Ensino Politécnico da Tradução em Macau

Autores

  • Maria de Lurdes Nogueira Escaleira Instituto Politécnico de Macau
  • Rosa Bizarro Instituto Politécnico de Macau

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7968.2013v1n31p155

Palavras-chave:

tradução, tradutor, ensino superior, currículo, língua, cultura

Resumo

O presente artigo “ENSINO SUPERIOR POLITÉCNICO DA TRADUÇÃO EM MACAU” tem como objetivo refletir sobre o ensino/aprendizagem da Tradução Chinês/Português, em Macau, e o papel que o ensino superior politécnico tem desempenhado na formação de tradutores. 

Macau vive, desde há mais de quatro séculos, sob o signo do contacto intercultural e interlinguístico em que o Português e o Chinês, hoje línguas oficiais, têm convivido e obrigado a um esforço de tradução, assumindo-se, atualmente, como uma plataforma importante do diálogo entre a República Popular da China e os Países de Língua Portuguesa.
Apesar de várias tentativas, só em 1991 é criado o ensino superior público de Macau e o curso de Tradução, tendo a formação de tradutores, com mais de um século de história, estado, até essa data, a cargo de um departamento governamental.
Em conformidade, iremos abordar as várias propostas curriculares que têm vindo a ser implementadas no Instituto Politécnico de Macau com o objetivo de formar tradutores que sirvam de “intermediários” entre as línguas e as culturas distintas, Portuguesa e Chinesa, que estão presentes no quotidiano de Macau e cujo campo de influência se tem vindo a alargar, atendendo ao aumento significativo da procura de tradutores/intérpretes devidamente preparados.

Biografia do Autor

Maria de Lurdes Nogueira Escaleira, Instituto Politécnico de Macau

Realizou mestrado na Universidade de Macau, China; Doutorado na Universidade do Porto, Portugal; Professor-Adjunto do Instituto Politécnico de Macau, Região Administrativa Especial de Macau, República Popular da China

Rosa Bizarro, Instituto Politécnico de Macau

Titular de um Diplôme de Études Approfondies (DEA) em Literatura e Civilização Francesas, realizado na Université de Haute Bretagne - Rennes 2 (França).Titular de um Doutoramento em Didática das Línguas Vivas Estrangeiras, realizado na Universidade do Porto (Faculdade de Letras), Portugal. Atualmente, Professora Adjunta no Instituto Politécnico de Macau (República Popular da China), centrando, neste momento, a investigação e ação docente na área da Formação de Professores de Línguas Estrangeiras (com destaque para o PLE).

Downloads

Publicado

2013-03-10

Edição

Seção

Artigos