Educação Estatística no contexto da formação de professores dos anos iniciais do Ensino Fundamental: Mobilização dos Saberes de Conteúdo Estatístico

Elvys Wagner Ferreira da Silva, Elizabeth Gomes Souza

Resumo


Este estudo investiga a formação dos futuros dos professores dos anos iniciais no que tange aos Saberes Docentes atinentes aos conteúdos estatísticos. Ancorada nos estudos de Shulman (1986), Tardif (2002) e Gauthier et. al. (1998) acerca dos Saberes Docentes coadunando com os referenciais teóricos relacionados à Educação Estatística a pesquisa investigou os saberes relacionados aos conteúdos matemáticos mobilizados na formação docente de professores dos anos iniciais do Ensino Fundamental acerca dos Saberes de Conteúdo Estatístico. O estudo foi desenvolvido com a participação de alunos do curso de Licenciatura Integrada em Educação em Ciências, Matemática e Linguagens/UFPA. O cenário do trabalho de campo se deu em dois contextos, a sala de aula do curso de formação inicial e a sala de aula dos anos iniciais. A composição analítica foi constituída por transcrições de áudios e vídeos referente as atividades desenvolvidas pelos licenciandos. Os Saberes Estatísticos mobilizados nos campos de pesquisa foram pautados na prática profissional de futuros professores relacionados à construção, leitura, interpretação de gráficos.

  


Palavras-chave


Saberes docentes; Educação Estatística; Saberes estatísticos

Texto completo:

PDF/A

Referências


Batanero, C., & Diaz, C. (2010). Training teachers to teach statistics: What can we learn from research? Statistique et Enseignement, 1 (10), 5-20.

Brasil (1997). Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais: Matemática. Brasília.

Brasil (2018). Ministério da Educação. Base Nacional Curricular Comum. Brasília. Disponível em http://basenacionalcomum.mec.gov.br/

Carzorla, I. M. (2002). A relação entre a habilidade viso-pictória e o domínio de conceitos estatísticos na leitura de gráficos. Tese (Doutorado em Educação). Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas. Campinas, SP.

Carzorla, I. M. (2004). Educação estatística aplicada à educação Salvador: Faculdade Jorge Amado.

Cazorla, I. M.(2015). O Ensino de Estatística no Brasil. Brasília: Sociedade Brasileira de Educação Matemática. Recuperado de http://www.sbem.com.br/gt_12/arquivos/cazorla.htm.

Curcio, F. R. (1987). Comprehension of mathematical relationship expressed in graphs. Journal for Research in Mathematics, 18 (5), 382-393.

Guimarães, G (2009). Refletindo sobre a Educação Estatística na sala de aula. In: G. Guimarães, & R. Borba. (Eds). Reflexões sobre o Ensino de Matemática nos anos iniciais de escolarização. Recife: SBEM.

Kataoka, V. Y. et al. (2011). A educação estatística no ensino fundamental II em Lavras, Minas Gerais, Brasil: avaliação e intervenção. Revista Latinoamericana de Investigación en Matemática Educativa, México, 14 (2), 233-263.

Kataoka, V. Y., & Hernandez, H (2010). Perfil da turma. In: I.M. Cazorla, & R. Santana (Eds.). Do Tratamento da Informação ao Letramento Estatístico. Itabuna: Via Litterarum.

Lopes, C. E. (1998). A probabilidade no ensino fundamental: uma análise curricular. Dissertação (Mestrado em Educação). Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas. São Paulo.

Lopes, C. E. (2003). O conhecimento Profissional dos Professores e suas relações com Estatística e Probabilidade na Educação Infantil. Tese (Doutorado em Educação). Universidade Estadual de Campinas, São Paulo, Brasil.

Lopes, C. E. (2010). Os desafios para educação estatística no Currículo de Matemática. In: C.E. Lopes et. Al (Eds). Estudos e reflexões em educação estatística. Campinas, SP: Mercado de Letras.

Lopes, C. E. (2008). O ensino da Estatística e da Probabilidade na Educação Básica e a Formação dos Professores. Caderno Cedes, Campinas, 28 (74), 57-73.

Manfredo, E. C. G., Gonçalves,T.O., & Levy, L. F (2011). Formação estatística de professores que ensinam Matemática nos anos iniciais da Educação Básica. In Anais da 8ª Conferência Interamericana de Educação Matemática, Recife, Pernambuco.

Martins, M. N. P, Carvalho, C. F. de (2018). O ensino de gráficos estatísticos nos anos iniciais. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, 9 (2), 247-264.

Souza, L. de O. (2014). O desenvolvimento profissional de professores para o ensino de probabilidade em tarefas de investigação estatística. In: C.E. Lopes (Eds). Os Movimentos da Educação Estatística na Escola Básica e no Ensino Superior. Campinas, SP: Mercado de Letras.




DOI: https://doi.org/10.5007/1981-1322.2019.e62868

Indexadores, diretórios e base de dados:

                                                                     

 

REVEMAT: R. Eletr. Educ. Mat., UFSC/MTM/PPGECT, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 1981-1322.
 
 

 Licença Creative Commons
Está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.