadores em engenho de cana de açúcar, no Nordeste do país; outro, com fumicultores gaúchos. Ambos abordam a relação entre formação de trabalhadores, saberes do trabalho e desenvolvimento local. Os dados foram produzidos a partir de autofotografias, no primeiro estudo, e de autobiografias, no segundo. Dentre as referências teóricas, tomam-se as teses de Schwartz e de Charlot, sobre saberes; e as de Francisco de Oliveira e Milton Santos, sobre desenvolvimento local. Os achados permitem reiterar que a escola só consegue revestir-se de sentido ao levar em conta o patrimônio cultural desses sujeitos.


Palavras-chave


Aluno trabalhador; Saberes; Desenvolvimento

Texto completo:

PDFA


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-795X.2016v34n3p880



Direitos autorais 2017 Naira Lisboa Franzoi, Damiana Matos Costa França, Maria Clarice Rodrigues de Oliveira

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Perspectiva, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN print 0102-5473, ISSN 2175-795X.

Recomendamos o uso do browser Firefox_Mozilla como navegador do portal .

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.