Sexualidades marginais nas bordas do texto: cinema, política e performatividade de gênero em El beso de la mujer araña

Anselmo Peres Alós

Resumo


Este artigo pretende discutir algumas das ambivalentes relações entre cinema, política e performatividade de gênero no romance El beso de la mujer araña [O beijo da mulheraranha], romance argentino escrito por Manuel Puig e publicado pela primeira vez em 1976. Embora esse romance não seja o primeiro a problematizar gênero e performatividade no contexto da literatura latino-americana, ele apresenta um enredo particularmente subversivo no que diz respeito à representação de rupturas no interior dos preceitos heteronormativos.


Palavras-chave


Gênero; Performatividade; Manuel Puig; Cinema; Literatura Latino-americana

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.1590/S0104-026X2013000300020

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 Licença Creative Commons
A Revista Estudos Feministas está sob a licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Revista Estudos Feministas, ISSN 1806-9584, Florianópolis, Brasil.