Um estudo do conjunto multilíngue interpessoal Português Brasileiro/Inglês subsidiado pelos Estudos da Tradução e pela Linguística Sistêmico Funcional

Giacomo Patrocinio Figueredo

Resumo


Este artigo investiga as relações de tradução dos sistemas interpessoais da gramática do português brasileiro e do inglês e seu comportamento no ambiente multilíngue, objetivando estabelecer as relações de equivalência tradutória do estrato gramatical no ambiente multilíngue para modelar recursos gramaticais. Procura-se aqui contribuir com as abordagens sistêmicas da tradução, na sua vertente da produção multilíngue, com o desenvolvimento de um modelo do ambiente multilíngue, a partir das relações de equivalência, correspondência e mudança. Para tanto, toma-se, como hipótese de trabalho, que o ambiente multilíngue pode ser modelado como o conjunto universo dos recursos gramaticais interpessoais da oração, empregando as relações de equivalência em tradução, correspondência e mudança como ferramentas dessa investigação. Torna-se assim possível descrever os subconjuntos relativos tanto às línguas quanto aos recursos comuns a elas – aqui denominados multilíngues. A partir daí, o comportamento gramatical do contato linguístico, por sua vez, passa a se constituir como uma variação do uso da língua. Os resultados mostram como empregar as relações de equivalência, correspondência e mudança em tradução como ferramentas metodológicas para modelar um ambiente multilíngue. Além disso, indicam como o conceito ‘multilíngue’ refere-se tanto à pervasão de sistemas no ambiente multilíngue quanto ao comportamento gramatical das línguas.


Palavras-chave


Abordagens sistêmicas da tradução; Estudos multilíngues; Modelagem de significado interpessoal; Topologia linguística

Texto completo:

PDF/A

Referências


CATFORD, J. A linguistic theory of translation: an essay in applied linguistics. London: Oxford Univ., 1965. 103p.

FIGUEREDO, G. Introdução ao perfil metafuncional do Português Brasileiro: Contribuições para os estudos multilíngues. (2011). 385 p. Tese – Programa de Pós-Graduação em Estudos Linguísticos, Faculdade de Letras, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2011.

GLEASON, H. 1965. Linguistics and English grammar. New York: Holt, Rinehart & Winston. HALLIDAY, M. On grammar. London: Continuum, 2002.

HALLIDAY, M. Towards the theory of a good translation. In: STEINER, E.; YALLOP, C (Ed.). Exploring translation and multilingual text production: beyond content. Berlin/ New York: Mouton de Gruyter, 2001. p. 13-18.

HALLIDAY, M.; MATTHIESSEN, C. Introduction to functional grammar (4a Ed.). London: Routledge, 2013.

KENNING, M. M. What are parallel and comparable corpora and how can we use them? In: KEENE, A.; MCCARTHY, M. (Ed.) The Routledge handbook of corpus linguistics. Madison: Routledge, 2010. p. 487-500.

LEMKE, J. Discourse, Dynamics, and Social Change. Cultural ynamics 6(1): 243-275, 1993.

MARTIN, J. English text: system and structure. Philadelphia and Amsterdam: John Benjamins, 1992.

MARTIN, J. Systemic functional grammar: a next step into the theory – axial relations. Beijing: Higher Education Press, 2013.

MATTHIESSEN, C. TERUYA, K.; LAM, M. Key terms in systemic functional linguistics. London e New York: Continuum, 2010.

MATTHIESSEN, C. The environments of translation. In: STEINER, E. YALLOP, C. (Eds.). Exploring translation and multilingual text production: beyond content. Berlin & New York: Mouton de Gruyer, 2001. p. 41-124.

MATTHIESSEN, C.; TERUYA, K.; WU, C. Multilingual studies as a multi-dimensional space of interconnected language studies. In:

WEBSTER, J. (Ed.). Meaning in Context: implementing intelligent applications of language studies. London and New York: Continuum, 2008.

PAGANO, A.; VASCONCELLOS, M. L. Explorando interfaces: estudos da tradução, linguística sistêmico-funcional e linguística de córpus. In: ALVES, F.,

MAGALHÃES, C., PAGANO, A. (Org.). Competência em tradução: cognição e discurso. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 2005. p. 177-207.

STEINER, E.; YALLOP, C (Ed.). Exploring translation and multilingual text production: beyond content. Berlin/ New York: Mouton de Gruyter, 2001.

TEICH, E. Contrastive linguistics and translation studies revisited. In: GIL, Alberto (Org.) Modelle der Translation: Grundlagen fur Methodik, Bewertung, Computermodellierung. Frankfurt am Main & Berlin: Lang, 1999.

TEICH, E. Cross-linguistic variation in system and text: a ethodology for the investigation of translations




DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7968.2015v35n1p139



Cadernos de Tradução, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 2175-7968.