Por uma poética da tradução

Autores

  • Janaina Rocha de Paula Universidade Federal de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7968.2013v1n31p81

Palavras-chave:

Tradução, Renúncia, Dom, Amor, Letra

Resumo

Partindo do ensaio “A tarefa do tradutor”, de Walter Benjamin, e sua articulação com o livro Torre de Babel, de Jacques Derrida, buscamos abordar as traduções realizadas por Maria Gabriela Llansol a partir das noções de renúncia e doação. Renunciando a uma forma de tradução inserida na tradição melancólica/maníaca, a tarefa de tradução em Llansol aproxima-se de uma prática poética tendo no dom do amor o seu elemento de abertura.

Biografia do Autor

Janaina Rocha de Paula, Universidade Federal de Minas Gerais

Possui graduação em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, especialização em Teoria psicanalítica pela Universidade Federal de Minas Gerais e mestrado em psicologia pela mesma universidade (UFMG). Doutora em Estudos Literários - Literatura comparada e Teoria da literatura pela Faculdade de Letras da UFMG. Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil

Downloads

Publicado

2012-10-26

Edição

Seção

Artigos