Equações diferenciais ordinárias: uma análise de livros-texto indicados por cursos de licenciatura em matemática brasileiros

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1981-1322.2021.e75935

Palavras-chave:

Equações Diferenciais Ordinárias, Abordagem Qualitativa, Análise de Modelos Matemáticos, Campo de Direções

Resumo

Este texto tem por objetivo apresentar uma pesquisa que analisou de que modo as propostas para o estudo de Equações Diferenciais Ordinárias (EDO), presentes em livros-texto, podem contribuir no trabalho de professores de Matemática ao selecionarem situações-problema envolvendo o conceito de função. Os pressupostos teóricos para construção desta pesquisa referem-se a Abordagem Qualitativa e a Análise de Modelos Matemáticos. Optou-se por uma pesquisa qualitativa com a produção e análise dos dados seguindo pressupostos da Análise de Conteúdo. A fonte de produção de dados foi a análise de dois livros-texto de Equações Diferenciais mais citados por cursos brasileiros de Licenciatura em Matemática. A análise dos dados permitiu concluir que ambos os livros apresentam modelos matemáticos para estudar EDO, sendo as funções mais exploradas as exponenciais, quadráticas e trigonométricas, em detrimento da função logarítmica, não abordada nos capítulos analisados. Quanto a abordagem qualitativa, verificou-se que é utilizada, também, em ambos os livros, porém de forma limitada em um deles, pois não explora as potencialidades do campo de direções.

Biografia do Autor

Alessandra Lucero Silva, Universidade Federal do Pampa, Itaqui - RS, Brasil

Maria Arlita da Silveira Soares, Professora Adjunta, Universidade Federal do Pampa, Caçapava do Sul-RS, Brasil

http://lattes.cnpq.br/3103885429038868

Leugim Corteze Romio, Professor Adjunto, Universidade Federal do Pampa, Itaqui-RS, Brasil

http://lattes.cnpq.br/8948008714853940

Referências

Bardin, L. (1970). Análise de Conteúdo. Edições 70.

Boyce, W. E. & Diprima, R. C. (2015). Equações Diferenciais Elementares e Problemas de Valores de Contorno. Rio de Janeiro: LTC.

Dullius, M. M., Araújo, I. S. & Veit, E. A. (2011) Ensino e Aprendizagem de Equações Diferencias com Abordagem Gráfica, Numérica e Analítica: uma experiência em cursos de Engenharia. Bolema, v.24, n.38, 17-42.

Dullius, M. M., Veit, E. A. & Araújo, I. S. (2013). Dificuldade dos Alunos na Aprendizagem de Equações Diferenciais Ordinárias. ALEXANDRIA Revista de Educação em Ciência e Tecnologia, v.26, n.2, 207-228.

Filho, A. A. B., Laudares, J. B. & Miranda, D. F. (2014). A resolução de problemas em ciências com equações diferenciais ordinárias de 1ª e 2ª ordem usando análise gráfica. Educação Matemática Pesquisa, v.16, n.2, 323-348.

Fiorentini, D. A. (2005). Formação Matemática e Didático-Pedagógica nas Disciplinas da Licenciatura em Matemática. Revista em Educação, n.18, 107-115.

Franco, M. L. P. B. (2005). Análise de Conteúdo. Brasília: Líber Livro Editora.

Javaroni, S. L. (2007). Abordagem geométrica: possibilidades para o ensino e aprendizagem de Introdução às Equações Diferenciais Ordinárias (tese de doutorado em Educação Matemática). Universidade Estadual Paulista, Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Rio Claro.

Javaroni, S. L. & Soares, D. S. (2012). Modelagem matemática e Análise de Modelos Matemáticos na Educação Matemática. Acta Scientiae, v.14, n.2, 260-275.

Lajolo, M. (2008). Livro Didático: um (quase) manual de usuário. Em Aberto, v 16, n 69, 3-9.

Laudares, J. B. & Miranda, D. F. (2007). Investigando a iniciação à modelagem matemática nas ciências com equações diferenciais. Educação Matemática Pesquisa, v.9, n.1, 103-120.

Machado, N. J. (1988). Matemática por assunto: noções de Cálculo. São Paulo: Scipione.

Onuchic, L. R. & Allevato, N. S. G. (2011). Pesquisa em Resolução de Problemas, caminhos, avanços e novas perspectivas. Bolema, v. 25, n. 41, 73-98.

Sociedade Brasileira de Educação Matemática. (2003). Documento Base da Sociedade Brasileira de Educação Matemática: Subsídios para a Discussão de Propostas para os Cursos de Licenciatura em Matemática. Seminário Nacional De Licenciaturas Em Matemática. Salvador.

Sociedade Brasileira de Educação Matemática. (2013). Boletim SBEM. n. 21. Disponível em http://www.sbembrasil.org.br/files/Boletim21.pdf

Stewart, J. (2013). Cálculo, volume 2. São Paulo: Cengage Learning.

Zill, D. G. & Cullen, M. R. (2001). Equações Diferenciais, volume 1. São Paulo: Pearson Makron Books.

Downloads

Publicado

2021-03-09

Edição

Seção

Artigos